Fique por dentro da história da Michelin

14/02/2021 às 19:14 Coaching

Fique por dentro da história da Michelin

Algumas empresas do mercado são reconhecidas pelo símbolo, muitas vezes, marcante. Quer um bom exemplo? Aquele boneco branco, de formato redondo, exibindo muita simpatia e que parece estar acenando. Se você pensou na Michelin, acertou em cheio. Essa tradicional marca francesa fabricante de pneus é uma das preferidas dos clientes em todo o mundo.

Por isso, você vai conhecer um pouco da história de sucesso da Michelin. Saiba como os seus pneus se tornaram símbolo de durabilidade, segurança e confiabilidade em todo o mundo. Procura uma história para se inspirar mais como empreendedor? Acabou de encontrar. Agora é só aproveitar a leitura!

Michelin: 131 anos de sucesso

A história da respeitada marca Michelin começa em 1889, na França. Os irmãos Édouard e André Michelin assumiram os negócios do avô, que fabricava pastilhas de freio feitas de lona e borracha. Mesmo contando com 52 funcionários, os jovens empreendedores queriam oferecer algo novo para o mercado.

Sendo assim, em 1891, a Michelin criou o primeiro pneu de bicicleta desmontável, que se tornou muito mais prático para os ciclistas, pois podia ser concertado em apensas 30 minutos. Por causa da enorme praticidade, o modesto pneu se tornou um grande sucesso de vendas. Um empresário que é resiliente acaba prosperando.

Em 1894, a Michelin lança o primeiro pneu para carruagem, o que deixava a famoso passeio muito mais silencioso pelas ruas da velha Paris. Nos anos 1900, com seus pneus fazendo cada vez mais sucesso, a Michelin começou inaugurar suas instalações próximas de fábricas automotivas espalhadas pela Europa e EUA. A intenção era produzir pneus para carros, ônibus e caminhões no futuro.

Expansão dos negócios e sucesso garantido

Em 1903, a Michelin começou a fabricar pneus para motos. A recém criada montadora Ford acabou se tornando a principal cliente da marca francesa. Mas a Michelin queria mais e, em 1906, começou a fabricar pneus para aviões, o que levou a inauguração da sua primeira fábrica na Itália. No ano seguinte, a Michelin fundou mais uma fábrica nos EUA.

Entre os anos de 1911 e 1913, os pneus da Michelin sofreram inovações quanto a segurança nas estradas. Uma delas foi a roda de aço desmontável que permita colocar um pneu estepe, em casos de imprevistos. Foi um estouro de vendas, pois o mercado nunca tinha visto algo tão útil no universo automotivo. É a inovação sempre fazendo parte do mundo dos negócios.

No restante da década, a preocupação da Michelin foi aumentar ainda mais a durabilidade e confiabilidade dos seus pneus. Em 1923, surge o primeiro pneu para carros de passeio com uma maior durabilidade: o Confort, que durava em média 15.000 kms. Em 1927, a marca chega ao Brasil. Já em 1929, a Michelin inova ainda mais e lança o primeiro pneu para ferrovias.

Os pneus da Michelin se tornam referência no mundo

Nas décadas de 30 e 40, os pneus Michelin se tornaram cada vez mais modernos e resistentes, principalmente em condições adversas, como altas temperaturas e pistas molhadas. Pouco a pouco a Michelin foi se destacando no segmento com o lançamento de pneus que diminuíam os riscos de derrapagens e que vinham com ranhuras de maior aderência no asfalto.

Em 1952, a Michelin implementou a tecnologia radial para ser usada em pneus de caminhões. Já em 1965, a marca francesa investiu pesado em pneus para carros esportivos de alta performance, o que foi um sucesso de vendas. Em meados de 1982, a Michelin cria um pneu especialmente para rodar na neve, que dava mais segurança aos motoristas. Saber fazer um mapa mental pode ajudar bastante nos negócios.

Já em 1987, a marca lança o famoso pneu radial para motocicletas. Em 1994, mais uma dose de inovação com o lançamento dos eficientes pneus Energy, que auxiliavam na economia de combustível, já que tinham baixa resistência à rodagem em qualquer tipo de superfície. Por volta de 1997, a Michelin lança o conjunto de pneu e roda, que permita a rodagem por até 200 kms, mesmo se estivesse vazio ou furado.

Anos 2000: pneus cada vez mais modernos, eficientes e duráveis

Mesmo diante da concorrência de outras marcas, os pneus Michelin foram conquistando milhares de clientes em todo o mundo, por causa da qualidade indiscutível, confiabilidade e segurança. Em 2003, a marca lança o seu primeiro pneu para uso agrícola. Já em 2007, acontece um feito memorável: o gigante do céu, o AirBus A380, considerado o maior avião comercial do mundo, é equipado com os pneus Michelin.

Os pneus da Michelin para diversos veículos de transporte terrestre, foram ganhando constantes inovações com o uso de tecnologia de última geração. O resultado foi um produto altamente durável, seguro, moderno, eficiente e que, muitas vezes, ainda ajudava a poupar combustível. Os pneus lançados em 2014 (Premier) e 2015 (CrossClimate) ilustram bem a superioridade da Michelin.

Atualmente, a Michelin, representada pelo famoso boneco branco e com seus marcantes slogans, possui 69 fábricas, conta com 111. 700 funcionários, marca presença em 170 países e teve lucro líquido de 917 milhões de euros em 2018. Que tal se espelhar nessa marca e inovar ainda mais em seus negócios?

Venha para o IBND

O curso de coaching do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

O IBND oferece soluções personalizadas que podem contribuir para o seu sucesso profissional e pessoal. Em nossa instituição, cobramos um preço justo e priorizamos o seu aprendizado. Estamos te esperando!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK