Conheça nossas dicas sobre como a PNL pode melhorar os seus relacionamentos

05/05/2020 às 16:54 PNL

Conheça nossas dicas sobre como a PNL pode melhorar os seus relacionamentos

Saiba como você pode ter relacionamentos mais felizes e duradouros, com o auxílio da PNL

Para que qualquer tipo de relacionamento dê certo, é preciso que haja comunicação clara, admiração, respeito, empatia, paciência, entre outras habilidades emocionais que nem sempre são fácies de se conquistar.

Na dosagem certa de cada uma delas, é possível estabelecer relacionamentos felizes e estáveis, sem aquelas crises chatas.

Mas a grande questão é que pode-se levar anos para adquiri-las e nem sempre estamos dispostos a esperar tanto tempo para termos uma relação pessoal sólida.

Mas esse post vai te dar dicas sobre como a PNL pode melhorar seus relacionamentos, sejam pessoais ou profissionais. Leia até o final e fique por dentro!

Você sabe o que é PNL?

A Programação Neurolinguística, conhecida pela sigla PNL é uma técnica que tem três grandes objetivos: o desenvolvimento pessoal e profissional de um indivíduo; aprimorar sensivelmente a nossa comunicação, eliminando todas as falhas e ruídos que tanto atrapalham; e melhorar positivamente todos os nossos comportamentos, para que alcancemos os nossos objetivos de vida.

A PNL ainda nos permite ter um maior autoconhecimento de nossas emoções e sentimentos, além de eliminar todos os obstáculos emocionais, conhecidos como crenças limitantes, que literalmente nos impedem de sermos mais felizes e realizados no dia a dia, seja na carreira ou na vida pessoal.

Deseja ser mais feliz em suas relações? Veja as nossas dicas sobre como a PNL pode ajudar nessa tarefa.

Quer saber ainda mais sobre o que é PNL? Leia o nosso artigo especial que preparamos para você!

Tenha mais empatia

Em tempos tão difíceis que estamos vivendo, a empatia é algo valioso nos dias de hoje. Saber se colocar no lugar do outro nem sempre é algo fácil, mas é fundamental.

Para a PNL, ser empático significa ter uma maior compreensão do mapa mental da outra pessoa.

O rapport é bastante usado dentro da PNL e pode te ajudar a criar mais empatia pelos demais, deixando de lado todo tipo de preconceito e julgamento, para entender de fato como a outra pessoa age e porque ela está agindo assim.

Ter empatia significa literalmente estar no lugar do outro.

Olhe os pontos positivos

Nas relações pessoais, especialmente as mais longas, é natural acontecer algum tipo de desgaste ou atrito. Diante disso, a tendência é que os parceiros foquem mais nos defeitos do que nas qualidades um do outro.

Mas é preciso buscar exatamente o oposto disso, para manter a boa saúde do relacionamento.

Sendo assim, que tal focar mais nos pontos positivos do que nos negativos do seu cônjuge? A PNL, por ter foco nas emoções humanas, pode te ensinar como fazer isso, de uma forma simples e rápida.

Lembre-se: somos humanos com qualidades e imperfeições. Focar sempre no que é bom, pode fazer muito bem!

Respeite o espaço do outro

Para milhares de pessoas, a palavra FREQUÊNCIA nos relacionamentos, sobretudo a afetiva, pode valer ouro e indicar como as coisas andam para o casal.

Quanto mais presente o parceiro for na vida do outro, significa que o relacionamento não está em crise e que ambos têm o mesmo propósito.

O grande entrave é quando acontece excessos, em todos os aspectos. Mesmo que você mantenha um relacionamento de vários anos com uma pessoa, não significa que ela não deva ter o mínimo de privacidade.

Respeitar o espaço do outro como ser humano é fundamental para manter a solidez de qualquer relação. Se você sente essa dificuldade, um curso de PNL pode te ajudar com isso.

Respeite opiniões diferentes da sua

Essa dica também tem a ver com a empatia. Além de respeitar o espaço do outro, é essencial respeitar toda e qualquer opinião diferente da sua. Sem essa de achar que é sempre o (a) dono (a) da verdade toda hora.

Além de criar uma situação constrangedora, ainda pode gerar atritos desnecessários.

A PNL pode te ajudar a ter essa sensatez de aceitar opiniões divergentes da sua, com equilíbrio e sem sofrimentos. Aliás, o confronto de ideias pode ser extremamente enriquecedor para ambos os lados.

A questão não é concordar com um ponto de vista diferente do seu mas sim respeitá-lo, sem críticas de qualquer natureza.

Saiba ouvir e se expressar adequadamente

Um dos grandes erros de muitas pessoas que não conseguem estabelecer relações pessoais sólidas, é não saber ouvir o que o outro tem a dizer.

Aquele ditado que diz: “Temos uma boca e dois ouvidos mas nunca nos comportamos na mesma proporção”, se encaixa muito bem aqui. Escute mais e fale menos: isso pode ser de grande valia.

Outro ponto que causa bastante estresse entre o casal, é se expressar de forma grosseira ou inadequada, o que pode irritar ou magoar quem escuta. Antes de expor sua opinião, pense duas vezes se o que vai falar é realmente necessário.

Caso positivo, seja comedido nas palavras e tente ser o mais sutil ao se expressar, principalmente se o assunto for delicado.

Coloque-se no lugar de quem está ouvindo, usando a empatia que a PNL pode lhe ensinar.

Conte com o IBND

Sabemos que a convivência humana pode ser um imenso desafio. Se você acha que precisa melhorar o seu relacionamento, venha fazer parte do IBND, que oferece excelentes cursos que vão contribuir para o seu sucesso pessoal e profissional.
Nossa instituição tem preço justo e prioriza o seu aprendizado.

Os cursos de PNL e hipnose do IBND são referência em todo o Brasil e ministrados por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado.

O nosso método de ensino é único e aprovado por 100% dos nossos alunos. Aqui, o seu sucesso e a sua felicidade são os compromissos que temos com você. Estamos te esperando!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®