Você vive altos e baixos emocionais com frequência? Então conheça a ciclotimia!

28/10/2021 às 16:04 PNL

Você vive altos e baixos emocionais com frequência? Então conheça a ciclotimia!

Distúrbio que causa mudanças inesperadas no humor, a ciclotimia faz com que um individuo viva entre altos e baixos emocionais. Por este motivo, a doença é muito confundida com o transtorno bipolar e a síndrome de borderline.  Porém, a principal diferença da ciclotimia está na intensidade mais leve das oscilações de mudança de humor. 

No entanto, por mais leve que seja, conviver com esta doença pode ser bastante desafiador. Neste artigo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) você verá:

  • O que é ciclotimia?

  • Os sintomas da ciclotimia: a hipomania e a depressão.

  • Como é feito o diagnóstico da ciclotimia.

  • Os tratamentos para ciclotimia. 

Preparado para entender este transtorno de humor? Boa leitura!

O que é ciclotimia?

Para você entender o que é a ciclotimia, vamos viver rapidamente o dia de uma pessoa ciclotímica:

Você acorda numa manhã ensolarada de um sábado, toma seu café, exercita-se, limpa a casa e toma um banho para curtir um dia de descanso. Você já tem dezenas de planos para aproveitar cada momento do seu final de semana com otimismo e disposição. 

Mas subitamente, sem nenhuma razão aparente, o seu ânimo desaparece. Você fica abatido e sem energia e as expectativas de um final de semana gostoso desaparecem. Até os seus pensamentos mudam e se tornam mais sombrios.

É exatamente desta forma que a ciclotimia age. É como uma montanha-russa de emoções que prejudica a vida da pessoa, ainda que os sintomas sejam mais leves e mais sutis do que os do transtorno bipolar. 

A causa, apesar de não ser clara, especula-se estar ligada a fatores genéticos e bioquímicos, sendo mais comum em adolescentes e jovens adultos. O ambiente em que o individuo cresceu também influencia em seu desenvolvimento e modo de vida, desta forma um ambiente desfavorável pode colaborar para o surgimento do transtorno.

Os sintomas da ciclotimia: a hipomania e a depressão

Os sintomas da ciclotimia são divididos por dois estados completamente distintos: a hipomania e a depressão. O humor alterna entre esses altos e baixos emocionais de forma totalmente imprevisível.

Sintomas do estado de hipomania

Estado leve de euforia, a hipomania traz à tona sintomas como: 

  • Autoestima e disposição excessivas: durante a hipomania a pessoa sente que consegue fazer qualquer coisa e sua disposição aumenta, podendo experimentar sensações de bem-estar, alegria e bom humor;

  • Impulsividade e irritação: embora o humor esteja bastante presente, o individuo pode ter explosões de irritabilidade e impulsividade.

  • Tagarelice: a pessoa fica mais falante, mas sem manter o foco da sua conversa. Por vezes, o assunto muda sem qualquer critério ou conclusão, o que levá-la a dizer coisas que não deveriam ser ditas. 

  • Agitação: a excitação e inquietude são sintomas muito comuns. Isso causa dificuldade de concentração, porém pode deixar a pessoa mais produtiva em simultâneo. 

  • Pensamento acelerado e criatividade: os pensamentos durante a hipomania se aceleram e a criatividade fica aguçada. 

Sintomas do estado de depressão

Passada a agitação da hipomania, a pessoa ciclotímica vai para o outro extremo, a fase de depressão: 

  • Raciocínio lento: o pensamento e o raciocínio ficam mais lentos, a memória falha constantemente e a pessoa fica mais quieta e menos expressiva. 

  • Desânimo e tristeza sem motivo aparente: sintomas como tristeza, cansaço e desinteresse são bastante comuns no estado de depressão. Além dos pensamentos negativos.

  • Sentimento de culpa: depois de toda a euforia, o humor deprimido toma conta e com ele surge o sentimento de culpa, arrependimento e vergonha. 

Como é feito o diagnóstico da ciclotimia 

Diagnosticar a ciclotimia não é uma tarefa fácil. Afinal, os episódios eufóricos acabam trazendo resultados positivos para a pessoa e, deste forma, ela acredita que esta injeção de motivação e produtividade é apenas uma característica de sua personalidade, assim como os episódios depressivos.

Por isso, amigos e familiares costumam ser os primeiros a perceber as inconstâncias de humor. Mas como a própria pessoa não nota esta mudança, ignora conselhos e se recusa a buscar ajuda para uma investigação completa.

Para fazer um diagnóstico completa, é preciso avaliar os padrões que se repetem na vida da pessoa, tais como:

  • Duração: os sintomas de hipomania e depressão devem estar presentes na vida da pessoa há, pelo menos, dois anos.

  • Duração dos sintomas: os sintomas devem ter ocorrido por mais de dois meses, alternando em si.

  • Intensidade dos sintomas: devem ser leves para evitar confusão com outros transtornos.

Os tratamentos para ciclotimia

As consequência do transtorno ciclotímico estão presente em todas as esferas da vida da pessoa. Nos acessos de euforia, a pessoa se torna mais produtiva, mas depois descarta projetos iniciados, passando uma imagem não confiável no ambiente de trabalho, por exemplo. 

O mesmo acontece nos relacionamentos, especialmente nos amorosos. O seu comportamento imprevisível e suas reações exageradas a acontecimentos comuns acabam prejudicando a construção de laços duradouros, fazendo com que a pessoa mude de parceiros com frequência. 

Por estes motivos, e outros aqui não citados, é importante buscar tratamento para a ciclotimia seja através de psicoterapia, medicações que visem a estabilização do humor ou até mesmo com ajuda de terapias alternativas como a hipnoterapia, conhecida como hipnose clínica. 

Atualmente, a hipnose clínica é muito usada como um meio auxiliar no trabalho de psicólogos e psiquiatras, e sua eficiência já é comprovada. Por isso, centenas de profissionais da saúde estão buscando sua especialização neste campo tão poderoso através do nosso curso de hipnose do IBND. Conheça!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK