O movimento dos olhos pode dizer muita coisa. Entenda a linguagem dos olhos!

09/06/2021 às 23:07 PNL

O movimento dos olhos pode dizer muita coisa. Entenda a linguagem dos olhos!

Quando falamos em comunicação é normal que as pessoas pensem na comunicação verbal onde temos um locutor e um ouvinte. Toda via a comunicação não é restrita somente ao campo verbal, sendo esta apenas uma pequena parte do que estamos acostumados a expressar. E neste sentido, a linguagem dos olhos pode servir como complemento àquilo que expressamos em palavras.

Também conhecida pelo nome de linguagem silenciosa, a linguagem dos olhos é um tipo de comunicação feita por meio dos diferentes padrões de movimento ocular, uma vez que a forma de olhar, a dilatação da pupila e o movimento dos olhos são capazes de dizer muito sobre o que se passa na cabeça de um individuo.

Sem o dialeto ocular, a linguagem verbal e falada não seria tão eficaz. Isto por que o movimento dos olhos correlaciona-se como o nosso modo de pensar e agir. Eles são indicadores do modo como pensamos e podem dizer coisas tão sutis que não poderiam ser expressas de maneira verbal.

Mas você sabe qual a importância de entender a linguagem dos olhos no contexto da Programação neurolinguistica (ou simplesmente PNL)? Neste artigo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) vamos ir além da importância do movimento dos olhos, portanto, fique atento a sua leitura!

A importância de compreender a linguagem ocular

Alguns profissionais no Brasil e ao redor do mundo se consideram capacitados para traduzir a linguagem dos olhos das pessoas. E a grande verdade é que deter este conhecimento pode ser um grande diferencial num mercado que exige cada vez mais dos proletários.

No universo da Programação neurolinguistica a linguagem ocular pode ser de grande ajuda para que o practitioner em PNL identifique quando uma pessoa esta mentindo de acordo com o movimento dos olhos, por exemplo.

Porém, cabe alertar que estes indicadores oculares nem sempre são seguros e, portanto, não podem ser tidos como uma verdade incontestável. Por isso, na PNL chamamos este estudo ocular de movimento PROVÁVEL dos olhos, pois não devemos levar esta técnica ao “pé da letra”!

Os movimentos prováveis dos olhos. Vamos entender!

Conforme pensamos, analisamos e observamos, a nossa mente realiza um movimento através do nosso nervo óptico e este movimento faz com que os profissionais especialistas em linguagem ocular possam ter um insight daquilo que se passa na mente da pessoa.

De fato, a PNL não foi a pioneira nos estudos dos movimentos oculares emitidos enquanto pensamos, mas foi a primeira a associá-la ao raciocínio e a linguagem. E, neste contexto neurolinguistico, podemos dividir o movimento provável dos olhos em:

  • Visual lembrado – VI: quando buscamos imagens já vividas anteriormente, nossos olhos tendem a se dirigir para cima e à esquerda;
  • Visual construído – VC: quando visualizamos imagens fictícias, ou seja, que nunca aconteceram de fato, nossos olhos voltam-se para cima e à direita;
  • Auditivo lembrado – AI: quando nos lembramos de um som ouvido antes, nossos olhos ficam em linha média e voltam-se à esquerda;
  • Auditivo construído – AC: quando organizamos sons e palavras nunca antes ouvidos, nossos olhos ficam na linha média para o lado e à direita
  • Auditivo interno – ou auditivo digital: quando falamos com nós mesmos num diálogo interno, o movimento dos olhos é voltado para baixo e à esquerda;
  • Cinestésico – C: quando entramos em contato com as nossas emoções e sensações nossos olhos voltam-se para baixo e à direita.

Você se lembra de alguma vez que fez uma pergunta a uma pessoa que desviou o olhar, voltando-os para cima na tentativa de se recordar de alguma lembrança que você trouxe de volta? Se o seu ouvinte fez este movimento com os olhos, você pode ter quase certeza de que ele de fato estava buscando em sua mente imagens a fim de recordar.

Mas cuidado: a linguagem dos olhos não é brincadeira de detetive!

Conhecer e estudar a linguagem dos olhos pode trazer muitas vantagens em momentos de negociação e vendas, por exemplo, mas também em relações pessoais como entre casais. Mas cuidado com a pressa ao utilizar esta técnica, pois é preciso muita prática e conhecimento sobre os sinais escondidos na linguagem silenciosa.

Assim como ninguém aprende uma nova língua em dias, para estudar o movimento provável dos olhos não basta que você apenas saiba e decore os seis movimentos oculares apresentados acima!

Você sabia, por exemplo, que muitas pessoas têm os nervos ópticos invertidos? Esta inversão faz com que, por exemplo, o VI e o VC se invertam e isto, logicamente, pode confundir aquele que está fazendo a observação do movimento ocular.

Mas, agora que você já sabe que compreender a linguagem dos olhos não é uma brincadeira para aqueles que querem apenas descobrir se o cônjuge está mentindo, por exemplo, e deseja se especializar não somente no movimento provável dos olhos, mas na mente humana em seu contexto mais amplo, eu te convido a conhecer o curso de PNL do IBND;

Na formação 100% prática ministrada pelo pedagogo e practitioner em PNL, Rodrigo Huback, você aprenderá a fazer uso das mais eficazes ferramentas da programação neurolinguistica para ressignificar sua vida profissional e até mesmo pessoal!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK