Incongruência e crenças conflitantes: veja como a PNL pode contribuir

10/09/2021 às 20:33 PNL

Incongruência e crenças conflitantes: veja como a PNL pode contribuir

Nem sempre chegamos aonde queremos pois nos deparamos com uma grande dificuldade: superar as crenças conflitantes entre o que queremos e o que não queremos. Veja como a PNL pode contribuir nessa situação.

O que é incongruência?

Geralmente, as incongruências são derivadas de um conflito interno, já que, a partir do ponto de vista de Robert Dilts, existem sempre dois “eus” dentro de nós, um que quer fazer algo e o que se opõe. Tal contradição pode derivar dois comportamentos, dois sistemas de crença ou mesmo dois aspectos da identidade. Enquanto lutamos internamente com conflitos de crença e identidade, outro lado não percebe que existe sempre um outro lado. O resultado é uma confusão a respeito de quem somos que afeta significativamente a qualidade de vida e as escolhas do indivíduo.

Causas da incongruência

Segundo a PNL, a incongruência pode resultar de experiências de impressão, modelagem de outras pessoas importantes, conflitos na hierarquia de critérios ou transições de vida. As impressões podem criar conflitos internos e pode-se, nestes casos, utilizar a reimpressão para permitir ao indivíduo ter uma experiência congruente.

Além disso, a incongruência tem raízes nas crenças que nos modelam e, com o passar da vida, na convivência com pessoas de crenças diferentes, nos vemos na necessidade de modelar, resultando, assim, em partes de nós que são incompatíveis internamente. Assim, nunca conseguimos nos sentir bem se estamos em um círculo vicioso de internalizar por meio da modelação crenças que são incompatíveis com nossa identidade.

Outras questões como a hierarquia de critérios entre conflitos e as transições da vida também podem causar incongruências.

O que são crenças conflitantes?

As crenças conflitantes são crenças modeladas por outras pessoas através da convivência mas que são incompatíveis com a idade da pessoa que recebeu a impressão. Uma das formas mais utilizadas por instrutores de PNL para lidar com as duas partes conflitantes é o squash visual típico, no qual busca-se integrar dois comportamentos quando os dois lados são diferentes. O objetivo de integrar os aspectos dissociados da identidade é criar uma nova auto-imagem, a partir da qual viver em congruência e com maior resiliência.

O que é congruência?

A congruência ocorre quando assumimos um compromisso plenamente consciente e inconsciente para atingir um objetivo ou comportamento específico, como por exemplo comer de maneira correta ou manter o peso adequado. Essa mudança de comportamento exige adotar a melhor das fisiologias e aprender estratégias diferentes para implementar o que se deseja. As questões mais difíceis para entrar em congruência são parar de fumar, beber demais e emagrecer, pois geralmente um lado quer e outro (um lado inconsciente) não. Dessa forma, colocar nossos recursos e energias em um objetivo sobre o qual não temos congruência, um lado sempre lutará para evitar que ela aconteça.

A congruência em outras abordagens

Para Carl Rogers, por exemplo, a congruência pode ser compreendida como a exatidão entre a experiência da comunicação e a tomada de consciência, apontando relações de semelhança entre o que sentimos, falamos e expressamos em nosso campo relacional, ou seja, uma atitude que tem a ver com coerência interna e externa, expressa pela autenticidade do indivíduo, sua autoestima e sua auto-imagem. Este pode ser um conceito útil para a modelagem através da PNL, pois a congruência trata-se de estar congruente em primeiro lugar para passar isso à pessoa em transformação. O terapeuta congruente consegue ser genuíno na relação com a pessoa de seu paciente ou cliente, levando em conta seus sentimentos e suas percepções para que ele possa contribuir na reflexão deste cliente acerca dos objetivos que visa alcançar, dos recursos que tem disponíveis no momento e na escolha de quais caminhos quer seguir para chegar ao alvo.

Modelo de mudanças com a PNL

Para trabalhar com crenças limitadoras, a PNL parte do estado atual para chegar ao estado desejado. O passo mais importante é identificar o estado desejado, ou seja, uma representação clara do objetivo final. Quando o instrutor em PNL ajuda uma pessoa a estabelecer seu objetivo, estamos iniciando o processo de mudança, o que significa que, a partir do momento em que ela tem certeza do seu objetivo, seu cérebro irá organizar seu comportamento inconsciente para atingi-lo. Seu sistema começa automaticamente a obter informações autocorretivas que a manterão na direção do objetivo desejado..

Assim, uma fórmula de mudanças proposta por Robert Dilts contempla o estado atual (problema) somado aos recursos resultando no estado desejado. Também podem ocorrer interferências, por exemplo, dificuldade para acrescentar os recursos ao estado atual, pois algo no pensamento da pessoa interfere.

Criando mudanças

Assim, podemos criar mudanças identificando o estado atual, o estado desejado e os recursos adequados (que podem ser estados internos, fisiologia, informações ou habilidades) para passar do estado atual ao estado desejado, e eliminando quaisquer interferências por meio do uso desses recursos.

A mudança de crenças conflitantes não é um processo instantâneo: é preciso querer mudar, saber como mudar e se dar a chance de mudar. O indivíduo que busca mudanças precisa assumir um compromisso pessoal pleno e intransferível, sem lutar contra si mesmo ou contra outras pessoas, para ser capaz de atingir seu objetivo. Acreditar que é possível alcançar o seu objetivo também é uma motivação crucial para que o plano de mudanças tenha o efeito esperado, dentro de um trabalho em conjunto com o instrutor de PNL.

Criando estratégias com a PNL

A PNL utiliza o termo “estratégias” para descrever como as pessoas colocam em sequência suas imagens internas e externas, sons, sensações, paladar e olfato, a fim de produzir uma crença, um comportamento ou um padrão mental, ou seja, utilizando os cinco sentidos como representações ou modalidades da realidade. Assim, nunca vivenciamos o mundo de forma direta, o que podemos fazer é “representá-lo” para nós mesmos através de imagens, sons, vozes e sensações cinestésicas.

 

E você, ficou interessado em se capacitar para promover congruência e superação de crenças conflitantes? Venha para o IBND! Aqui oferecemos soluções personalizadas para contribuir com a sua formação e sucesso profissional. Faça nosso curso de practitioner em PNL e veja seu crescimento pessoal e profissional decolar!

 

Referências:

DILTS, R. Crenças: caminhos para a saúde e o bem-estar. Editora Summus. 1993.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK