Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

Saiba como a baixa autoestima afeta negativamente sua vida

10/07/2020 às 19:43 PNL

Saiba como a baixa autoestima afeta negativamente sua vida

A baixa autoestima é uma das culpadas pela autossabotagem e pela nossa falta de confiança em nós mesmos. Esse comportamento nos faz criar argumentos infundados que atrapalham a nossa vida como um todo. Aqui, mostraremos como a baixa autoestima afeta negativamente a sua vida.

Alimentar esse comportamento faz com que nossa vida seja repleta de problemas e desculpas. Nunca enxergamos soluções para alcançar o que buscamos, mesmo que elas estejam claras.

O que pensamos e o que fazemos dão o tom para o nosso sucesso e a baixa autoestima nos cerca de ideias e ações negativas para a nossa vida.

O que é autoestima?

A autoestima é uma competência muito importante no nosso dia a dia. Esse comportamento nos ajuda a lidar bem com nós mesmos. Isso aí! Nossas crenças são responsáveis por nos deixar bem ou mal. Resumindo, a autoestima pode ser definida pelo quanto nós queremos o nosso próprio bem.

Como você lida consigo mesmo? Quais são seus pensamentos e suas crenças para enfrentar o dia a dia? Bom, a autoestima está presente em tudo: na forma como agimos e reagimos, na maneira como pensamos e nos relacionamos com os outros.

Deu para entender como a nossa vida está ligada a autoestima? Por isso, esse comportamento ajuda a definir o nosso sucesso pessoal e profissional.

A autoestima é um ponto chave para que possamos superar os obstáculos, encarar os desafios e chegar a realizar os nosso sonhos.

Como saber se eu tenho a autoestima baixa?

Uma pessoa com a autoestima baixa é cercada por algumas características bastante comuns. Confira alguns sintomas de baixa autoestima abaixo:

  • Agressividade e arrogância: pessoas com a autoestima baixa não lidam bem com opiniões, sempre achando que estão caçoando delas, por isso constantemente reagem com agressividade e arrogância.
  • Timidez: estas pessoas também possuem um medo exacerbado em alguns casos. Isso limita a sua comunicação através de uma timidez bastante acentuada, pessoas com baixa autoestima geralmente se tornam mais introspectivas.
  • Procrastinação: pessoas com a autoestima baixa sempre colocam desculpas para realizar as atividades do dia a dia, isso faz com que eles se tornem procrastinadores natos.
  • Necessidade em ser aceito: Estas pessoas tem dificuldade para se relacionar porque elas precisam ser aceitas. Pessoas com baixa autoestima são bastante  afetadas pela opinião alheia e sempre estão buscando a aceitação de outras pessoas.
  • Insegurança e ansiedade: Por não terem confiança em sua própria capacidade, as pessoas com baixa autoestima são bastante inseguras e extremamente ansiosas.

Conheça a nossa Formação Practitioner em PNL

Como a baixa autoestima pode me prejudicar?

Como podemos perceber ao longo do texto, a autoestima baixa pode nos prejudicar das mais diversas formas.

Podemos ter problemas relacionadas a vida pessoal, o que pode nos impedir de ter um relacionamento duradouro e saudável e de nos relacionarmos bem com amigos e família.

Na vida profissional, a baixa autoestima pode ser a impulsora de uma carreira sem destaque, nos colocando na estagnação.

Pela insegurança e medo de assumir novas responsabilidades, acabamos assumindo uma incapacidade superficial que nos impede de avançar profissionalmente.

Como melhorar a autoestima?

Se você possui uma baixa autoestima, não se preocupe! Isso acontece com diversas pessoas em diferentes fases da vida. O principal é que você tome consciência deste problema e use as dicas abaixo para melhorar a sua autoestima. Confira as dicas abaixo:

Não se compare com os outros

Uma forma de melhorar a nossa autoestima é evitar a comparação com outras pessoas. Com as redes sociais ficou muito mais fácil fazer comparações das nossas vidas com as dos famosos, dos nossos amigos e familiares.

E se por um lado, isso pode ajudar a nos motivar por meio de histórias motivadoras, também podem nos colocar para baixo.

É importante que você entenda que ninguém é igual a ninguém. Também é importante frisar que a perfeição não existe. Se você tem problema com comparações, evite olhar suas redes sociais por um tempo, assim você pode se desligar desse mundo ilusório para focar no que mais importa: você.

Não se culpe e nem se julgue

Outra forma de melhorar a sua autoestima é parar de se julgar e se culpar pelos seus erros. Todos nós erramos e vamos errar mais e mais ao longo da vida. É importante ter em mente que se atribuir a culpa não resolve o problema e nem retrocede o tempo.

Encare os erros como uma forma de aprendizado, se perdoe e entenda que naquele momento, você fez o que achou que devia e que já passou. Superar os erros e aprender com as experiências é fundamental para melhorar a sua autoestima e lhe trazer uma nova percepção sobre sua vida.

Faça a nossa Formação Practitioner em PNL!

A Formação Practitioner em PNL do IBND é completa. Você sai pronto para aplicar os recursos da PNL para transformar a sua vida e a de outras pessoas para melhor. Conheça a nossa Formação Practitioner em PNL.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog.  


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®