Conheça diferentes tipos de crença que podem estar limitando sua vida.

23/01/2022 às 20:20 PNL

Conheça diferentes tipos de crença que podem estar limitando sua vida.

Durante toda a nossa vida somos moldados por acontecimentos externos. Família, amigo, a sociedade em geral, o local onde vivemos — tudo isso cria estímulos que causam impacto direto na formação da nossa personalidade e, consequentemente, dos tipos de crença que carregamos, sejam elas fortalecedoras ou limitantes.

As crenças chamadas limitantes são marcas negativas que foram construídas ao longo da vida e que podem afetar o modo como nos relacionamos, como exercemos nosso trabalho e fazemos diferentes tarefas do nosso dia a dia.

Em outras palavras, são medos, pensamentos e “certezas” que nos impedem de conquistar objetivos. Desta forma, se uma pessoa cresceu acreditando que não tem potencial para empreender, por exemplo, dificilmente ela encontrá motivação para se arriscar no universo do empreendedorismo.

Por se tratarem de barreiras criadas a partir de percepções internas do indivíduo, as crenças limitantes podem ser combatidas, contanto que haja uma mudança de pensamento e de atitudes.

Neste conteúdo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) trazemos a você, leitor do nosso blog, alguns dos tipos de crença mais comuns e como você pode contorná-las para viver o melhor na sua vida.

Gostou do assunto? Então continue a sua leitura até o final!

Os tipos de crença mais comuns

A seguir, listamos seis das crenças mais comuns que podem prejudicar uma pessoa em qualquer fase da vida. 

  1. Hereditárias

Crenças que se referem a tudo aquilo que ouvimos e percebemos em nosso núcleo família, a crença limitante hereditária é, geralmente, adquirida ainda na infância e tem um grande poder contaminador.

Elas podem ser cultivadas por meio de expressões como: “você não faz nada direito”, “você é burro”, etc., ou por situações, tais como traições, o modo de tratar pessoas, a forma de lidar com dinheiro e assim vai.

  1. Sociais

São crenças impostas pela sociedade e também pela mídia. Há algumas crenças sociais bastante fortes, como o esteriótipo do corpo magro, que pode motivar um indivíduo a pensamentos negativos quanto ao alcançar padrões quase inalcançáveis. 

  1. Pessoais

Nossas experiências pessoais também moldam nossas crenças. Por exemplo, uma pessoa que é mandada embora do emprego dos sonhos, pode acabar desenvolvendo a crença de que não é um bom profissional.

As crenças pessoais estão muito ligadas as crenças de origem hereditária. Muito provavelmente, uma pessoa que cresceu ouvindo críticas terá dificuldades em acreditar que pode exercer uma função importante dentro de uma empresa. 

  1. Generalização

Uma crença limitante, muitas vezes, pode ser fruto de um pensamento generalizado. Um ótimo exemplo para que você entenda este tipo de crença, é um indivíduo que resolve abrir o seu próprio negócio, mas não obtém sucesso. Com isso, essa pessoa pode desenvolver a crença de que, como seu primeiro negócio não deu certo, os outros também darão.

Ou seja, o individuo acaba generalizando a situação e se auto impedindo que tentar novamente.

  1. De medo ou de desculpa

Muitas criamos desculpas para nós mesmos por simplesmente não querermos seguir em frente com um plano que seria bom para nós, seja por medo ou não.

Por exemplo, uma pessoa pode argumentar que não tem dinheiro para comer mais saudável, quando na verdade pode ser que ela simplesmente não queira abrir mão do que gosta de comer.

  1. Religiosa

A religião é famosa por doutrinar a pessoas, podendo gerar várias crenças limitantes. Quando, por exemplo, um homossexual escuta o padre da sua igreja afirmar que o relacionamento entre duas pessoas do mesmo sexo é pecado, este pode ser um grande limitador para que ele consiga assumir quem verdadeiramente é.

Como contornar estas crenças?

Você não precisa ser vitima de crenças limitantes. Tendo consciência dos tipos de crença que você carrega, fica muito mais fácil contorná-las.

E como você fará isso? Algumas atitudes podem ajudá-lo.

  1. Identifique as suas crenças limitantes. Ou seja, o que tem te impedido de realizar alguma coisa que você gostaria de fazer;

  2. Investigue e reflita sobre as possíveis causas que gerarão este tipo de crença;

  3. Defina seus objetivos e pense nas vantagens que você terá ao alcançá-los. Isso trará motivação para você superar aquilo que vem te limitando;

  4. Adote crenças fortalecedoras que fortaleçam sua caminhada rumo a novas conquistas.

Para acabar de vez com uma crença limitante, também pode ser interessante em métodos terapêuticos, tal como a Hipnose Clínica. Através da hipnoterapia é possível contornar as crenças que vem limitando sua vida com mais facilidade e agilidade, além deste método poder ajudá-lo a desenvolver mais autoconfiança e a ressignificar traumas do seu passado.

Quer saber mais sobre hipnose e, quem sabe, tornar-se um profissional capacitado para trabalhar com esta poderosa ferramenta? Não deixe de conhecer o curso de hipnose online do IBND.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK