Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

A importância das ondas cerebrais no processo de hipnose

03/05/2021 às 17:38 Hipnose

A importância das ondas cerebrais no processo de hipnose

Técnica baseada em conceitos, estudos e praticas cientificas, a hipnose é eficaz no auxilio a tratamentos para diferentes transtornos psicológicos e até mesmo transtornos físicos. Mas isso provavelmente você já sabe se vem estudando a hipnose há tempos e com profundidade. Porém, você conhece a relação existente entre as ondas cerebrais e a hipnoterapia?

Neste artigo trouxemos todas as informações necessárias para que você possa compreenda não somente a relação entre ambos os assuntos, mas a importância que as ondas cerebrais desempenham no processo de hipnotização. Vamos lá? Boa leitura!

Afinal, o que são essas tais ondas cerebrais?

Ainda que tenham sido estudadas a partir somente de 1930, quando Hans Berger inventou o EEG (Eletroencefolograma), as ondas cerebrais tem se mostrado de grande utilidade nos campos médicos. Afinal, foi somente após essa invenção, que o estudo das ondas cerebrais - conhecido como neurofeedback - aconteceu.

Necessárias para definir as freqüências do cérebro humano – sobre o qual falaremos mais abaixo – o EEG proporcionou um olhar mais atento a este órgão intelectual. Mas afinal, como podemos definir as ondas cerebrais?

Como sabemos o nosso sistema nervoso é formado por fios de ligação conhecidos como neurônios, que são responsáveis por conduzir toda atividade neural para o resto do corpo, dos pés a cabeça.

Nesta movimentação repetitiva dos neurônios, com o objetivo de transmitir mensagens para que o nosso corpo funcione, são formadas as ondas cerebrais. Ou seja, estas ondas são “filhas” diretas das atividades de movimento dos neurônios e a freqüência dos movimentos dos neurônios é o que define o tipo de onda cerebral.

Entender as ondas cerebrais é importante para quebrar com a ideia de que a hipnose é um estado de sono e para que possamos compreender verdadeiramente a técnica como um estado de consciência ampliada. Sabe por quê?

Conforme relaxamos nossa mente e acessamos nosso subconsciente, baixamos a nossa frequência cerebral; E usando menos da nossa frequência cerebral, somos capazes de mergulhar cada vez mais fundo em nosso subconsciente.

A seguir, veremos cinco tipos existentes de ondas cerebrais para que você entenda cada uma delas e de que forma elas impactam na técnica de hipnose.

Onda Gama – Frequências entre 30Hz e 70Hz

Onda cerebral de maior freqüência, a onda gama é pouco explorada pela maioria dos hipnólogos, afinal, ela é “desligada” quando a pessoa entra em estado de transe por meios anestésicos. Presentes o tempo todo na mente humana, mesmo quando dormimos, a freqüência gama é responsável por manter nossa mente super ativa.

Sabe quando você deita sua cabeça no travesseiro para descansar após um longo dia de trabalho, mas sua mente não para de pensar nas contas a pagar, nas tarefas que você tem que desempenhar na manhã seguinte e na limpeza da sua casa? Pois é. O grande culpado destes pensamentos ansiosos é a onda Gama!

Onda Beta – Frequências entre 13Hz à 30Hz

Conhecido como o estado de vigília, na frequência beta entramos num estado um pouco mais relaxado em comparação a frequência gama. Ele é o seu estado deste momento enquanto você consome este conteúdo e esta diretamente relacionada a sensações como raiva, medo, concentração e atenção.

Onda Alpha – Frequências entre 8Hz e 13Hz

Ocorrendo durante a atenção plena e a meditação, durante a onda Alpha nossa memória é aumentada e novas funções cerebrais desenvolvidas, afinal, estamos estimulando a neuroplasticidade que nada mais é que a capacidade do sistema nervoso de mudar, se adaptar e se moldar.

Você sabia que quando paramos para meditar aumentamos em até 23% a nossa capacidade cognitiva? Isso acontece por que durante este estado de relaxamento nossas ondas cerebrais entram em sincronia. Portanto, se você quer estudar melhor e relaxar verdadeiramente, conheça os benefícios da meditação neste processo.  

Onda Theta – Frequências entre 4Hz e 8Hz

Referindo-se a um estado de baixa consciência, as ondas theta estão associadas a estados de transe hipnótico e emoções, estando presentes também durante as noites de sonho e no sono REM, onde estamos num estado de quase não consciência.

Ela também costuma surgir, por exemplo, quando o estamos guardando muitas informações em um curto espaço de tempo. Portanto, durante esta frequência o desenvolvimento da nossa memória é aumentado e há uma melhora da memória de longo prazo.

Onda Delta – Frequências entre 1Hz e 4Hz

Mais encontrado em estados de sono profundo, a frequência de onda cerebral Delta é alcançada somente por praticantes de meditação muito experientes, sendo que sua presença na hipnose nem sempre é alcançada pelo paciente hipnotizado.

As ondas cerebrais são grandes aliadas da hipnoterapia. Olha só porquê:

O estudo acerca das ondas cerebrais tem avançado muito nos últimos anos. E esta dedicação ao tema privilegiou muito o campo da hipnose e, mais especificamente, a hipnoterapia.

A ciência ao longo dos anos fez inúmeras descobertas importante. Entre elas, podemos citar as aplicações clínicas. Descobriu-se que com a mudança das ondas cerebrais é possível tratar a depressão, a ansiedade, a síndrome do pânico, estresses pós-traumáticos e até mesmo transtornos físicos como obesidade, fibromialgia e a dependência em substâncias químicas.

Esta descoberta fez com que profissionais de inúmeras áreas (psicólogos, fisioterapeutas, dentistas, pedagogos, neurologistas, etc.) investissem no aprendizado da técnica através de um curso de hipnose especializado em hipnose clínica.

Deseja aprender mais sobre hipnose clinica e se especializar neste campo assim como outros profissionais? Conheça o curso de hipnose online do IBND. Uma formação completa para você que deseja buscar o seu desenvolvimento pessoal e profissional através de uma técnica que esta crescendo e ganhando o mercado brasileiro!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®