Os pilares para o auto-aperfeiçoamento

19/03/2022 às 11:44 PNL Hipnose

Os pilares para o auto-aperfeiçoamento

O conceito de auto-aperfeiçoamento é fundamental para qualquer pessoa, seja a nível pessoal ou profissional.

A nossa trajetória de vida é cheia de altos e baixos e, neste sentido, para nos sentirmos mais seguros para enfrentar os obstáculos que surgem em nosso caminho, o autoconhecimento tem um papel imprescindível.

É através dele que conhecemos verdadeiramente a nós mesmos: nossas qualidades, defeitos a serem melhorados, sonhos, medos, expectativas, emoções e limitações. 

Ao realizar exercícios com o intuito de levar ao auto-aperfeiçoamento, conquistamos subsídios para:

  • traçar metas e objetivos mais realistas;

  • eliminar hábitos e pensamentos sabotadores;

  • potencializar nossas habilidades;

  • enfrentar adversidades com mais resiliência;

  • desenvolver a autoconfiança e mais autonomia;

  • enxergar oportunidades de crescimento.

Bom demais, não é mesmo? 

Neste conteúdo do Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento (IBND) vamos te explicar mais sobre o auto-aperfeiçoamento e os pilares para se chegar a ele. Vamos lá! 

O que é auto-aperfeiçoamento

Em explicação simples, o processo de auto-aperfeiçoamento é um movimento que o indivíduo realiza no intuito de conhecer suas principais habilidades, capacidades e competências, de modo a aprimorá-las constantemente para, com isso, alcançar objetivos pessoais e/ou profissionais. 

E porque isso é exatamente importante?

Em um determinado momento da vida, muitos de nós tendem a acreditar que não precisa mais buscar conhecimento e que não tem necessidade de desenvolver o autoconhecimento. Contudo, pensar desta forma prejudica o crescimento pessoal e o alcance de resultados que almejamos em nossas vidas.

Diante disso, o processo de auto-aperfeiçoamento nunca deve parar. Ele deve ocorrer de maneira constante, para que possamos alcançar patamares cada vez mais elevados em nossas vidas. 

Por que isso é importante em seu plano de carreira profissional, afinal?

Quando falamos de carreira, seja para procurar um novo emprego, se recolocar no mercado ou tentar uma nova profissão, é indispensável que a pessoa se conheça enquanto profissional. 

Afinal, um currículo impecável, uma boa rede de contatos e uma vasta experiência, podem não ser suficientes se você não tiver consciência sobre suas habilidades e competências, sobre o que você precisa aprimorar, sobre o que te motiva e sobre suas emoções. 

Quando desenvolvemos este autoconhecimento profissional, conseguimos aprimorar ainda mais aquilo no qual já somos bons e crescer de forma constante. 

Através da prática do auto-aperfeiçoamento, o profissional:

  • torna-se cada vez mais capacitado;

  • adquire disciplina e foco;

  • torna-se mais eficiente na realização de projetos;

  • aprende a controlar melhor suas emoções e comportamentos;

  • inspira seus colegas de trabalho;

  • aumenta sua produtividade;

  • e tudo isso, ao mesmo tempo em que contribui para o crescimento da empresa.

Os 7 passos para chegar lá! Você está preparado(a)?

  1. Hábitos 

Quase todas as formas de auto-aperfeiçoamento primeiro exigem a mudança de alguns comportamentos. E os hábitos, formam uma ideia central desta mudança.

Modificar hábitos prejudiciais, colocando em prática aqueles que verdadeiramente contribuem para o seu crescimento é essencial. 

Por exemplo: para entrar em forma, você precisará de comer pizza todo o final de semana, e criar o hábito de comer alimentos mais saudáveis e se exercitar.

  1. Metas 

Como você pode chegar a um destino se não sabe primeiro para onde quer ir?

Estabelecer metas não envolve apenas decidir o que você deseja, mas também planejar como você chegará lá. 

Quer aprender a definir suas estratégias para alcançar seus objetivos? Convidamos você a fazer leitura do artigo metas SMART.

  1. Sistemas 

Por sistemas, entenda aquelas ferramentas que estruturam seu comportamento e dia a dia.

Por exemplo, um sistema de produtividade é um tipo de sistema — nesse caso, visa ajudá-lo a organizar suas tarefas e realizar o seu trabalho. 

Mas existem outros tipos de sistemas que podem ajudá-lo a tomar decisões, gerenciar conhecimento, etc. 

Ou seja, o que os sistemas geralmente incentivam é a criação de regras ou diretrizes explícitas que desencorajarão algumas tendências que você deseja evitar.

  1. Auto-regulação emocional 

Grande parte do auto-aperfeiçoamento tem a ver com gerenciar e orientar nossas emoções. Afinal, no meio da sua jornada, pode ser muito provável que você tenha que lidar com desafios e adversidades. 

E para lidar com eles da melhor maneira possível, contar com a inteligência emocional é o caminho certo para não desviar do seu foco e seguir persistindo.

O papel do coaching no auto-aperfeiçoamento 

O auto-aperfeiçoamento sem planejamento é impossível. A pessoa precisa ter uma visão bastante clara das suas metas e objetivos, além de definir estratégias para que eles sejam alcançados. 

Neste sentido, um curso de coaching pode ser de grande auxílio, visto que apresenta ao aluno uma metodologia poderosa para que eles consiga melhorar seus comportamentos, superar obstáculos, desenvolver a autoconfiança, potencializar competências, identificar oportunidades, etc.

Através de todo esse processo, o indivíduo consegue definir e alcançar objetivos de forma mais estruturada e alcançar resultados extraordinários!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK