Vamos falar sobre carma?

24/01/2022 às 20:20 PNL

Vamos falar sobre carma?

Será que nós, seres humanos, somos livres ou predestinados? Até que ponto ditamos nossos destinos? Será que temos mesmo livre-arbítrio?

A imensa maioria das pessoas se preocupa diariamente com o futuro, e traça suas metas de vida com o objetivo de ter tudo ajeitado para daqui a alguns anos. Afinal, quem é que não deseja ter controle sobre o próprio destino?

Toda essa reflexão converge para um conhecido conceito filosófico e religioso: o famoso e quase sempre controverso carma.

Mas você sabe realmente o que significa este termo? Neste conteúdo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) te explicamos mais sobre o assunto!  

Mas, afinal, o que é o carma?

O sentido literal da palavra carma é ação. 

Muito presente em várias culturas e religiões, como o budismo e o espiritismo, o carma entende que todas as atitudes de um indivíduo geram consequências. Uma ideia bastante semelhante, se traçarmos um paralelo científico, com a famosa lei da ação e reação.

Assim, segundo a lei do carma, todo bem ou mal que fazemos nos traz consequências futuras, seja nesta ou em outras existências que estão por vir. 

Os tipos de carma

  1. Individual 

Este seria o tipo de carma mais comum de reconhecer, pois vivenciamos ele de maneira mais intensa e direta. 

O carma individual é fruto das escolhas que fazemos e das ações que tomamos, que irão, certamente, ter um efeito na nossa caminhada. Desta forma, a causa do carma seria a própria pessoas.

Por isso, este tipo está totalmente relacionado com a nossa vida íntima, com as nossas emoções e, principalmente, na forma como nos relacionamos com o outro e expressamos nossa personalidade.

Quase sempre, o carma individual é construído pelo próprio individuo. Como, por exemplo, fumar e adquirir um câncer em decorrência do péssimo hábito. 

Leia nosso artigo: como parar de fumar e pare com este péssimo hábito!

  1. Familiar

O carma familiar também é muito fácil de identificar. São aquelas famílias cheias de conflitos e guerras emocionais, onde a harmonia não consegue reinar. 

O carma familiar é a transmissão de padrões de geração para geração. Esta questão é muito tratada em constelação familiar, onde se observa que um determinado padrão de comportamento repete em uma familia. 

Esse tipo de carma traz uma carga de crenças que são passadas de pais para filhos e só tem fim quando alguém quebra o vínculo desta carga e, ao invés de absorvê-la, permite que seja liberada.

  1. Empresarial

Está ligado a soma dos comportamentos dos fundadores de uma empresa, que vão conduzindo o empreendimento por determinados caminhos.

A relação entre os sócios, por exemplo, tanto pode afundar o negócio quanto fazê-lo decolar. É esta fusão de visões de mundos dos sócios que irá gerar o carma empresarial.

Dois sócios que, por exemplo, possuem muito medo de arriscar e investir, criam barreiras que impedem a expansão da empresa.

  1. Relacionamentos

O carma de relacionamentos é geralmente gerado pela assimilação de crenças negativas sobre relações, introjetadas a partir de experiências quase sempre negativas. Essas experiências podem ser individuais ou advindas da observação muito próxima de conflitos vividos por parentes, por exemplo.

Uma criança que crescer num lar onde ela vê o pai trair a mãe, pode entender que o amor e o casamento machucam e que todos os homens traem. Deste modo, a pessoa vai, inconscientemente, atrair para si parceiros que confirmem esse padrão. 

É possível reverter os carmas?

Para especialistas sobre o tema, quase sempre há algo que pode ser feito para reverter, anular ou amenizar um carma. 

A seguir, apresentaremos a você simples maneiras através das quais é possível reverter um carma ruim. Veja só:

  1. Desculpe-se com as pessoas que você magoou 

Mesmo sem querer podemos machucar outras pessoas através de nossas palavras e atitudes. E quando fazemos mal para alguém, criamos um carma negativo. Por isso, precisamos aprender a nos desculpar, ainda que pensemos estar certos, afinal magoar alguém nunca é uma boa alternativa. 

  1. Tenha paciência 

A paciência é algo raro nos dias de hoje. No entanto, ela pode ser a chave para reverter carmas ruins. Faça a sua parte para dar mais atenção às pessoas e as situações em sua vida, porque elas trazem lições essenciais para a sua evolução.

  1. Aprenda com as suas experiências 

Por mais que pensemos ao contrário, experiências ruins são grandes mestras que podem nos ensinar lições valiosas para nossa evolução. Lembre-se disso em momentos difíceis, e seja grato pelas lições que você pode aprender. 

  1. Desenvolva um pensamento positivo

Nossos pensamentos são a raiz de tudo em nossa vida. Se temos pensamentos negativos, vivemos uma realidade negativa. Se nutrimos bons pensamentos, nossas vidas com certeza serão mais felizes e prósperas.

Para reverter o carma ruim trazido pelos pensamentos, precisamos incorporar a positividade em nosso dia a dia.

Guarde essas dicas valiosas para você e não deixe de conhecer o curso de pnl online do IBND!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK