Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

Fique por dentro da história da Chevrolet no Brasil

07/12/2020 às 10:23 PNL

Fique por dentro da história da Chevrolet no Brasil

Certamente você conhece alguém que tem ou teve algum veículo da bem conceituada Chevrolet, que já viveu anos de ouro aqui no Brasil. Seus clássicos carros eram sinônimo de durabilidade, qualidade e luxo acima da média, se comparados com os de outras montadoras. Culpa do exigente mercado automobilístico norte americano.

Por isso, fizemos questão de elaborar esse post que narra a história da Chevrolet no Brasil. Saiba como essa empresa, que é representada pela famosa gravata dourada, conseguiu conquistar milhares de clientes fiéis até hoje. Está procurando mais motivação para empreender? Está lendo o artigo certo.

Chevrolet: marcando presença no Brasil desde 1925

A General Motors, mais conhecida popularmente como Chevrolet, foi fundada nos Estados Unidos em 1911 por Louis Chevrolet e William C. Durant. Ambos eram apaixonados por carros e decidiram empreender nessa área. Os automóveis fabricados pela Chevrolet fizeram um grande sucesso no mercado norte americano.

No início dos anos 1920, os sócios decidiram expandir seus negócios mundo afora e um dos países escolhidos foi o Brasil. Em janeiro de 1925, a montadora americana deu as caras por aqui e escolheu a cidade de São Paulo para ser a sua sede principal. Era o início de um grande sucesso para a General Motors do Brasil, que tinha atenção plena para as necessidades dos clientes. 

Depois de tudo devidamente acertado, a Chevrolet constrói a sua primeira fábrica para montagem de veículos. Em setembro de 1925, a empresa apresenta ao mercado brasileiro o seu primeiro carro: um furgão. O veículo era de uso exclusivo para fazer entregas. Em 1927, a Chevrolet inaugurou a sua segunda fábrica em São Caetano do Sul (SP).

Os anos 30, 40 e 50 foram destinados à produção exclusiva de veículos para trabalho, o que deixou a Chevrolet bem conceituada no mercado brasileiro. Mesmo em uma época sem a tecnologia que temos hoje, os carros dessa montadora tinham uma excelente qualidade construtiva, altíssima durabilidade e confiabilidade mecânica.

Anos 1960: lançamentos de icônicos automóveis

Em 1964, a Chevrolet lança o seu primeiro veículo utilitário esportivo: o famoso Veraneio. Esse SUV de grande porte causou um certo espanto entre os consumidores por causa das suas dimensões exageradas. Mesmo assim, o grandalhão foi um sucesso de vendas, sendo usado como viatura policial na época.

Mas o recordista de vendas da Chevrolet foi lançado em 1968. O famoso Opala foi efetivamente o primeiro carro de passeio fabricado pela montadora e conquistou uma legião de fãs em todo o Brasil. O sucesso do carro foi tão grande que sua produção foi ininterrupta até 1992.

A versão perua do modelo, a Caravan, também acabou caindo nas graças do público de todas as idades. Ao todo, mais de 1 milhão de unidades desses dois modelos foram produzidas no Brasil. Eles eram considerados uma referência em carros de luxo, representados por seus motores de 4 e 6 cilindros.

Décadas de 70 e 80: a Chevrolet conquista o Brasil

Decidida a conquistar mais clientes, a Chevrolet inovou e resolveu lançar um modelo compacto e com um apelo mais popular, destinado a pessoas que não apreciavam modelos potentes e luxuosos como o saudoso Opala, por exemplo. Sendo assim, em 1973, o Chevette chega as ruas e também se torna um ícone de sucesso.

Lançado em várias versões, o modelo encantou o público pela sua confiabilidade mecânica e simplicidade. O sucesso foi tanto, que o bom e velho Chevette foi fabricado até 1993. Foram 20 anos de altas vendas desse modelo, aumentando bastante o faturamento da Chevrolet. Ter bastante resiliência perante os obstáculos também é fundamental. 

Já em 1982, é a vez da Chevrolet inovar ainda mais e lançar um carro que seria considerado o “queridinho” do Brasil: o Monza. Esse modelo ganhou destaque no mercado mundial por causa da tecnologia de ponta empregada e outras invejáveis características mecânicas, que quase nenhum outro carro tinha na época.

O Monza conviveu pacificamente com o Kadett, que era outro modelo que foi lançado em 1989 e também fez um grande sucesso, especialmente entre os mais jovens. A produção do famigerado Monza estendeu até 1996 e também deixou milhares de entusiastas em todo o Brasil.

Anos 1990: novos investimentos em carros de luxo

Com o estrondoso sucesso do Monza e Kadett na década anterior, a Chevrolet achou que já era hora de investir novamente em modelos mais luxuosos, já que o Opala e a Caravan eram considerados ultrapassados para o início dos anos 1990.

Dessa forma, em 1992, a Chevrolet lança no mercado brasileiro um carro que seria considerado o melhor de todos os tempos: o Ômega. Com motores de 4 e 6 cilindros, o sedã grande da montadora norte americana era indiscutivelmente luxuoso, confortável, vinha com uma tecnologia jamais vista antes no Brasil e esbanjava uma potência de 163 cv.

Mesmo com o início da produção do Vectra em 1993, o Ômega conseguiu fazer um enorme sucesso, apesar do seu preço “salgado” para os padrões brasileiros. Milhares de unidades foram produzidas até 1998, inclusive na versão perua.

Em 1995, a primeira pick-up média, a S-10, é lançada pela Chevrolet que, junto com a Blazer, também fizeram um grande sucesso. A S-10 é fabricada até os dias de hoje, com algumas alterações no design mas com a mesma confiabilidade de sempre.

Anos 2000 em diante: modelos populares

O fato é que a Chevrolet sempre teve os seus momentos de glória no Brasil. Mesmo com o sucesso de modelos populares como o Corsa (lançado em 1994) e o Celta (2000), a montadora fica sempre entre as três primeiras posições do ranking nacional.

Atualmente, um outro modelo é recordista de vendas da marca da gravata dourada: o Ônix. Somente em 2017, foram 188 mil novos veículos emplacados. A sua versão anterior, o Prisma, também vendeu bastante e conquistou o público.

A Chevrolet, com as constantes inovações em seus carros, sempre foi referência para o consumidor brasileiro. Por isso, ela continua vendendo tantos modelos até hoje, mesmo diante da enorme concorrência de outras marcas.

Venha para o IBND

O curso de coach do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

O IBND oferece soluções personalizadas que podem contribuir para o seu sucesso profissional e pessoal. Em nossa instituição, cobramos um preço justo e priorizamos o seu aprendizado. Estamos te esperando!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®