PNL na Educação.

11/06/2022 às 14:04 PNL

PNL na Educação.

A Programação Neurolinguística, ou simplesmente PNL, estuda como o cérebro e a mente funcionam, ou seja, como construímos nossos pensamentos, sentimentos, crenças e aprendizagens. E, portanto, a PNL na Educação é uma ferramenta extremamente interessante. 

Desmembrando sua etimologia, podemos concluir que o termo “Programação Neurolinguística” refere-se aos seguintes aspectos: 

  • Programação = Padrões comportamentais;

  • Neuro = Cérebro — Processos neurológicos;

  • Linguística = Linguagens verbais e não verbais.

Na área educacional, a PNL tem sido amplamente utilizada por gestores e educadores para trabalharem a própria inteligência emocional e também de seus alunos, proporcionando uma forma de aprender mais efetiva e prazerosa. 

Para Richard Bandler, fundador da abordagem de programação neurolinguística na década de 1970:

“A programação neurolinguística é um processo educacional sobre como usar melhor o nosso cérebro”.

Através desta ferramenta é possível aprendermos a dominar diferentes sentimentos, pensamentos e comportamentos, com o intuito de alcançar os resultados que tanto almejamos dentro do processo de ensino e aprendizagem. 

Está parece ser uma ferramenta interessante para você enquanto profissional da educação ou estudante? 

Continue acompanhando este conteúdo do IBND — Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento e descubra muito mais sobre a PNL na Educação. O que é? Qual a sua importância? Como aplicá-la?

Vamos às respostas!

A relação aluno e professor: um novo cenário

Antes de adentrarmos propriamente o incrível universo da PNL precisamos, antes de tudo, compreender a relação contemporânea entre aluno e professor. Afinal, o que mudou de um tempo para cá?

Se há alguns anos, a relação educador e educando era pautada na premissa de que “os mais velhos mandam e os mais jovens obedecem”, sem questionar ou discordar, atualmente, esse cenário mudou. 

Hoje, os alunos estão cada vez mais empoderados, ou seja, cada vez mais questionadores, não aceitando que os professores sejam o “dono da informação correta” apenas pela sua maior idade.

Essa mudança, sem dúvidas, pode ser desafiadora para alguns profissionais que não sabem lidar com essa nova maneira de ensinar. Neste sentido, a PNL na Educação surge como um método eficiente para se encaixar a esta nova e benéfica relação horizontal entre professor e aluno. 

Os estilos de aprendizagem

Para utilizar a PNL na Educação de maneira mais eficaz, é preciso ter em mente que a sala de aula é um ambiente plural, onde cada aluno aprende da sua própria maneira.

E a Programação Neurolinguística fornece técnicas ao educador para que ele detecte qual é o estilo de aprendizagem de cada aluno e aprenda a trabalhar da melhor forma com ele, maximizando a aprendizagem. 

Esses estilos de aprendizagem são apresentados através do que chamamos sistemas representacionais ou Modelo VAC (Visual, Auditivo e Cinestésico). Confira!

Visual 

É aquele que vê. Esse tipo de aluno usa a visão como maneira de captar informações, aprendendo melhor por meio de imagens. 

Assim, é comum que eles possuam uma ótima memória fotográfica e se distraiam facilmente com qualquer tipo de som.

Auditivo 

É aquele que ouve. O aluno auditivo aprende melhor a partir da escuta e, geralmente, conseguem se lembrar com facilidade daquilo que foi dito pelo educador ou seus colegas de turma. 

Cinestésico

É aquele que sente e gosta de “colocar a mão na massa”. São alunos que precisam entender o conteúdo através da prática e que não conseguem ficar muito tempo parados, resolvendo exercícios, sem qualquer tipo de ação.

Como a programação neurolinguística se encaixa na educação?

Como já explicado, a Programação Neurolinguística nos ensina a ter mais domínio de nossos sentimentos, pensamentos e comportamentos para alcançarmos os resultados que desejamos. 

Sendo assim, a PNL na Educação oferece uma vasta gama de ensinamentos e técnicas para o educador desenvolva sua inteligência emocional e seu estado de equilíbrio, ensinando também a lidar com conflitos de maneira sábia, além de técnicas para trabalhar com uma comunicação mais assertiva, empática, entre muitos outros fatores.

Os pressupostos da PNL que servem perfeitamente a educação

 Dentre os muitos pressupostos da PNL, alguns deles se encaixam com perfeição ao universo da educação. Vamos conhecer alguns deles:

  • Cada indivíduo tem seu modelo de realidade;

  • Se algo é possível para alguém no planeta, também é possível de ser aprendido;

  • Qualquer coisa pode ser aprendida se for abordada de maneira adequada;

  • Qualquer comportamento, experiência, resultado ou resposta pode servir de recurso.

Dicas práticas de PNL que podem ser aplicadas por profissionais da educação

  1. Rapport ou técnica do espelhamento

A  técnica de Rapport é muito usada por educadores, pois faz com que o aluno se identifique e encontre similaridade com o professor criando empatia e conexão. 

Pode ser usada, por exemplo, de modo comportamental repetindo alguns movimentos corporais, tom de voz e velocidade de fala dos alunos ou usando algumas expressões faciais utilizadas por eles.

  1. Ancoragem

O processo de ancoragem pode ser muito eficaz na hora de conseguir uma sala de aula concentrada e produtiva. 

Conte histórias interessantes ou saia do tradicional, por exemplo, com um tom de voz ameno quando quiser silêncio e estabeleça esse tom como a âncora para conseguir uma sala de aula concentrada. 

  1. Modelagem

A modelagem é o processo de observar e mapear o comportamento de outras pessoas, o que envolve traçar o perfil de comportamentos, fisiologia, crenças e valores, estados internos e estratégias de um indivíduo, que formam a base de algum tipo de desempenho.

Esta técnica pode ser muito eficiente para conseguir aumentar o nível de aproveitamento dentro da sala de aula. Identifique os principais problemas da classe e estabeleça modelos a serem recriados de forma a incentivar o processo de aprendizagem naturalmente, respeitando o aprendizado de cada aluno.

Quer aprender mais sobre PNL na Educação? Nós temos um convite para você!

No IBND oferecemos um curso de PNL completo com tudo que você precisa saber, de forma prática e teórica, sobre esta poderosa ferramenta. 

Através dessa formação você colherá benefícios únicos, como:

  • Desenvolver habilidades de liderança;

  • Enxergar novas possibilidades profissionais;

  • Aprender a se conectar com seus alunos e colegas de trabalho;

  • Dominar uma linguagem mais persuasiva, clara e eficaz;

  • Ter ferramentas poderosas para motivar seus alunos dentro e fora de sala de aula.

Centenas de profissionais do ramo da educação já estão utilizando a PNL para aprimorar o processo de aprendizagem dos seus alunos. Dê um upgrade na sua carreira!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK