Como desenvolver a paciência?

14/12/2021 às 22:24 Hipnose

Como desenvolver a paciência?

Uma das virtudes menos praticadas na sociedade atual, a paciência pode trazer muitos benefícios. Você sabia? Vem dar uma olhada!

O que é paciência?

A palavra paciência surgiu por volta do século 14 através do latim, é considerada uma virtude que traz diversos benefícios para o indivíduo e a sociedade.

Assim, a paciência é um tipo de perseverança silenciosa e constante, tida como uma virtude que nos torna pessoas melhores.

Uma das acepções de paciência é a ideia de que haverá um mundo melhor, com relação ao presente que nem sempre é como queremos. Dessa forma, a paciência seria uma manifestação da tranquilidade para realizar o que é preciso no momento presente e confiar nos resultados.

Como é uma pessoa paciente?

As pessoas pacientes geralmente são resignadas, têm resiliência, conseguem ser flexíveis frente a situações de contrariedade temporária, reagindo de forma adequada. Além disso, geralmente possuem o foco no momento presente, entendendo que os fenômenos são efêmeros e passageiros.

Além disso, as pessoas pacientes tendem a ser mais discretas e geralmente sabem que a paciência é um dos segredos das pessoas bem sucedidas e a qualidade de vida. Veja outras características da pessoa paciente:

  • calma;
  • centrada;
  • equilibrada;
  • planejada;
  • tranquila;
  • persistente;
  • ponderada;
  • pensa antes de agir;
  • saber esperar o melhor momento para tomar decisões;
  • sensata;
  • tolerante;
  • demonstra maturidade;
  • sabe enfrentar melhor as dificuldades; e outras.

Quais os impactos da paciência?

A paciência, como já dizia o pensador Jacques Rousseau, é amarga mas seus frutos são doces. Ela é um meio para conseguir alcançar objetivos e tomar decisões melhores, além de reduzir a probabilidade de erros. A jornada entre iniciar e terminar uma tarefa ou projeto pode ser longa, e os indivíduos sem paciência podem tender a desistir quando as coisas se tornam difíceis. Ela implica no autocontrole, ou seja, o controle de si mesmo e a tolerância, ao invés de querer tudo na hora em que queremos.

À medida em que exercitamos a paciência, ela se torna um meio de exercitar a habilidade de ter maior domínio sobre as próprias emoções e reações.

Por que as pessoas são impacientes?

Na sociedade atual vivemos tempos em que tudo deve ser feito imediatamente, sendo que não fazer algo de imediato ou não atingir um objetivo no curto ou médio prazo é visto como fraqueza, burrice e incapacidade. Há um sentimento comum de que tudo tem que ser para ontem. Isso pode gerar pessoas ansiosas e impacientes, que podem tentar controlar ou mudar o que está ao seu redor, e consequentemente, aparecem sentimentos de irritabilidade, ansiedade e até mesmo depressão.

As pessoas pacientes podem, nesta cultura, ser vistos como passivas, que aceitam tudo sem reclamar ou fazer barulho, quando a realidade não é bem essa.

As consequências da falta de paciência

A falta de paciência traz angústia, ansiedade e inúmeros conflitos relacionais. Quanto maior o nível de ansiedade, menor a paciência. As pessoas sem paciência tendem a ser irridas, ansiosas, nervosas, intolerantes, impulsivas, estressadas, raivosas, agir sem pensar, estar sempre com pressa, não saber esperar, não deixar o outro falar, inseguras, e que não apreciam a natureza.

Como desenvolver a paciência no dia a dia?

O melhor modo de se tornar mais paciente é praticar. Uma dica é iniciar desenvolvendo a capacidade de esperar calmamente diante da frustração ou adversidade, procurar estar mais presente durante filas de espera e observar-se durante esses períodos para enriquecer o autoconhecimento.

Respirar profundamente com mais frequência ajuda a se tornar consciente dos pensamentos, crenças e sentimentos que impactam como reagimos às situações. Tolerar atrasos, fracassos, provocações, erros e falhas, tanto as pessoais, como as dos outros, são exercícios para a paciência.

Observe quando você começa a ficar irritado e tiver vontade de reclamar. Você pode simplesmente esperar ou usar o tempo de espera com criatividade, tal como ler um livro ou assistir um vídeo interessante, além de conversar com outras pessoas e praticar a sociabilidade. Busque tornar o esperar algo divertido e útil, ao invés de ficar impacientemente tentando controlar o tempo. Veja abaixo outras dicas para exercitar a paciência:

  • Gerencie a irritação;
  • Não se concentre apenas no problema, mas procure soluções;
  • Não deixe que o orgulho lide com a situação;
  • Não tente provar que você está certo;
  • Respire fundo antes de responder mal a alguém;
  • Não boicote o seu desenvolvimento até aqui;
  • Confie nos resultados dos seus investimentos;
  • Crie diversos focos de motivação na sua rotina;
  • Busque uma boa balança emocional;
  • Construir um diálogo interior construtivo;
  • Observe sua motivação e perseverança;
  • Faça uma lista de tudo o que lhe deixa impaciente;
  • Classifique o que mais o deixa irritado e impaciente;
  • Comece a trabalhar a paciência naquilo que só dependa de você;
  • Chegue com alguns minutos de antecedência;

A diferença entre paciência e passividade

Embora muitas pessoas achem que a paciência é sinal de passividade, ambas são coisas diferentes. A passividade tem a ver com não fazer nada, enquanto a paciência consiste em esperar enquanto aquilo que desejamos chega, aceitando que as coisas nem sempre saem como imaginamos, mas que podemos apreciar totalmente o que temos aqui e agora.

Como lidar com uma pessoa impaciente?

Não é uma tarefa fácil lidar com pessoas impacientes e intolerantes, pois isso acaba se refletindo em nosso comportamento e tendemos a não saber reagir para não ofender com palavras e gestos. Por isso, quando se tem proximidade com a pessoa, é possível dizer-lhe que é preciso rever algumas de suas atitudes ou mesmo demonstrar que não gostou, de forma que a pessoa perceba que está passando dos limites. Caso não funcione, pode ser útil se afastar um pouco, respirar fundo antes de dar uma resposta e evitar conflitos desnecessários.

E você, quer se qualificar para promover bem estar e qualidade de vida? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK