A hipnose pode ajudar em casos de falta de desejo sexual?

21/04/2022 às 17:56 PNL

A hipnose pode ajudar em casos de falta de desejo sexual?

Líbido é o nome dado ao desejo sexual, algo que faz parte do instinto natural do ser humano, mas que pode ser influenciado por questões físicas e emocionais e, por isso, pode estar aumentando ou diminuindo em algumas pessoas, em diferentes fases da vida. 

Em resumo, os hormônios envolvidos no desejo ou falta de desejo sexual são a testosterona nos homens e o estrogênio nas mulheres. Normalmente, as mulheres têm a líbido aumentada durante seu período fértil e menor líbido durante a menopausa, por exemplo. 

A complexidade do problema

Vários fatores podem estar envolvidos na falta de desejo sexual. Hormônios e neurotransmissores executando suas funções de forma equilibrada, bem estar psicológico e sintonia com o parceiro são apenas alguns dos fatores que cercam a líbido.

Por este motivo, é extremamente importante identificar a causa para a falta de desejo sexual para que possam ser tomadas atitudes que tenham como objetivo reverter este quadro

Você sente que sua líbido anda abaixo do normal e que isso tem te prejudicado? Neste conteúdo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) trouxemos à tona algumas das principais causas da baixa líbido, bem como um tratamento alternativo que pode ajudá-lo; confira!

Possíveis causas da falta de desejo sexual

A diminuição do desejo sexual pode acontecer por consequência de causas orgânicas, tal como alterações nos níveis de hormônios, ou por causas psicológicas.

Causas orgânicas 

  • Desequilíbrio hormonal,

  • Diabetes,

  • Problemas cardíacos,

  • Doenças neurológicas,

  • Alcoolismo,

  • Algumas medicações,

  • A fase do ciclo menstrual ou o uso de drogas.

Estas são só algumas das condições que podem culminar na redução ou até mesmo na falta de desejo sexual. 

Porém, diferente dos outros animais, nos seres humanos há mais variantes, visto que os aspectos psíquicos podem prevalecer sobre os físicos. Ou seja, mesmo que os hormônios estejam em alta, o individuo pode não sentir vontade de fazer sexo; neste caso, os fatores psicológicos entram em jogo.

Causas psicológicas

  • Autoestima. Muitas pessoas estão insatisfeitas com o próprio corpo por acreditar que não estão dentro de um padrão de beleza estabelecido pela sociedade. Assim, no momento do ato sexual acabam se preocupando excessivamente com a opinião do parceiro e o desejo se vai.

  • Conflito conjugal. Discussões constantes, decepções e falta de respeito entre o casal também são motivos frequentes para a falta de desejo sexual. 

  • Rotina sexual. Ter relação sexual sempre do mesmo jeito, com dia marcado, sem surpresas e novas emoções podem tornar o sexo morno e pouco interessante.

  • Falta de conhecimento do próprio corpo. Aqueles que não se conhecem, não sabem do que gostam. Somado a isso, alguns parceiros podem não ter a sensibilidade para descobrir sozinho, então se ajude e busque o autoconhecimento!

  • Estresse do dia a dia. Com trabalho, desemprego, contas a pagar, tarefas domésticas e filhos, muitas vezes falta tempo e disposição para cuidar de si mesmo e focar nos seus desejos.

Falta de desejo sexual x estresse

Seja por um problema pessoal, questões financeiras ou até cobranças no emprego, o estresse afeta a rotina de muitas pessoas, podendo, inclusive, provocar baixa líbido. 

Uma pessoa estressada recebe interferência no sistema nervoso autônomo simpático e parassimpático. Sistema este que na mulher é responsável por aumentar a quantidade de muco, que facilita a penetração. Já no homem, ele é responsável pela ereção e ejaculação.

Quando a pessoa está estressada, há um desequilíbrio entre esses sistemas. Assim, o simpático passa a trabalhar mais podendo causar desconforto durante a relação sexual. 

Falta de desejo sexual x depressão

A depressão também está diretamente ligada à falta de desejo sexual. O que pode ser explicado pelo desinteresse em viver e constante fadiga que uma pessoa depressiva pode apresentar, além de baixo autoestima, insegurança e carência afetiva.

Quando a depressão ou outro fator emocional influenciam no desejo sexual, além da medicação, pode ser interessante e necessário buscar ajuda em tratamentos alternativos, tal como a hipnoterapia

Como a hipnose pode ajudar?

Na sessão de hipnose, o hipnólogo convida seu cliente a entrar em um estado de relaxamento profundo, por meio de técnicas seguras. 

Ao atingir o estado de transe, o indivíduo se manterá consciente, porém com a mente livre de preconceitos e pronto para aceitar sugestionamento dados pelo profissional em hipnose. 

Neste ponto, o hipnólogo decidirá qual a técnica mais eficaz a ser utilizada, podendo fazer com que o paciente vivencie determinada situação, relembre algo que tenha sido bloqueado pelo consciente, ou inserindo gatilhos emocionais capazes de mudar a forma como ele reage a determinada situação.  

Nos casos da falta de desejo sexual, o hipnólogo poderá levar em conta os possíveis motivos que levam o paciente a esta desordem, podendo trabalhar questões de baixa autoestima, traumas, fatores emocionais, depressão, estresse, dentre tantos outros. 

Quer aprender e trabalhar com a hipnose? Conheça a formação em hipnose completa do IBND.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK