A hipnose pode ser grande aliada no tratamento de alcoolismo

27/10/2021 às 16:04 Hipnose

A hipnose pode ser grande aliada no tratamento de alcoolismo

Segundo dados da Organização Pan-Americana da Saúde, estima-se que mais de 300 mil pessoas morrem todos os anos devido o consumo excessivo de álcool. Embora os números sejam assustadores, a grande verdade é que o consumo de álcool vem aumentando no Brasil e, consequentemente, fazendo mais vítimas do alcoolismo. 

O hábito de consumir bebidas alcoólicas, além de ser extremamente nocivo para a saúde, pode ser o primeiro passo para o alcoolismo. Vamos conhecer esta doença e verificar como a Hipnoterapia pode ser de grande ajuda aos indivíduos dependentes do álcool!

O que caracteriza o alcoolismo?

Considerada uma doença pela Organização Mundial da Saúde, o alcoolismo, também conhecido como “síndrome da dependência do álcool”, caracteriza-se pela vontade intensa de beber, sem que o individuo consiga controlar seus impulsos. 

A grande tolerância ao álcool também é uma característica bastante marcante. Afinal, para que a pessoa sinta os efeitos da bebida ela precisa ingerir uma grande quantidade. 

Além disso, os efeitos psíquicos e físicos pela falta de consumo também são bastante evidentes. Por isso, para identificar se um individuo é alcoólatra ou não, não devemos avaliar a quantidade de bebida consumida apenas. O foco está em observar e compreender a relação da pessoa com a substância. 

Ela consegue controlar a sua vontade? A bebida tem afetado a vida profissional, social e pessoal do indivíduo? 

Fatores que podem desencadear a dependência alcoólica

Embora a dependência alcoólica possa ter origem genética, há também outros fatore que podem colaborar para o desencadeamento do alcoolismo. Dentre eles:

  • Ansiedade;

  • Angústia;

  • Depressão;

  • Insegurança;

  • Condições culturais.

Quanto devemos desconfiar do problema

Logicamente, antes de pensar em possibilidades de tratamento, a pessoa precisa criar a consciência da doença. Afinal, para que a melhora possa acontecer, o alcoólatra precisa aceitar que tem um problema e, mais do que isso, precisa querer melhorar. 

Assim, para que o individuo descubra se o caso dele é alcoolismo ele deve se perguntar:

  • Eu me sinto culpado por ter bebido?

  • Fico irritado ou desconfortável quando alguém fala que eu bebo muito?

  • Acredito que devo beber menos?

  • Já bebi uma ou mais vezes pela manhã pouco tempo após acordar?

Quando há resposta a pelo menos uma dessas peguntas é “sim”, pode ser necessário repensar a relação com a bebida alcoólica. 

Ademais, manifestações clínicas que podem ser percebidas quando o sujeito alcoólatra deixa de beber são:

  • Tremores nos lábios, mãos e, em alguns casos, nos pés;

  • Náuseas e vômitos;

  • Suor excessivo;

  • Ansiedade;

  • Irritação;

  • Confusão mental.

As possibilidades de tratamento para o alcoolismo

Dado o primeiro passo, onde o sujeito entende que ele é dependente da bebida, é possível seguir para o tratamento. Atualmente, existem muitas alternativas que visam ajudar o alcoólatra a se livrar do seu vício, citaremos algumas delas;

Uso de medicamentos

Uma vez tomada a consciência do problema, é importante que a pessoa procure o atendimento médico de um psiquiatra. Este profissional poderá, além de orientar sobre a exclusão do álcool no dia a dia, prescrever medicamentos que ajudem no processo, na desintoxicação e na diminuição dos sintomas de abstinência. 

Internação

Durante o  tratamento do alcoolismo, além de contar com o apoio familiar e dos amigos, a internação pode ser necessária. Em uma clínica, a pessoa terá acesso a profissionais, médicos e psicólogos para lhe ajudarem em sua recuperação.

Alcoólicos Anônimos 

Os Alcoólicos Anônimos (AA) é uma associação sem fins lucrativos que colabora para o tratamento do alcoolismo. Nas reuniões do AA, os participantes compartilham suas experiências e recebem apoio dos outros membros. Assim, esta alternativa funciona como apoio para quem está recebendo tratamento médico e quer se livrar do vício.

A hipnose na luta contra os vícios nocivos!

Por meio da hipnose clínica, o profissional de hipnose irá ajudar o seu cliente a encontrar os gatilhos que o fazem procurar consolo na bebida. Desta forma, será possível ressignificar eventos causadores da dependência. 

Deste modo, ao invés do cliente se lembrar daquilo que faz mal, a mesma lembrança poderá resultar em emoções positivas ou neutras. Assim, aquilo deixa de ser um gatilho para a ingestão de álcool. 

Ademais, a hipnose pode ajudar o sujeito em processo de desintoxicação a superar as crises de abstinência, promovendo autocontrole, autoestima, controle emocional, autoconhecimento, etc. 

Quer aprender mais sobre a incrível ferramenta que é a hipnose? Conheça a formação em hipnose do IBND.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK