Desenvolvimento emocional infantil: entenda a importância

04/09/2021 às 23:19 PNL

Desenvolvimento emocional infantil: entenda a importância

Muito se fala da educação na infância em um aspecto puramente cognitivo. Porém, outro fator também é muito importante nesta primeira etapa da vida e não pode ser deixado de lado: estamos falando do desenvolvimento emocional infantil. 

Mas você sabe o que é este desenvolvimento? Basicamente, ele trata da aquisição de habilidades relativas ao controle e à expressão de sentimentos a partir de experiências vividas com inteligência emocional. Desta forma, a personalidade da pessoa é construída desde a infância. 

Quer entender com mais propriedade a importância do desenvolvimento emocional infantil e o que é possível fazer para estimulá-los? Continue a leitura deste artigo do Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento (IBND). 

Como acontece o desenvolvimento emocional na infância?

É durante a infância que são formadas três importantes funções do cérebro: 

  1. A flexibilidade cognitiva: a capacidade de pensar de maneira diferente, ou seja, o famoso pensar “fora da caixa”. 

  2. Memória de trabalho: corresponde a capacidade cerebral de assimilar informações à medida que realizamos determinadas tarefas. 

  3. Controle inibitório: processo cognitivo fundamental que ajuda a interromper (ou não) um comportamento.

Essas são habilidades necessárias para os mais diversos momentos e aspectos da vida adulta. Tal como, por exemplo, desenvolver a capacidade de organização de tarefas do dia a dia. 

Por que o desenvolvimento emocional infantil é tão importante?

Embora muitas vezes negligenciado no contexto da educação infantil, o desenvolvimento emocional terá grande relevância na vida do indivíduo a longo prazo. Confira a seguir as razões que explicam tal afirmação: 

Atenua as atitudes egoístas

Atitudes egoístas são típicas de pessoas que não souberam ou tiveram apoio para se desenvolver emocionalmente na infância. Isso se verifica por situações em que crianças não aceitam dividir seus brinquedos com outras pessoas, por exemplo. 

Em contrapartida, quando o processo emocional é bem desenvolvida desde cedo, esses indivíduos passam a entender que não estão vivendo sozinhos e que respeitar o espaço do outro e saber dividir quando necessário é importante. 

Ajuda a aceitar as mudanças 

Não é raro vermos crianças se comportando mal em face de alterações indesejadas, como, por exemplo, a mudança de residência ou de escola. Por isso, é fundamental desenvolver o lado emocional, para que a criança aprenda a aceitar as mudanças sem grandes sofrimentos. 

A inteligência emocional ensina os pequenos a reconhecerem o que estão sentindo e a experimentar os sentimentos num contexto saudável, sem deixar que eles o afetem de maneira negativa ou por muito tempo.

Desenvolve a empatia

Muitas vezes, a vida exige que nos coloquemos no lugar do outro e isso ocorre de maneira natural quando aprendido desde cedo. É na infância que estamos mais suscetíveis a influências externas, absorvendo os sentimentos de solidariedade com mais facilidade e agindo de forma a não prejudicar ou restringir o direito dos outros.

Maior capacidade de escutar

Uma pessoa sem um lado emocional bem desenvolvido na infância pode ter dificuldade em ouvir o outro, seja para receber um conselho ou seja para reconhecer um ponto de vista diferente do seu. Isso porque, o egoísmo sempre irá falar mais alto.

Logo, desenvolver as emoções na infância aumenta a capacidade de escuta. Pois entendemos que devemos respeitar os sentimentos dos outros e as opiniões contrárias às nossas.

Como os pais ou responsáveis podem ajudar?

Por conviverem desde muito cedo com a criança, os pais e responsáveis são essenciais no processo de desenvolvimento emocional infantil. Afinal, eles são os primeiros a se relacionarem com elas e, neste sentido, os pequenos devem ser ensinados a identificar e respeitar os sentimentos alheios, bem como, saber lidar com os próprios sentimentos. 

Para isso, o diálogo é sempre a melhor estratégia. É preciso que os pais sempre digam o que estão sentindo, para que as crianças aprendam a identificar as sensações e saber lidar com elas, e aprendam também a se expressarem. 

Essas questões terão grande impacto na vida adulta dos filhos, pois determinaram a maneira como eles irão agir e reagir a frustrações, conquistas, desafios e mudanças inevitáveis na vida pessoal, acadêmica e profissional. 

Gostou deste conteúdo desenvolvido pelos profissionais em desenvolvimento pessoal do IBND? Então não deixe de conhecer outros conteúdos em nosso blog e a nossa formação em PNL


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK