Descubra as fases do sono: da vigília ao sono profundo 

06/06/2021 às 10:58 PNL

Descubra as fases do sono: da vigília ao sono profundo 

Cochilo, sono profundo, sonho... Você já se perguntou quais são as fases do sono? Durante a noite, nosso sono passa basicamente por quatro estágio que se repetem em ciclos. 

Cada uma dessas fases tem suas próprias características neurais, durações e funções. E, de modo geral, nosso sono tem entre quatro e seis ciclos de sono que são compostas pelas fases não REM e pelas fases REM. 

Quer saber mais sobre as fases do sono e entender profundamente cada um dos estágios que acontecem quando dormimos? Neste artigo do Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento (IBND) reunimos o que caracteriza cada fase do sono e a importância de cada um para noites bem dormidas para acordar com mais Motivação. Confira!

Quais são as fases do sono?

O sono é resumido em quatro fases: o REM e o não-REM que é dividido em N1, N2 e N3. Cada um dos estágios tem papel fundamental na revigoração do corpo e da mente, no desenvolvimento cognitivo e na saúde mental e física.

A seguir, vamos conhecer cada um desses estágios mais à fundo:

Estágio 1: do sono não-REM

Após deitar a cabeça no travesseiro, ainda em estado de vigília - ou seja, acordado - é dado início a fase de transição entre a vigília e o sono. Esta primeira fase se chama o sono não REM e tem duração de poucos minutos. 

Trata-se de um sono leve onde os batimentos cardíacos, a respiração e o movimento dos olhos tornam-se lentos e os músculos começam a relaxar, podendo ocorrer espasmos ocasionais. Ademais, nesta fase as ondas cerebrais começam a se modificar. 

Estágio 2: do sono não-REM

O estágio 2 do sono não-REM é como uma fase intermediária que antecede um sono profundo. Isto é, uma vez que os batimentos cardíacos e a respiração diminuiram e os músculos relaxaram, agora, a temperatura corporal cai e os movimentos dos olhos cessam. 

Além disso, nesta fase a atividade das ondas cerebrais diminui, mas continua sendo marcada por breves surtos de atividades elétricas que ajudam você a não acordar com estímulos externos. Este estágio tem uma duração que varia entre 10 a 25 minutos.

Estágio 3: do sono não-REM

Também conhecido como a fase do sono profundo, o estágio três do sono não-REM é o grande responsável por acordarmos ou não com disposição pela manhã. É nesta fase que os batimentos cardíacos, a respiração e os músculos ficam mais e mais relaxados, e as ondas cerebrais ficam ainda mais lentas. 

Esta fase do sono costuma durar entre 20 a 40 minutos no primeiro ciclo de sono. Depois, acontece em períodos mais curtos. Estudos comprovam que esta fase do sono é importante para a secreção do hormônio de crescimento, criatividade e imunidade.

Sono REM

Em pessoas adultas, o sono REM acontece pela primeira vez cerca de 90 minutos após pegarmos no sono, e se repete várias e várias vezes ao longo da noite com uma duração cada vez maior do que a anterior, podendo chegar perto de uma hora. 

Durante estas fases do sono alguns eventos fisiológicos acontecem: 

  • Os olhos se movem rapidamente de um lado para outro;

  • As ondas cerebrais funcionam de forma semelhante a quando estamos acordados;

  • A respiração se torna rápida e irregular; 

  • A frequência cardíaca e a pressão arterial aumentam para níveis muito próximos ao estado de vigília;

  • Os demais músculos ficam paralisados para impedir que você vivencie corporalmente o que está sonhando. 

Muitos estudiosos acreditam que a fase do sono REM é fundamental para a manutenção da memória, criatividade e capacidade de aprendizado, além de proporcionar bem estar e qualidade de vida

Fatores que interferem nos ciclos de sono 

A duração e números de ciclos de sono variam de pessoa para pessoa e de noite para noite. Todavia, alguns fatores básicos podem influenciar (e influenciam) as nossas noites de sono e descanso. Entre podemos citar: 

  1. Idade: recém nascidos costumam entrar no sono REM pouco após adormecer, já em idosos o tempo do sono REM diminui e demora mais para ser atingido.

  2. Luminosidade: a luz acessa à noite é um dos fatores que mais prejudicam o sono,afinal, a luminosidade influencia nosso relógio interno.

  3. Distúrbios de sono: distúrbio como apneia, síndrome das pernas inquietas e demais condições que causam nosso despertar durante a noite interrompe o ciclo de um sono saudável.

  4. Consumo de álcool: quem consome bebidas alcoólicas antes de dormir pode reduzir o sono REM do início da noite. 

Hipnose para dormir. Conheça essa alternativa!

Do estresse aos ambientes inadequados, muitos são os fatores que podem provocar insônia e fazer com que tenhamos noites mal dormidas que prejudicam a nossa rotina do dia a dia. Neste contexto, a hipnose surge como uma técnica bastante eficaz e objetiva no tratamento deste grande problema de forma natural e não invasiva. 

Possibilitando ao indivíduo hipnotizado o contato com problemas que, mesmo aparentemente ocultos, estão inconscientemente presentes causando transtornos em suas vidas, a hipnose pode ser grande auxiliar no combate a distúrbios do sono.

Ademais, com o condicionamento gerado pelas técnicas de hipnose, com o passar do tempo e acompanhamento médico, é plenamente possível dispensar a necessidade de medicamentos para dormir tais como sedativos e ansiolíticos que causam efeitos colaterais ao nosso corpo.

Portanto, se você tem dificuldades para dormir ou sente que não descansa o necessário e fica cansado ao longo do dia, quero te convidar a conhecer o curso de hipnose do IBND. Uma formação onde você irá descobrir as principais e melhores técnicas e ferramentas para a sua vida.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK