O que é a síndrome de tourette e quais os sintomas?

10/12/2021 às 18:44 Hipnose

O que é a síndrome de tourette e quais os sintomas?

Imagine que você está andando tranquilamente pela rua em direção ao trabalho e, de repente, e sem motivo aparente, um individuo começa a dizer palavras de baixo calão para você. Qual seria a sua reação? Esta é a realidade incontrolável e desconfortável de quem vive com a síndrome de tourette.

Em filmes e seriados, esta síndrome é retratada como algo cômico, mas não há nada de engraçado neste transtorno. Ele prejudica a vida diária de quem o possui, danificando sua autoconfiança, autoestima e minando seus relacionamentos. 

A síndrome de tourette é um transtorno caracterizado por tiques motores e vocais variados, onde o individuo tem um impulso incontrolável de falar ou expressá-los. Sendo que o estresse de se manter em silêncio ou imóvel tende a piorar a condição. 

O transtorno comumente aparece na infância, entre os quatro a seis anos. E alcança o pico de gravidade por volta dos 10 a 12 anos, podendo diminuir na adolescência. Os tiques apenas persistem até a idade adulta em 1% das pessoas.

As possíveis causas que desencadeiam esta síndrome 

Muitas vezes, a síndrome de tourette está associada à condições psiquiátricas como o Transtorno de déficit de atenção e hiperatividades (TDAH), transtorno obsessivo compulsivo (TOC), transtorno de ansiedade e transtornos de aprendizado. 

No entanto, as causas especificas dessa síndrome ainda não foram descobertas. Muitos especialistas acreditam que sua causa pode ser genética ou ser consequência de um desequilíbrio nos impulsos que transmitem informação entre neurônios. 

Os sintomas da síndrome de tourette 

A ansiedade é, sem dúvidas, um dos sintomas mais predominantes da síndrome de tourette, seguida pelos tiques que podem ser separados em duas categorias: os simples (movimentos e vocalizações breves) e os complexos, que duram mais tempo e podem evoluir para uma combinação de tiques simples. 

Não raro pessoas com tourette sentem necessidade de usar termos ou fazer gestos obscenos. E como as pessoas que presenciam esses tiques não compreendem a situação, podem se ofender e querer tirar satisfação. 

Abaixo, confira a lista de tiques mais comuns:

  • piscar os olhos repetidamente e com força;

  • fazer caretas;

  • balançar os ombros;

  • fungar;

  • tossir;

  • fazer sons guturais ou gestos obscenos;

  • movimentar a cabeça repentinamente;

  • repetir palavras ou sílabas de forma involuntária.

Caso uma criança com quem você convive manifeste alguns desses tiques, consulte um médico o mais breve possível. Repreender a criança não a ajudará a controlar os seus impulsos, é mais provável que os tiques se tornem mais frequentes. 

Como funciona a mente da pessoa com tourette?

Segundo explicação dos próprios indivíduos com tourette, o desejo enorme de manifestar o tique é sentido antes de sua ocorrência, assemelhando-se à compulsão vivenciada por pessoas com TOC. 

Muitos descrevem a compulsão como uma vontade irresistível de espirrar, tossir ou coçar uma parte do corpo. Quando cede à necessidade de fazer o tique, sente uma sensação breve de alívio.

Quando a atenção é voltada e eles, a pessoa fica ansiosa e esse nervosismo piora os sintomas do transtorno. 

Viver com a síndrome de tourette tende a ser extremamente desagradável, especialmente durante a fase da adolescência, quando os indivíduos ficam mais sensíveis às opiniões alheias. O transtorno pode prejudicar o desempenho escolar e atrapalhar a formação de novas amizades. 

A hipnose pode ajudar nestes casos?

Para que você entenda, não cabe ao hipnoterapeuta diagnosticar a síndrome de tourette. O que ele vai fazer é ajudar seu cliente a encontrar uma forma de controlar o seu corpo por meio da mente.

E como isso acontece?

Tudo parte da mente. É preciso que você entenda e controle a sua mente, para, desta forma, dominá-la e controlá-la 100%. 

Diversos clientes com tourette que iniciam acompanhamento através da hipnose clínica apresentam resultados significativos no controle de seus tiques em comparação àqueles que não se submetem a uma terapia com hipnose. 

Então sim, a hipnose é uma ferramenta extremamente eficiente para auxiliar no controle da síndrome de tourette. 

Ficou curioso para saber um pouco mais sobre hipnose e seu uso clínico? Confira o conteúdo programático do curso de hipnose online oferecido no IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) e mergulhe neste incrível e fascinante universo sem sair de casa!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK