Hormônios da felicidade: quais são e como estipular sua produção?

23/04/2022 às 17:56 PNL

Hormônios da felicidade: quais são e como estipular sua produção?

Responsáveis por proporcionar sensações positivas em nosso corpo físico e mental, os hormônios da felicidade são os principais responsáveis por gerar sensações como alegria, euforia, recompensa e bem-estar .

Estes hormônios são neurotransmissores produzidos pelo próprio corpo e liberados em maior quantidade em situações específicas, como a prática esportiva, a meditação, a auto hipnose e até mesmo durante o sono. 

Mas, afinal, o que são neurotransmissores?

Atuando como mensageiros que levam os sinais entre os neurônios e todas as células do corpo, cada neurotransmissor possui uma função e localização específica sem a qual os estímulos emocionais não seriam possíveis. 

Podendo ser liberados através do córtex motor, do tronco cerebral ou do sistema límbico — responsável por nossas emoções — os neurotransmissores, além de poderem afetar sensações, afetam funções físicas, como o sono, o apetite, líbido e frequência cardíaca. 

Assim, para que nosso bem-estar esteja em equilíbrio, o nosso corpo precisa de vários desses neurotransmissores, os quais estamos chamando aqui de hormônios da felicidade formados pelo seguinte quarteto: serotonina, dopamina, endorfina e ocitocina. 

Se você quiser aprender mais sobre os neurotransmissores, indicamos que você leia o seguinte artigo em nosso blog: “Neurotransmissores: a ciência por trás dos estados emocionais”

Vamos em frente!

O quarteto da felicidade

Serotonina 

Substância produzida nos neurônios do sistema nervoso central e nas células dos animais, incluindo o ser humano (inclusive, até mesmo em cogumelos e plantas), a serotonina é responsável por inibir sensações como ira, agressividade, calor corporal, mau humor e o sono. 

Este hormônio é conhecido como hormônio do prazer, isso porque tem relação direta com a líbido. Dessa forma, níveis baixos de serotonina no corpo podem causar a falta de desejo sexual. 

Como estimular sua produção?

De acordo com um estudo publicado pelo Journal of Psychiatry and Neuroscience, existem alguns estimuladores naturais de serotonina, são eles:

  • Exposição à luz do sol ou a terapia da luz — geralmente recomendado para o tratamento da depressão sazonal. 

  • Prática de exercícios físicos.

  • Meditação.

  • Consumo de alimentos ricos em triptofano como o tomate, o vinho tinto, a banana, carnes magras, entre outros.

  • Ingestão da 5-HTP, um aminoácido natural, precursor da serotonina, normalmente prescrito em tratamento de depressão, insônia, hipertensão e ansiedade.

Dopamina 

A dopamina é mais conhecida por sua participação no ciclo de recompensa, estimulando nosso cérebro a completar tarefas para ter aquela sensação de conquista.

Quando a dopamina é liberada em grandes quantidades, cria sentimentos de prazer e bem-estar, o que motiva a repetição de um comportamento específico. E é exatamente por causa dessa sensação que sua liberação é estimulada por algumas drogas viciantes.

Por sua vez, quando os níveis de dopamina estão baixos, há uma redução da motivação e do entusiasmo.

Como estimular sua produção?

Logicamente, fazer o consumo de drogas não é uma solução para estimular a produção de dopamina. Para aumentar os níveis desse neurotransmissores de forma saudável, você pode:

  • Buscar atingir suas metas. Ao cumprir com metas curtas, mesmo aquelas mais simples como limpar a casa ou levar o pet para passear, promovemos um aumento de dopamina.

  • Praticar exercícios físicos. 

  • Reforçar o sistema antioxidante. A ação da dopamina é maior quando estamos com o sistema antioxidante fortalecido. Uma dieta de betacaroteno, vitamina C, vitamina E e minerais ajudam nesse sentido.

  • Praticar meditação. 

Endorfina 

Atuando como um poderoso analgésico, a endorfina é liberada pelo organismo em situações de dor e estresse. Ao atuar nas células nervosas, nos faz sentir menos desconforto, além de ajudar a controlar a resposta do corpo ao estresse.

Mas este hormônio também é responsável por sensações de bem-estar e disposição. Por isso, ganhou fama entre os atletas. 

Como estimular sua produção?

Você não precisa correr uma maratona ou se machucar para experimentar os efeitos agradáveis da endorfina. Seu corpo também as produz naturalmente quando:

  • Consumimos chocolate amargo, rico em antioxidantes;

  • Dançamos e cantamos;

  • Trabalhamos em equipe;

  • Tomamos um banho gelado;

  • Recebemos uma massagem;

  • Meditamos;

  • Comemos pimenta, ricas em capsaicina, substância que ajuda o cérebro a liberar o hormônio.

Ocitocina 

A ocitocina é considerada o hormônio do amor por ajudar a reduzir os níveis de ansiedade e estimular sentimentos de calma e segurança. 

Ela também está presente na hora do parto, estimulando as contrações do útero e a liberação do primeiro leite. Outros estudos apontam poder de diminuir a memória de experiências ruins e melhorar o processamento de informações sociais.

Como estimular sua produção?

Para estimular esse neurotransmissor, algumas atitudes simples ajudam:

  • Um abraço demorado, superior a 30 segundos, têm potencial para liberar ocitocina do cérebro;

  • Durante relações sexuais também estimulam a produção do hormônio, atingindo seu nível máximo no orgasmo;

  • Ações que levam ao relaxamento, como ouvir música, ler, praticar yoga, tomar um banho quente, etc., também é recomendado;

  • Acariciar um animal de estimação também pode ajudar.

E aí, você já conhecia estes hormônios da felicidade? Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você e que as dicas de estimulação desses neurotransmissores impactem verdadeiramente a sua vida!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK