O que é o Transe Hipnótico: saiba reconhecer os sintomas físicos e psicológicos do transe!

02/05/2021 às 17:38 Hipnose

O que é o Transe Hipnótico: saiba reconhecer os sintomas físicos e psicológicos do transe!

Muitas pessoas, quando descobrem que determinado individuo trabalha com hipnose, dizem que querem ser hipnotizadas e fazem centenas de perguntas para tentar entender o que de fato é o transe hipnótico, tal como: “eu vou me lembrar do que eu fiz e falei quando estava hipnotizado?”

Você é uma dessas pessoas que conhecem muito pouco ou nada sobre hipnose e transe hipnótico? Fique despreocupado, pois neste artigo do IBND vamos elucidar de uma vez por todas o que é o transe hipnótico, o que acontece durante o transe e quais os sintomas físicos e psicológicos de uma pessoa que foi hipnotizada.

O que é o Transe Hipnótico?

Em uma perspectiva cientifica, definir o que é o Transe Hipnótico é algo complicado. Pois, de modo geral, esta definição se altera de acordo com a percepção subjetiva da pessoa que está sendo hipnotizada. Afinal, a experiência do transe hipnótico não é igual para todos nós.

Se fizéssemos um estudo com 20 pessoas e hipnotizássemos todas elas e depois perguntássemos para cada uma delas o que sentiram durante o transe hipnótico, é muito provável que as respostas divirjam. Alguns, por exemplo, poderão afirmar que sentiram o corpo mais pesado, enquanto outros dirão que sentiram o seu corpo mais leve durante a experiência.

Entretanto, saindo do campo da subjetividade, e para que você possa compreender o que é o Transe Hipnótico, vamos defini-lo como um estado alterado da consciência; 

Durante este estado de transe, muitos fenômenos de caráter neurofisiológicos e mentais podem ser observados. Alguns deles são: anestesia (ausência de dor), alta sugestionabilidade, paralisia temporária (incapacidade de mover o corpo ou partes dele), amnésia temporária (perda da memória), etc.

Ultrapassando o fator critico – Os níveis de Transe Hipnótico:

Uma das escalas mais utilizadas no estudo da hipnose é a escala de LeCron & Bordeaux (1947), que classificada o Transe hipnótico em 5 fases: insuscetível, Hipnodial, Transe Leve, Transe Médio e Transe Profundo. Onde, de forma geral, os sinais característicos são: tremulação das pálpebras, aumento da lacrimação, aumento da temperatura corporal, engrossamento da veia jugular, sudorese nas mãos, anestesia corporal, entre muitos outros sinais.

Cabe lembrar, que as características citadas acima, nem sempre irão acontecer. A presença de sintomas físicos e psicológicos irá variar de paciente para paciente e o estágio de transe em que ele se encontra.

Para falarmos dos níveis de Transe Hipnótico, entretanto, não utilizaremos os estudos de LeCron & Bordeaux. Mas um estudo recente de 2009 publicado pelo Professor Antonio Carreiro, especialista na aplicação terapêutica da hipnose e ex-estudante da psicanálise na renomada escola parisiense La Salpêtrière.

Em seus estudos, o professor Carreiro definiu o transe hipnótico em cinco fases. Vejamo-las:

FASE I – TRANSE PRELIMINAR: ALCANÇADO POR 98% DAS PESSOAS

Nesta primeira fase do transe hipnótico, é comum que o cliente apresente uma expressão de cansaço que decorre do fechamento espontâneo dos olhos, levando a uma lentidão de ações ou mesmo a ausência de motricidade. Tremores nas pálpebras, contrações espasmódicas nos cantos da boca e das mãos e rigidez moderada também podem ser observadas neste primeiro estágio.

FASE II – TRANSE LEVE: ALCANÇADO POR 80% DAS PESSOAS

Durante o estágio de transe leve, a respiração tende a ficar mais lente e pesada, o lábio seco e colado e a temperatura corporal mais alta levando a sudorese das mãos e pés. Outra característica bastante evidente nesta fase é o engrossamento da veia jugular, a reprodução de sugestões hipnóticas simples  e de mudanças de personalidade. Ademais, após a experiência pode ser comum a amnésia parcial.

FASE III – TRANSE MÉDIO: ALCANÇADO POR 70% DAS PESSOAS

No transe médio pode ser comum que o hipnotizado tenha ilusões relacionadas ao paladar e ao olfato. A anestesia dos pés e mãos e demais partes do corpo sugerido pelo hipnotizador também são comuns. Uma característica física bastante comum é olhar fixo ou  os olhos parcialmente abertos com a íris para cima.

FASE IV – TRANSE SONAMBÚLICO: ALCANÇADO POR 30% DAS PESSOAS 

Neste estágio mais profundo do transe, o paciente pode ficar momentaneamente estrábico, com os olhos bem abertos e fixos sem, entretanto, aparecer a íris ou com os olhos fechados apresentando um movimento REM. Ademais, nesta fase o hipnotizado tende a aceitar sugestões hipnóticas mais complexas.

FASE V – ÊXTASE: ALCANÇADO APENAS POR 6% DAS PESSOAS

Neste grau elevado do transe hipnótico, sintomas como um tom arroxeado do contorno dos olhos e unhas é comum, assim como a mudança de timbre de voz. Neste nível o individuo hipnotizado fica imóvel e, à medida que o tempo passa, pode apresenta uma excitação intensa e resistência para sair do transe.

Qualquer pessoa pode ser hipnotizada?

Como você deve ter notado nos dados de porcentagem de pessoas que alcançam as determinadas fases expressas acima, cerca de 2% dos indivíduos não conseguem entrar em Transe Hipnótico e são chamadas por LeCron como “insuscetíveis”. São em geral indivíduos que possuem alguma patologia psiquiátrica ou que simplesmente não conseguem alcançar nenhum nível de transe, mesmo estando dispostas a isso.

Cabe mencionar aqui que todas as pessoas podem ser hipnotizadas, com exceção daquelas com algum tipo de deficiência intelectual. Isto por que os níveis de consciência e concentração, bem como a percepção de realidade destes indivíduos são diferentes.

Com exceção deste caso, podem afirmar que sim, qualquer pessoa pode ser hipnotizada, contanto que esteja disposta a isso e, em casos de hipnoterapia, engajadas no processo. Note, portanto, que não é possível hipnotizar alguém que não queira ser hipnotizado e mesmo que isso fosse possível feriria os princípios éticos, de dignidade humana e vontade do individuo.

 Venha para o IBND e torne-se um expert em Hipnose!

Você já conhece o IBND? Comandado por especialistas nas áreas de hipnoterapia, programação neurolinguistica, empreendedorismo, desenvolvimento humano, coaching e vendas, no IBND nossa missão é conectar pessoas, conhecimentos e propósitos.

No curso de hipnose clínica regressiva com PNL você aprende com profissionais capacitados as técnicas mais seguras e eficientes para levar o seu clientes ao Transe Hipnótico e, assim, melhorar o resultados dos seus atendimentos.

O IBND oferece a você soluções personalizadas que com certeza contribuíram com o seu sucesso pessoal e profissional. Conheça nossas formações!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK