Vivendo em tempos de crise: veja onde buscar ferramentas

02/07/2021 às 18:45 Coaching

Vivendo em tempos de crise: veja onde buscar ferramentas

O novo coronavírus pegou todos de surpresa. Ninguém imaginava uma crise de saúde pública que abrangesse o mundo todo e todos estamos no desafio de viver em tempos de crise. Onde você pode buscar ferramentas para lidar com isso? Dá uma olhada!

O que é uma crise?

Uma crise é um evento ou período que leva ou pode levar a uma situação de instabilidade danosa que afete um indivíduo, um grupo ou toda a sociedade. As crises são mudanças negativas no ambiente do indivíduo, especialmente quando ocorrem abruptamente, com pouco ou nenhum aviso.

Na língua inglesa, crise é a uma palavra primeiramente utilizada no contexto médico para determinar o desenvolvimento de uma doença quando a mudança indica a recuperação ou a morte, sendo uma virada no estado do paciente. Após o século 17, a palavra tomou um sentido figurativo do significado de algo vitalmente importante ou estágio decisivo no progresso de qualquer coisa.

As crises são associadas ao conceito psicológico do estresse e é uma palavra utilizada para sugerir uma experiência assustadora ou pesada. Em geral, a crise vem de um contexto complexo que envolve o meio familiar, econômico e social. Podemos falar de crises econômicas, crises políticas, crises de saúde pública como a pandemia do coronavírus, crises existenciais e outras.

Segundo algumas pesquisas, as crises têm quatro elementos componentes: elas são específicas, inesperadas, seguidas por eventos fora da rotina ou uma série de eventos que criam altos níveis de insegurança frente a ameaças reais ou percebidas que afetam a organização ou execução das metas prioritárias.

Quando a crise desorganiza o sistema ou a rede de relações, é preciso tomar uma decisão imediata para impedir sua desintegração, que causam disfunções nem sempre percebidas a curto prazo.

Reconhecimento de uma crise

Nem todos já tiveram experiência com um evento dessa magnitude. A pandemia dificulta colocar metas em contexto, saber o que fazer no dia a dia com o distanciamento social e acreditar que as coisas vão voltar ao normal algum dia.

Uma série de fatores contribuem para a falta de detecção de uma crise, principalmente quando nos deixamos levar pela crença de que estamos fazendo algo por razões que são falsas, por exemplo, quando negligenciamos o que está acontecendo, achamos que o vírus é apenas uma gripe e não tomamos os cuidados apropriados. Isso denota uma negação da crise existente e uma resistência em tomar os devidos cuidados para se adaptar ao novo contexto que se mostra.

Negar as reais causas de nossas dificuldades pode levar a uma ladeira de comportamentos repetitivos. A forma como agimos diante de uma crise tem relação direta com a qualidade de nossa resolução de problemas e tomada de decisões.

Crise pessoal ou existencial

Uma crise pessoal pode acontecer quando um indivíduo não consegue lidar com uma ou mais situações de vida. Se dá quando um evento externo de natureza extraordinária desencadeia uma extrema tensão e estresse no indivíduo.

São crises que podem ser desencadeadas por uma série de situações, incluindo condições ambientais como a temperatura, mudanças súbitas no emprego ou estado financeiro, emergências médicas, doenças de longo prazo ou crônicas, e problemas familiares, entre outros. Esses eventos prejudicam o dia a dia da pessoa, a qual tem que se reorganizar para dar conta das demandas fora da rotina.

Lidando com a crise

Dentre os mecanismos para lidar com uma crise, emoções fortes como chorar ou cansaço físico extremo, mecanismos de defesa como negação e repressão, tomar decisões bruscas, comportamentos de fuga, colocar as coisas em espera, procrastinação e dificuldades de adaptação são utilizados por esses indivíduos em crise. São pessoas que estão agindo fora de seu padrão normal de comportamento e estão tendo dificuldade para lidar com suas emoções. Essa falta de controle emocional pode levar à tendências suicidas, abuso de substâncias, problemas com a lei e evitação geral dos recursos para pedir ajuda.

É importante que os indivíduos possam ter ambientes de ajuda confiáveis, com o qual saiba que pode contar durante uma crise, por exemplo, de saúde mental, crise marital, abandono, conflitos parentais e dificuldades familiares.

É crucial entender como identificar os sinais que indicam a presença de um conflito interno ou evento externo. Dentre os sinais apresentados por uma pessoa em crise, pode-se elencar também:

  • Pensamento irracional ou fechado;
  • Baixo span de atenção;
  • Intenções não claras;
  • Abordagem desorganizada para a resolução de problemas;
  • Resistência à comunicação;
  • Dificuldade de discernir entre problemas pequenos e grandes;
  • Mudanças ou alterações nas redes sociais;
  • Insônia, e outros.

Como viver bem em tempos de crise

Para viver bem em tempos de crise é preciso entender os padrões de comportamento que estão ativos para lidar com a atual crise. O indivíduo pode se perguntar como está se sentindo diante desse acontecimento e refletir sobre como ele está impactando a sua vida, para se tornar consciente diante da realidade atual. A partir dessas reflexões e da conscientização, é possível tomar uma série de atitudes para ganhar novamente o equilíbrio.

Aprender a manejar as próprias emoções durante a ativação emocional causada por um evento estressor ou exposição à crise é muito importante, além do processamento emocional de experiências para aumentar a resiliência do indivíduo, aumentar seu engajamento em sua comunidade e seu senso de pertencimento.

A partir da identificação das dificuldades pessoais para lidar com a crise pessoal ou social, é possível traçar as atividades que podem ser inseridas no dia a dia para ajudar a aumentar o bem estar e o equilíbrio neste período.

Uma pesquisa foi realizada com idosos para verificar sua opinião a respeito da vida e dos desafios, aos quais foi solicitado enviar os conselhos que dariam para os jovens. A partir destes conselhos, podemos ter uma noção de como viver uma vida significativa, mesmo diante de situações de crise ao longo do vida Veja alguns deles:

  1. Prefira a visão a longo prazo: aprenda que a vida é boa e você vai aprender com os seus problemas.
  2. Seja generoso.
  3. Não se preocupe, se prepare.
  4. Aproveite os pequenos prazeres do dia a dia.
  5. Reflita e decida o que vem a seguir.
  6. Recorde-se e recompense a si mesmo.
  7. Conte com o suporte.
  8. Se dê tempo para sentir sua dor.

E você, como tem lidado com a atual situação de crise? Não deixe esse momento parar o seu crescimento pessoal e profissional. Venha para o IBND!

O curso de coaching do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

Referências:

FIGUEIRA, I. & MENDLOWICZ, M. Diagnóstico do transtorno de estresse pós-traumático. Braz. J. Psychiatry. 2003;25(1).


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK