Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

Um pouco de história: a origem da PNL

30/05/2020 às 11:31 PNL

Um pouco de história: a origem da PNL

Fique por dentro sobre como surgiu a Programação Neurolinguística (PNL) e quem foram os seus idealizadores

Quando falamos em Programação Neurolinguística, provavelmente a maioria das pessoas associa com algo que diz respeito ao nosso cérebro. Mas esse conceito vai muito além disso, pois a PNL é uma importante metodologia que atua em nossa mente e tem ação direta em nossa linguagem e comportamentos.

Mas você já teve a curiosidade de saber qual a origem da PNL? Elaboramos esse post que fala sobre um pouco sobre a história da Programação Neurolinguística no mundo e quem foram os seus idealizadores.

Aprimore seus conhecimentos e boa leitura!

O que é Programação Neurolinguística?

Podemos dizer que a PNL é uma técnica que faz a utilização da linguagem de forma assertiva com o objetivo de reprogramar o nosso cérebro. O seu principal objetivo é o desenvolvimento pessoal e profissional de um indivíduo.

Mas para que isso aconteça, a PNL otimiza a nossa comunicação e comportamentos, deixando-os condizentes com o objetivo final. Por apresentar resultados satisfatórios, essa metodologia é uma das mais procuradas por pessoas ávidas por mais realização pessoal.

A grande questão é que a PNL elimina definitivamente todas as nossas crenças limitantes, ou seja, as barreiras emocionais que antes nos impediam de sentirmos mais felizes e realizados, simplesmente não existirão mais em nossa mente.

Agora que você sabe o que é pnl, vamos conhecer um pouco mais sobre sua história

A PNL e sua história

Você sabia que a sigla PNL não existia desde o início?  É verdade. Essa eficaz técnica que prima pela excelência em seus procedimentos, nem sempre usou essa abreviatura que é conhecida hoje em todo o mundo.

Tudo começou nas priscas eras de 1971, quando dois pesquisadores de uma importante universidade norte-americana (Santa Cruz), que fica no estado da Califórnia, faziam um estudo sobre psicologia humana e tentavam identificar padrões que pudessem ser usados em terapias.

Tais pesquisadores, que mais tarde foram batizados como os “pais da PNL” são Richard Bandler e Frank Pucelik.

Eles estudavam a fundo a Gestalt-terapia, que é um modelo psicoterápico que, posteriormente, serviria como base para a consolidação da PNL.

Bandler era ávido pelo conteúdo das palestras de Fritz Perls, que foi o idealizador da Gestalt-terapia, bem como por todo o trabalho da notável e renomada psicoterapeuta americana Virginia Satir.

Tudo isso serviu como fonte de inspiração para o nascimento da PNL.

Surgimento da PNL

No início da década de 70, Bandler e Pucelik, atuavam em um seminário de estudos da Gestalt-terapia, chamado de Meta. Foi aí que a dupla começou a fazer experimentos em um processo conhecido como “modelamento”.

A intenção era reproduzir a mesma modelagem das abordagens terapêuticas que Fritz e Virginia teriam feitos anos antes, tentando extrair tudo que tivesse grande utilidade em seus experimentos.

Pucelik e Bandler tiverem êxito e logo identificaram diversos padrões de linguagem e comportamento que eram usados por Fritz Perls e Virginia Satir.

Quando esses estudiosos aplicavam as técnicas de modelagem nos integrantes do seu grupo, tudo funciona muito bem.

John Grinder: detentor do conhecimento que faltava

Mas o experimento que deu origem a PNL esbarrou em um obstáculo logo no início. Enquanto Pucelik e Bandler ensinavam as técnicas desenvolvidas para os alunos do grupo de estudos, eles (os alunos) não atingiam os mesmos resultados, durantes os experimentos.

Notou-se então que, de forma inconsciente, Pucelik e Bandler acabaram por adotar determinados padrões de comunicação, que nem eles mesmos tinham a consciência de quais eram. Foi aí que o professor John Grinder entra em cena.

Esse respeitado professor foi responsável por descobrir a “peça-chave” que faltava em Pucelik e Bandler na hora em que os mesmos ensinavam a metodologia para seus alunos.

O trabalho desse importante trio foi a força motriz que evidenciou a PNL que conhecemos hoje.

Com toda a sua maestria, Grinder descobriu o que estava faltando, fazendo o experimento de Pucelik e Bandler se tornar um sucesso. O tempo passou e cada um trilhou o seu próprio caminho como profissional.

O fato é que podemos dizer que, desde 1977, Grinder, Pucelik e Bandler são os idealizadores da PNL.

Modelagem: uma das bases da PNL

Na Programação Neurolinguística, é muito comum a menção de uma das suas principais técnicas, conhecida como modelagem. O curioso é que esse termo já era bastante usado na psicologia. Mas por qual motivo a modelagem é tão importante na PNL?

Os seus idealizadores afirmavam que, na hora de ensinar um determinado comportamento para uma pessoa, a modelagem deve servir como base. É claro que o indivíduo não vai mostrar, logo de cara, o resultado final, ou seja, o que deve ser feito.

A modelagem é como se fosse um passo a passo. Em outras palavras, são as diversas fases que constituem todo um processo de aprendizado.

Essa técnica só termina quando tudo estiver concluído e a pessoa conseguir executar sozinha a ação que acabara de aprender.

A modelagem ou modelamento, tem o objetivo de identificar padrões de excelência. Suponha que você queira ser bem sucedido (a) em sua carreira: a modelagem se espelha em todas as atitudes de pessoas bem sucedidas na sua área de atuação e mostra que você deve fazer o mesmo que elas.

Esse “modelo” de sucesso criado, mesmo que de forma inconsciente, pelas pessoas bem sucedidas, deve ser seguido por quem também deseja alcançar o sucesso pessoal ou profissional.

É por isso que a modelagem é um dos pilares de sustentação da PNL.

Aprenda PNL no IBND

Os cursos de PNL e hipnose do IBND são referência em todo o Brasil e ministrados por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado.

Em nossa instituição, você pode ficar tranquilo que a sua realização pessoal e profissional está mais do que garantida.

O IBND oferece soluções personalizadas que vão contribuir para o seu sucesso. O nosso método de ensino é único e aprovado por 100% dos nossos alunos, que aprendem de verdade. Estamos te esperando!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®