Desequilíbrio emocional: por que você deve se preocupar?

30/12/2021 às 18:44 PNL

Desequilíbrio emocional: por que você deve se preocupar?

O desequilíbrio emocional pode ser definido como alterações de humor que nos tiram o equilíbrio com facilidade quando estamos na presença de situações ruins, estressantes ou inesperadas. 

Em geral, essas alterações costumam estar associadas a atividades rotineiras, que costumam nos sobrecarregar, tais como: tarefas profissionais, relacionamentos amorosos, necessidade de se adequar a padrões impostos pela sociedade, etc. 

Algumas pessoas costumam ser mais sensíveis e suscetíveis, contudo, o desequilíbrio emocional pode acometer qualquer pessoa, uma vez que as emoções estão presente em todas as situações da vida e podem fazer com que nós nos comportemos de maneira inadequada trazendo prejuízos em diversos âmbitos de nossa vida. 

O desequilíbrio emocional pode, muito além de causar sintomas mentais e sentimentais, gerar diversos problemas físicos como fortes dores musculares, dores de cabeça, gastrite, estresse e até mesmo depressão

Por este motivo, o desequilíbrio emocional é algo preocupante, que deve ser combatido e tratado!

Como podemos identificar o desequilíbrio emocional?

Problemas de concentração

O desequilíbrio das emoções pode afetar seriamente a concentração, fazendo com que a pessoa viva no “mundo da lua” em momento que deveria manter os pés no chão, tal como no ambiente de trabalho. 

E esta dificuldade em manter o foco para executar até mesmo as tarefas mais simples e rotineiras é grande inimiga da produtividade.

Irritabilidade

Por não saberem lidar com as situações adversas da vida com serenidade, pessoas emocionalmente desequilibradas tendem a ficar irritadas e descontroladas frente a situações que aos olhos de qualquer outra pessoa é bastante normal e simples de lidar.

Portanto, se você não está conseguindo lidar com algumas situações desagradáveis ou estressantes com tranquilidade, isso pode ser um problema.

Insônia

Quem sofre com o desequilíbrio emocional tende a passar noites em claro ou não conseguir manter uma noite de sono adequada. Consequentemente, isso impacta na produtividade do indivíduo durante o dia que não consegue fazer suas tarefas como deveria devido o cansaço que está sentido.

Descontrole

Em conjunto com a irritabilidade está o descontrole. Quem está emocionalmente desequilibrado costuma deixar as emoções falarem mais alto do que a razão e tomam atitudes moralmente questionáveis, como:  arrumar briga no trânsito, discutir com o parceiro  por motivos bobos, etc. 

Dores 

O aparecimento de dores físicas também é bastante comum. A dor de cabeça e as dores musculares são os principais sintomas que aparecem no diagnóstico de desequilíbrio emocional. 

Como tratar o desequilíbrio emocional

Para quem está desequilibrado emocionalmente, manter um autocontrole dentro do ambiente de trabalho pode ser um desafio. Por isso, deve haver um cuidado para que o desempenho profissional não seja prejudicado.

E como tomar esse cuidado? Através de algumas dicas que lhe passaremos a seguir. Confira:

Descubra e trabalhe as causas

O que está causando o seu desequilíbrio emocional: o excesso de trabalho, algum problema pessoal ou de saúde? Preste atenção a isso.

Como seres complexos temos o péssimo hábito de esconder nossos problemas e fingir que nada está acontecendo. Mas para vencer o desequilíbrio emocional, é importante tentar descobrir o que te deixando desse jeito e buscar encontrar alternativas para entrar novamente nos eixos.

Trabalhe sua autoconfiança

Não permita que seu estado de desequilíbrio abale sua autoconfiança. Não associe o seu problema emocional com o seu potencial, suas qualidades e talentos. 

Não permita que a sua autoestima seja abalada e procure separar uma coisa da outra. Você é apenas um profissional que precisa resolver problemas emocionais.

Aprenda a controlar suas emoções 

Seus colegas de trabalho, sua família e seu cônjuge não tem culpa do seu estado emocional desequilibrado, portanto, aprenda a controlar suas emoções. 

Domine sua raiva, a tristeza ou qualquer reação que te faça agredir injustamente os outros. A melhor atitude diante de uma condição emocional em desequilíbrio é se afastar até que você esteja mais calmo e equilibrado. 

Desenvolva sua inteligência emocional

Num momento de tensão, é imprescindível que você tenha controle sobre suas emoções. É aí que entra a Inteligência emocional, ou seja, a capacidade de sentir, entender, controlar e modificar seu estado emocional. 

Importante dizer que a inteligência emocional pode ser desenvolvida através de uma Formação em Coaching que entrega as ferramentas necessárias para que você desenvolva esta habilidade para lidar com o desequilíbrio emocional. 

Saiba mais sobre a formação oferecida pelo IBND!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK