Você conhece a medicina do estilo de vida?

13/11/2021 às 18:08 Hipnose

Você conhece a medicina do estilo de vida?

Existem várias formas de abordar um mesmo problema e quando se trata de saúde não é diferente. Você já ouviu falar da medicina do estilo de vida? Então vem que a gente te mostra!

O que é medicina do estilo de vida?

A medicina do estilo de vida (do inglês LifeStyle Medicine) é uma prática multiprofissional, que visa a promoção e manutenção de hábitos de vida saudáveis e consequente redução das doenças crônicas não transmissíveis principalmente doenças cardiovasculares, diabetes, doença pulmonar crônica e diferentes tipos de câncer.

Segundo o Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida, esta é uma prática em medicina baseada em evidências para ajudar indivíduos, famílias e comunidades a adotarem e manterem comportamentos saudáveis que afetam a saúde e a qualidade de vida, já que as práticas do estilo de vida e hábitos relacionados à saúde estão entre os fatores determinantes mais importantes da saúde de uma população.

Princípio da medicina do estilo de vida

Para os profissionais que atendem sob o paradigma da medicina do estilo de vida, o tratamento adequado não é aquele que administra os sintomas da doença. A melhor abordagem é identificar as agressões às quais esse organismo tem sido submetido e adotar hábitos compatíveis com uma vida saudável.

Não quer dizer que tais profissionais não precisem aplicar medicamentos convencionais ou cirurgias quando necessário. No entanto, a maioria deles entende que na maioria dos casos intervenções relacionadas à mudanças no estilo de vida são suficientes para solucionar os problemas de saúde.

Pilares da medicina do estilo de vida

Assim, a medicina do estilo de vida utiliza abordagens terapêuticas de estilo de vida como nutrição, atividade física regular, sono adequado, administração do estresse, evitar uso de substâncias de risco, e outras modalidades não farmacológicas, com a intenção de prevenir, tratar e, por vezes, reverter as doenças crônicas relacionadas ao estilo de vida que são tão prevalentes.

Veja abaixo as recomendações da medicina do estilo de vida:

  • adotar uma dieta predominantemente baseada em vegetais que inclua grãos integrais e, sempre que possível, dispense a versão refinada e industrializada desses alimentos;
  • praticar exercícios físicos regularmente;
  • ingerir água em quantidade suficiente para viabilizar o bom funcionamento do organismo;
  • desenvolver hábitos de sono adequados para se beneficiar com o descanso restaurador;
  • desenvolver estratégias para gerenciamento de estresse;
  • evitar substâncias que fazem mal à saúde;
  • manter conexões sociais positivas.

Qual a importância da medicina do estilo de vida?

Cerca de 80% das doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos, diabetes tipo 2 e mais de um terço dos casos de câncer poderiam ser prevenidos se eliminados os quatro seguintes fatores de risco: uso de tabaco, inatividade física, alimentação não saudável e uso nocivo de álcool. De fato, cerca de 80% das mortes precoces são atribuídas ao tabagismo, alimentação inadequada e sedentarismo.

Comportamentos e estilo de vida não saudáveis são os principais fatores de risco para morte precoce ou incapacidade crônica. Além disso, a medicina do estilo de vida tem sido vista como uma solução para um sistema de saúde sustentável, visando diminuir as doenças crônicas que têm exigido cada vez mais recursos dos governos. Estudos apontam que para reduzir os gastos com saúde pública seria necessário a mudança do estilo de vida de 80% da população.

Expectativa de vida

A mudança de estilo de vida com a adoção de hábitos saudáveis aumenta a expectativa de vida em 6-10 anos, a qualidade de vida e ainda é capaz de reprogramar a expressão de genes relacionados ao desenvolvimento das doenças crônicas não-transmissíveis, incluindo alguns tipos de câncer, tais como o de próstata e o de mama.

No entanto, observamos que essas recomendações estão longe do estilo de vida contemporâneo atual que fez com que abandonássemos várias dessas práticas no Ocidente, com alimentos refinados, industrializados, repletos de açúcar, gordura e excesso de sal.

O sedentarismo no Ocidente

Estudos recentemente relatam que metade da população brasileira é sedentária e 36% dos brasileiros se queixam de insônia recorrente. Apesar da redução recente de ingestão de refrigerantes, ainda estamos entre os 10 maiores consumidores globais desse produto, considerado um grande vilão da saúde. Somado a outros hábitos como o consumo de bebidas alcoólicas, de cigarros e a rotina estressante, os resultados podem ser doenças e até mesmo mortalidade.

O consumo de tóxicos

Outro grande problema de saúde pública é o consumo de álcool, tabaco e outras drogas, que está diretamente ligado ao aumento da morbimortalidade em pacientes jovens, aumentando o risco de doenças crônicas. É um importante fator que vai de encontro com um estilo de vida saudável, sendo dever do médico orientar o paciente para cessar tal consumo.

Como mudar o estilo de vida?

Primeiramente, faça um mapeamento do seu estilo de vida atual: como está sua alimentação, sono, se faz atividades físicas e com qual regularidade, condições de saúde atual e histórico de doenças na sua família. Após ter esse panorama geral, busque implementar pequenas mudanças, aos poucos, tal como incluir mais vegetais na dieta ou caminhar uma vez por semana.

É importante também compartilhar as preocupações e dúvidas com seu médico, dizendo a respeito da mudança que gostaria de fazer. Fazer um check-up geral para verificar os níveis de nutrientes em seu organismo, que podem ser repostos quando necessário, vai somar ao seu estilo de vida saudável.

Medicina do estilo de vida e saúde mental

A psicologia pode ser uma importante aliada ao processo de adaptação às exigências da realidade e na relação saúde-doença, as emoções, ideias e desejos das pessoas envolvidas. Pode auxiliar no encontro com o estresse, a ansiedade e a depressão, os quais têm profundo impacto em nossa saúde. Procurar abordagens em saúde mental pode apoiar o processo de construção e manutenção de um estilo de vida mais saudável, além de poder ser complementado com outras possibilidades terapêuticas, tais como a hipnose, a meditação, terapia comunitária integrativa, yoga e muitos outros que ofereçam um suporte para lidar com o estresse e proporcionar bem estar.

E você, está buscando se capacitar para promover saúde mental e bem estar? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK