Como evitar o esgotamento mental

11/03/2020 às 15:18 PNL

Como evitar o esgotamento mental

O esgotamento mental é a causa de muitos dos nossos problemas diários. Com a correria do dia a dia, muitas pessoas sofrem com um alto nível de estresse e ansiedade.

Você já sentiu esgotado mentalmente e emocionalmente? Acredito que já! A maioria das pessoas passa por momentos difíceis onde colocam sua saúde mental a prova.

O que é esgotamento mental?

Levar a mente ou o corpo ao extremo não é algo recomendado. Ter sintomas do esgotamento mental é um indício de que as coisas não andam bem.

Esta doença também é conhecida como Síndrome de Burnout e se caracteriza por levar o estado do nosso cérebro a um nível absurdamente alto de estresse e ansiedade.

A doença foi classificada na década de 70 pelo psicólogo americano Herbert Freudenberger. Segundo ele, a maior parte dos casos de esgotamento mental é relacionada ao ambiente profissional.

Enfrentar uma rotina de trabalho puxada e extensa, ter a responsabilidade de realizar inúmeras tarefas durante o dia ou necessitar se manter concentrado durante muitas horas acabam gerando as condições favoráveis para o desenvolvimento da síndrome.

Estas e outras atividades levadas ao extremo, acaba refletindo em sinais mentais e físicos. O esgotamento mental pode dar seus primeiros indícios por conta de alto nível de estresse ou por fortes dores de cabeça e problemas gastrointestinais como a gastrite.

A PNL é uma metodologia eficaz para uma reprogramação mental com a implementação de novos hábitos. Conheça o nosso Curso de PNL.

Como identificar o esgotamento mental?

Abaixo, vamos listar os principais problemas físicos e emocionais que podem ser indícios para um estado de esgotamento mental.

É essencial que você sempre se mantenha alerta e sempre com a ajuda de pessoas próximas para que você consiga procurar ajuda médica quando necessário.

Confira abaixo a nossa lista de situações que podem identificar o esgotamento mental:

Sono desregulado

Problemas na hora de dormir pode ser um forte indício do esgotamento mental. Você demora a “pegar no sono”? Fica se virando na cama e não consegue dormir? Na hora de dormir sua mente é inundada por um turbilhão de pensamentos?

Esse é uma característica de desregulação do sono.

Da mesma forma, sentir bastante sonolência durante o dia e dormir por muitas horas também podem ser indícios do esgotamento mental.

O sono desregulado indica que o seu corpo e a sua mente não estão em sintonia, e não trabalham como deveriam. Isso indica que você está sob forte desequilíbrio mental.

Fortes dores de cabeça

Quando passamos por situações onde lidamos com muita pressão como no dia a dia de trabalho, podemos sentir os reflexos em nosso próprio corpo.

A pressão gera ansiedade e estresse e isso afeta o nosso sistema nervoso.

Muitas pessoas acabam tendo o primeiro reflexo de um alto nível de estresse em uma forte e constante dor de cabeça.

Se você possui uma dor de cabeça constante, que mesmo sendo fraca, acaba afetando o seu dia a dia, isto pode ser um indício do esgotamento mental.

Conheça a nossa Formação Practitioner em PNL.

Alterações consecutivas de humor

Outra característica comum do esgotamento mental são as alterações consecutivas de humor. O cansaço físico e mental pode ajudar a baixar o nosso nível serotonina, hormônio caracterizado por alterar o nosso humor.

Com a serotonina baixa, as pessoas podem se encontrar felizes em momento e no minuto seguinte ficarem tristes sem nenhum motivo aparente. Isso geralmente acontece, com quem vive sobre forte pressão, o que gera o aumento de estresse e da ansiedade. Com isso, as oscilações de humor tendem a ser mais frequentes e constantes.

Como combater o esgotamento mental?

Agora que conhecemos alguns indícios do esgotamento mental, vamos listar abaixo algumas dicas que podem lhe ajudar a enfrenta-lo. Ter uma rotina mais tranquila e saudável é o caminho para evitar que você se encontre nesta condição em algum momento. Confira as nossas dicas abaixo:

Pratique a meditação

A meditação ou qualquer outro exercício que vise o relaxamento da mente são grandes aliados para controlar o nível de estresse e ansiedade. Estudos apontam que cinco minutos de meditação diária podem ser muito eficazes para melhorar o nosso dia a dia.

Comece aos poucos, procure por aplicativos que forneçam o serviço de meditação guiada. Assim, você consegue ter uma ajudar para começar a meditar. Os melhores horários para a meditação são pela manhã ou à noite. Desta forma, você pode trabalhar sua mente para iniciar o dia e para abaixar o estresse diário do trabalho.

Tenha hobbys

Uma pessoa que tem um hobby e se dedica a ele encontra uma forma prazerosa de se acalmar e reduzir o estresse. Ao praticar um hobby como ler um livro, jogar futebol com os amigos ou visitar um museu, por exemplo, a pessoa estará realizando uma atividade da qual gosta e isso tende a relaxar a mente.

Encontrar bons hobbys que possam lhe ser prazerosos é uma ótima maneira de trazer mais qualidade para os seus momentos de lazer. Dessa maneira, você terá mais formas de controlar e reduzir o seu estresse.

Faça uma formação de coaching e/ou PNL

O coaching e a PNL são metodologias bastante eficazes, que nos ensinam técnicas e ferramentas capazes de realizar uma reprogramação mental, nos ajudando a lidar com problemas relacionados ao estresse e a ansiedade. Ao fazer uma formação, você fica apto para pôr estas ferramentas em prática pelo seu próprio benefício.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso Curso de PNL.

Gostou de nosso post? Compartilhe:

Todos os Direitos Reservados ®