PNL na liderança

10/06/2022 às 14:04 PNL

PNL na liderança

Ser um bom líder não é uma habilidade inata que somos incapazes de desenvolver se não nascemos com ela. Afinal, é preciso adquirir conhecimento por meio de vivências e até mesmo materiais didáticos que nos ajudem a aperfeiçoar essa habilidade de gestão e influência.  E uma dessas formas é através da PNL na liderança. 

A verdadeira liderança não é um presente inato a algumas pessoas, mas sim uma conquista. Através de nossas atitudes e experiências, somos capazes de adquirir o respeito e admiração das demais pessoas, criando autoridade para gerir equipes e projetos, estejamos tratando do âmbito profissional ou até mesmo fora dele. 

Por isso, se você desejar se tornar um líder, nesse conteúdo do IBND — Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento, selecionamos algumas informações importantes sobre a PNL na liderança, retiradas diretamente do curso de programação neurolinguística oferecido aqui em nosso instituto. 

Continue sua leitura e descubra mais sobre o tema que têm ganhado destaque entre gestores de sucesso! 

Entenda como a PNL funciona

A Programação Neurolinguística, ou simplesmente PNL, é um importante conjunto de técnicas que visa estabelecer uma melhora considerável e notável nos comportamentos de um indivíduo, de modo a ajudá-la a alcançar seus objetivos, sejam eles pessoas ou profissionais. 

A PNL, portanto, vai muito além de simples instruções para se pensar e agir de forma correta ou apenas estimular pensamentos positivos. A PNL na liderança engloba uma série de técnicas que ajudam o indivíduo a aumentar a eficiência e assertividade da sua comunicação e de suas interações sociais. 

Basicamente, a PNL se ergue sobre três pilares centrais. São eles:

Autodesenvolvimento

A Programação Neurolinguística fornece ferramentas e um conjunto de habilidades necessárias para desenvolver estados de excelência individual — algo extremamente necessário a um bom líder. 

Assim, essa ferramenta desempenha um grande papel na autodescoberta e na exploração da nossa própria identidade. E quando conseguimos compreender a nós mesmos, começamos a compreender os outros, especialmente ao buscar alinhar pensamentos e crenças dos liderados com os nossos.

Comunicação e influência

A PNL estabelece uma série de pressuposições e crenças fortalecedoras sobre o que é comunicação e como podemos desenvolvê-la plenamente para influenciar os outros.

Lembre-se de que para ser um bom líder é necessário saber se comunicar. É sobre como você pode adaptar seu pensamento e o da equipe para estarem sempre alinhados.

Pensamento sistêmico

Por fim, a PNL na liderança promove o pensamento sistêmico. Ou seja, nos faz ir além da observação de eventos e dados isolados, expandindo nosso olhar. 

Permitindo, com isso, que os líderes expandam as opções disponíveis e criem soluções decisivas e de longo prazo para problemas  que — de outra forma — seriam persistentes.

Quais os impactos da PNL na liderança?

Para conseguir comandar um time, os líderes precisam ser fonte de inspiração para que os demais queiram segui-los. Afinal de contas, sem engajamento é praticamente impossível conquistar os resultados esperados e desejados.

Ao aplicar a PNL na liderança, os profissionais que ocupam um cargo de gestão (ou mesmo desejam ocupá-lo) se tornam capazes de acessar pontos importantes de comunicação, facilitando a persuasão e eliminando barreiras. 

Além disso, a PNL também colabora para a resolução de conflitos. Por meio de técnicas adequadas, o líder compreende as raízes dos problemas e consegue resolvê-los de maneira mais justa, através — como já dito — de um pensamento sistêmico.

Logicamente, esses são somente alguns dos muitos benefícios da PNL na liderança. Ao apresentarmos algumas das principais técnicas do método, tenho certeza de que ficará mais fácil identificar outras grandes vantagens dessa ferramenta poderosa. Portanto, vamos seguir em frente.

Principais técnicas da PNL na liderança

  1. Técnica da ancoragem

A técnica de ancoragem leva em conta um dos conceitos mais fundamentais da Programação Neurolinguística, a ideia de que uma sensação, seja ela positiva ou negativa, pode ser repetida.

O que essa técnica faz, basicamente, é criar hábitos construtivos voltados ao constantemente desenvolvimento do indivíduo. A ideia é fixar um estado mental positivo, em oposição a um estado mental negativo, de forma a fazer com que a pessoa sinta as mesmas sensações provocadas pela situação que ela mesma escolheu recordar. 

A ancoragem é bastante utilizada, por exemplo, por profissionais com medo de falar em público. Ao recorrer à âncora, que pode ser um objeto ou até mesmo um gesto, a profissional acessa sensações positivas que vão ajudá-lo a manter o controle durante sua palestra ou reunião.

  1. Técnica de ressignificação

Com a ajuda da PNL também é possível fazer com que nosso cérebro aja de acordo com modelos mentais mais assertivos, nos ajudando a melhorar pontos fracos e fortalecer aquilo que já temos de melhor.

 

Imagine a si mesmo como um computador que possui um programa que se tornou obsoleto, por mais que um dia tenha servido muito bem. Quando isso acontece, é chegada a hora atualizá-lo ou substituí-lo. Isso também acontece com os comportamentos, que podem ser sempre melhorados e aprimorados.

  1. Técnica de reforço positivo

A ideia do reforço positivo advém da psicologia behaviorista, e consiste no simples ato de reforçar comportamentos positivos por meio de elogios. Esse é um método que, além de motivar, mostra que sabemos reconhecer quando uma pessoa faz alguma coisa com excelência.

  1. Técnicas das palavras “mágicas”

Na PNL para liderança, as palavras usadas por gestores e líderes também têm muita importância. Por palavras mágicas entendemos aquelas que podem ser assimiladas facilmente e de maneira prazerosa. 

Por isso, tente introduzir no seu discurso termos opostos aos seguintes aqui citados: não, mas, tentar, espero, quero, devia, não posso, não consigo, etc.

  1. Técnica do espelhamento

A técnica de espelhamento consiste em copiar, sutilmente, a linguagem corporal do colaborador. Para isso é necessário analisar sua postura, gestos, expressões, tons de fala e até mesmo sua respiração.

Ao conectarmos com o outro por meio da técnica do espelhamento gera um processo interno de compreensão a respeito da forma como ele pensa e, consequentemente, é possível ter ideias de como falar, influenciar e opinar. 

Para saber mais sobre essa técnica, sugerimos a leitura do seguinte artigo: Técnica do Espelho.

Dicas de leitura!

Para aqueles que estão verdadeiramente dispostos a se tornarem bons líderes, nossos profissionais de PNL para liderança indicam algumas sugestões de leitura importantíssimas. Confira nossa lista a seguir:

Neurociência para líderes: Como liderar pessoas e empresas para o sucesso

Com base nas descobertas mais recentes da neurociência e das ciências comportamentais, este livro apresenta uma estrutura prática para que você se torne mais eficaz e produtivo em situações profissionais complexas. 

A abordagem dos autores sobre a liderança do cérebro adaptável é um guia passo a passo para aprimorar seu modo de pensar, compreender e aplicar suas emoções, controlar as reações automáticas do seu cérebro e melhorar suas habilidades relacionais.

O poder da influência: As formas invisíveis que moldam nosso comportamento

Integrando pesquisa e experiência em negócios, psicologia e ciências sociais, este livro nos faz entender as influências sutis e invisíveis por trás de nossas escolhas como indivíduos. E, assim, nos empodera.

Mas como usar a influência para ter negócio nos sucessos? Nessa obra, o autor Jonah Berger, nos leva a refletir sobre como o comportamento de outras pessoas tem forte influência sobre nossas preferências e gostos. 

Inteligência emocional: Por que ela pode ser mais importante que o QI

Obra do autor Daniel Goleman, renomado psicólogo norte-americano e referência em inteligência emocional, o livro destaca a importância da inteligência emocional, que corresponde a 80% do sucesso de uma pessoa no trabalho, enquanto o QI — quociente intelectual — tem uma participação de apenas 20% no sucesso de uma pessoa.

Além disso, o autor ressalta as 5 características emocionais em sua obra: controle emocional, autoconhecimento, automotivação, reconhecimento das emoções em outras pessoas ou empatia e relacionamentos interpessoais.

Quer se aprofundar ainda mais em PNL na liderança? Então te convidamos a conhecer o curso de PNL do IBND. Um curso para formar gestores e líderes de sucesso em todas as áreas e mercados!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK