Complexo de Cinderela: entenda o que é e como isso te afeta

09/11/2021 às 20:47 PNL

Complexo de Cinderela: entenda o que é e como isso te afeta

Nascer mulher é algo lindo, contudo, não é fácil. Afinal de contas, numa sociedade que impõe normas e regras ao sexo feminino, pode ser extremamente difícil se livrar de crenças limitantes e explorar todo o potencial enquanto profissionais e indivíduos únicos. E sem dúvidas, um dos grandes males causados por essa estrutura social tem um nome bastante curioso: Complexo de Cinderela. 

Termo profundamente estudado pela psicóloga norte-americana Colette Dowling, este complexo traz a luz reflexões bastante interessantes de serem pensadas. Quer saber mais sobre o assunto e suas consequências? Então, continue a leitura deste conteúdo preparado com carinho pelos profissionais do IBND. 

O que é Complexo de Cinderela?

O Complexo de Cinderela (síndrome ou transtorno, como preferir chamar), refere-se a uma condição psicológica na qual a mulher desenvolve o medo de ser totalmente independente e espera, mesmo que inconsciente, pelo príncipe encantado que irá tomar conta dela.

A referência aqui é bastante clara as histórias clássicas de princesas da Disney: uma mulher sem liberdade, aprisionada e maltratada que precisa que um príncipe cuide dela e a liberte de sua prisão. 

Apesar de não ser uma doença reconhecida, o Complexo de Cinderela descreve com exatidão um padrão de comportamento muito comum entre mulheres. Mesmo entre aquelas que são independentes, empoderadas e bem sucedidas, mas que, mesmo não intencionalmente, esperam por um homem que tomem conta dela. 

Logicamente, os contos de fadas reforçam a ideia que todas as mulheres precisam de um homem que as salvem. Contudo, este complexo é um reflexo claro de uma sociedade que historicamente associa o sexo feminino aos cuidados do lar e à dependência financeira e emocional de um homem. 

As consequência do complexo na vida pessoal

As crenças produzidas e reproduzidas por uma sociedade machista limitam e fazem com que mulheres se sintam frustradas e constantemente inferiores aos homens. Mesmo que não concordem conscientemente, grande parcela do sexo feminino carrega consigo a ideia de que só poderão ser plenamente felizes se dependerem emocional e financeiramente de um marido. 

Esta posição de inferioridade pode culminar em uma baixo autoestima e a ansiedade constante de encontrar um homem que as façam felizes. Desta forma, elas deixam de acreditar em si mesmas, perdem sua autonomia e sua autoconfiança.

E não para por aí. Uma mulher recém-divorciada com Complexo de Cinderela pode se ver sem meios de se sustentar financeiramente sem a presença do marido. Com isso, embarca numa nova jornada pela buscar de outro “príncipe encantado”, caindo num círculo vicioso. 

As consequências do complexo na vida profissional

Mas além das consequência a vida pessoal, o Complexo de Cinderela pode trazer consequências bastante negativas a vida profissional. Afinal, uma pessoa insegura de si mesma dificilmente conseguirá liderar equipes ou desenvolver habilidades profissionais importantes para crescer em sua carreira.

Além disso, sabemos o quanto o mercado de trabalho é duro com as mulheres, que, historicamente, encontram menos oportunidades de emprego e remuneração dos homens. 

Muitas vezes, em virtude desse complexo, algumas mulheres preferem permanecer em cargos mais baixos de uma organização, em nome da falsa ideia de que assim serão “cuidadas”.

Como evitar o problema 

Por se tratar de um problema histórico perpetuado por diferentes gerações, cabe às gerações atuais e as que viram conduzir uma educação igualitária tanto para meninos quanto para meninas, para que ambos os sexos cresçam fortes e independentes — tanto emocional quanto financeiramente. 

Para quem tem filhas é importante educá-las para serem independentes e para que procurem o amor, sem a dependência do parceiro. Já para que tem filhos meninos, a educação deve ser levada no sentido de fazê-lo compreender que é importante respeitar a individualidade da mulher e jamais utilizar o poder financeiro para humilhar e subjugar. 

Em resumo, devemos educar nossas crianças para que sejam felizes, com ou sem alguém do seu lado!

E você, o que pensa a respeito do Complexo de Cinderela? Sem dúvidas este é um assunto que dá palco para muitas discussões. 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK