Psicologia positiva e pandemia

28/11/2021 às 13:42 Hipnose

Psicologia positiva e pandemia

A psicologia pode contribuir para a saúde mental em diferentes contextos e algumas propostas têm sido estudadas para intervir durante estes tempos de pandemia. Veja a proposta da Psicologia Positiva abaixo!

Histórico da psicologia

Até a segunda guerra mundial, a psicologia tinha como missão primeiramente a cura da doença mental, depois tornar a vida das pessoas mais produtiva e gratificante e, finalmente, identificar e nutrir o talento. Após esse evento, o foco principal da psicologia foi voltado para a cura da doença mental e estudo dos aspectos patológicos do ser humano. Isso devido à necessidade de cuidar dos soldados que lutaram na guerra, o que trouxe muitos benefícios, como a descoberta da cura ou tratamento de pelo menos 14 patologias, mas fez com que os outros focos fossem esquecidos.

O que a psicologia discute?

A psicologia não se limita apenas ao estudo, interpretação e superação das patologias, deficiências e transtornos comportamentais, mas sim a uma fusão desses aspectos com os que caracterizam as virtudes, o vigor e as potencialidades.

O que é psicologia positiva?

Assim, surge a psicologia positiva, que é uma teoria desenvolvida por Seligman e Csikszentmihaly que dedica-se a estudar os estados afetivos e as virtudes positivas, como a felicidade, a resiliência, o otimismo e a gratidão. Foi desenvolvida a partir da década de 1990 e investiga os sentimentos, as emoções, as instituições (como a família, escolas, comunidades e a sociedade em geral) e os comportamentos positivos que têm como finalidade a felicidade humana.

O que a psicologia positiva investiga?

Assim, a psicologia positiva investiga a experiência subjetiva positiva, os traços individuais positivos e as instituições positivas que visam melhorar a qualidade de vida e prevenir psicopatologias provindas de limitações e de uma vida sem sentido.

No que acredita a psicologia positiva?

A psicologia positiva acredita que o foco nas experiências positivas pode contribuir para a prevenção e promoção de saúde, ajudando também nos mecanismos de enfrentamento das doenças. Pode também trazer elementos para a compreensão do bem-estar subjetivo, que é definido pela ausência de depressão e presença de estados cognitivos e emoções positivas.

A autocompaixão

A autocompaixão envolve direcionar a si próprio o mesmo tipo de cuidado, bondade e compaixão transmitidos às pessoas queridas que estão sofrendo. Está relacionada a uma atitude emocionalmente positiva direcionada para si mesmo, que pode proteger contra as consequências negativas do autojulgamento, do isolamento social e da ruminação. A autocompaixão é composta por três elementos: bondade consigo mesmo (versus autocrítica severa), senso de humanidade (versus isolamento social) e atenção plena (versus superidentificação).

O bem estar subjetivo

Dentre os pilares da psicologia positiva, está o bem estar subjetivo, que é um estado de bem estar físico, mental e social, e não somente a ausência de enfermidade e tem uma significativa importância para a qualidade de vida do indivíduo. Portanto, se refere ao que as pessoas pensam e sentem sobre suas vidas. Assim, o bem estar subjetivo pode ser medido por cinco fatores: emoção positiva, engajamento, sentido de vida, realização positiva e relacionamentos positivos com os outros.

A criatividade e o otimismo

De acordo com a psicologia positiva, a criatividade é considerada uma das forças de caráter que permitem ao indivíduo um funcionamento ideal, firmando-se como um fator de proteção. É importante ressaltar que todos possuem potencial criativo, nas mais diferentes áreas, e que este pode ser desenvolvido, principalmente quando existe um ambiente estimulador.

O otimismo é uma das características presentes em pessoas criativas, pois crises e problemas são vistos como desafios e oportunidades para novas aprendizagens. O otimismo pode ser definido como uma força capaz de manter a persistência e resistência do indivíduo.

A resiliência

Um aspecto importante estudado pela psicologia positiva é a resiliência, definida como a capacidade de vivenciar mudanças significativas repletas de situações de risco e adversidades, e recuperar-se. Em situações de adversidades chegamos a um entendimento de nossas forças e virtudes, e com isso fortalecemos nossas potencialidades.

Recentemente, a resiliência tem sido considerada como o fenômeno pelo qual muitas pessoas mantêm sua saúde mental, apesar da exposição a adversidades psicológicas ou físicas.

Psicologia positiva e pandemia

A pandemia de COVID-19 constitui uma grave crise que tem afetado toda a população mundial de diferentes formas (e.g., perda de familiares, demissões, restrição financeira, isolamento social e perda da liberdade). Nesse sentido, pode-se pensar que se está vivendo um momento ímpar no qual a resiliência pode constituir um processo essencial para o enfrentamento das adversidades derivadas da pandemia.

A incorporação de ações no cotidiano que envolvam autocompaixão, criatividade, otimismo e meditação pode promover resiliência e bem-estar em muitas pessoas.

A criatividade, nessas situações, torna-se essencial para vencer os momentos de crise, tornando-se uma força de saúde mental

Onde a psicologia positiva pode contribuir?

Dentro desse contexto, é fundamental a presença de um psicólogo que realize intervenções psicológicas para minimizar os impactos negativos promovidos pelo contexto de pandemia, possibilitar o desenvolvimento da motivação e da resiliência, propiciar melhor relação com as adversidades da vida frente a tantas mudanças, além de ajudar a lidar com perdas e mudanças. A psicologia positiva dentro do contexto de pandemia está voltada para a redução dos sintomas psicológicos, buscando promover o bem estar subjetivo e psicológico. Procure um profissional da saúde mental caso necessite de ajuda.

E você, gostaria de se capacitar como profissional da saúde mental? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!

Referências:

CAMALIONTE, L.G. & BOCCALANDRO, M.P.R. Felicidade e bem-estar na visão da psicologia positiva. Bol. Acad. Paul. Psicol. 2017;37(93).

ZANON, C. et al. COVID-19: implicações e aplicações da Psicologia Positiva em tempos de pandemia. Estud. psicol. 2020;37.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK