Bullying no trabalho: o que é, como evitar e consequências

17/09/2021 às 18:07 PNL

Bullying no trabalho: o que é, como evitar e consequências

Ultimamente, muito tem se discutido sobre um tema que até pouco anos atrás era praticamente desconhecido em nossa sociedade: o bullying no trabalho. Essa prática nada saudável pode deixar traumas irreversíveis em suas vítimas. Por isso, esse post vai te mostrar o que é bullying no trabalho, como você pode evitar ser a próxima vítima dele e as consequências negativas para os colaboradores que sofrem com essa prática, que deve ser banida para sempre de nossas vidas. Boa leitura! 

O que é bullying no trabalho? 

Podemos dizer que é um conjunto de atitudes contínuas e intencionais de violência verbal, na maioria das vezes, e que tem o objetivo de ofender, isolar e até desmoralizar um ou mais colaboradores de uma empresa. É uma espécie de intimidação constante que está atrelada a fofocas, insultos, piadas de mau gosto, agressões e até ameaças sérias.

O bullying no trabalho pode ser verbal, sexual, moral, social, psicológico, físico, material e virtual. Os motivos para uma pessoa sofrer ataques de bullying podem ser os mais variados. Muitas vezes, somente pelo fato de um colaborador pertencer a uma etnia diferente ou por causa da sua orientação sexual, já é motivo para que o bullying no trabalho aconteça. 

Consequências do bullying no trabalho

Agora que você sabe o que é bullying no trabalho, conheça as consequências dele para quem sofre essa prática nada saudável: 

Queda na produtividade

Qualquer funcionário que sofre bullying no trabalho, automaticamente vai apresentar uma considerável queda na produtividade no dia a dia. Afinal de contas, sofrer ataques constantes e maldosos todos os dias, não deixa nenhum colaborador exercer as suas atividades como deveria. E isso se traduz em uma queda na produtividade diária. 

Abalo da autoconfiança

Imagine você chegar na empresa para trabalhar e, logo de cara, começar a ouvir piadas maldosas, ofensas e até insultos. A sua autoconfiança seria a primeira a ser afetada, certo? Por isso, sofrer bullying no trabalho também pode trazer consequências negativas para a confiança de qualquer pessoa. Se você souber como ter inteligência emocional poderá evitar ser uma vítima do bullying. 

Falta de motivação

É bastante provável que qualquer colaborador que esteja sofrendo bullying no trabalho fique totalmente desmotivado no dia a dia. Ficar o tempo todo sendo vítima de ofensas, comentários negativos ou fofocas, pode fazer a motivação sumir por completo. E quando perdemos a motivação com o trabalho, a nossa saúde mental também pode ficar comprometida. 

Alto nível de estresse

Pode até não parecer, mas sofrer bullying no trabalho também pode deixar a vítima dessa prática com os nervos à flor da pele, o que aumenta o nível de estresse. Afinal de contas, estar inserido em um ambiente tóxico em que a negatividade e o bullying estão sempre presentes, pode ser extremamente estressante para qualquer um.

Mais ausências no trabalho

Um funcionário que sofre bullying no trabalho, possivelmente vai ter um número maior de ausências, justamente por todos os motivos citados acima. Pelo fato da sua saúde mental estar comprometida, ele não vai sentir a mínima vontade de ir trabalhar, pois sabe das consequências negativas que essa prática acabou trazendo para si mesmo. 

Baixa autoestima

Você trabalharia em uma organização em que o bullying no trabalho está presente e que os gestores parecem coniventes com essa situação nada agradável? Provavelmente não. Um colaborador que sofre bullying também pode ficar com baixa autoestima, já que as ofensas e ataques constantes podem afetar a moral e até isolar a vítima dessa prática. O resultado é uma autoestima praticamente inexistente. 

Dores musculares devido ao estresse acumulado

Por causa do estresse acumulado provocado pelo bullying no trabalho, podem aparecer fortes dores musculares, principalmente na região do pescoço. E esse incômodo pode atrapalhar bastante a execução das atividades, já que sentir esse tipo de desconforto por causa do nível de estresse elevado pode ser extremamente desgastante. Alguns exercícios de PNL podem te ajudar a aliviar a tensão do dia a dia. 

Traumas e depressão

Você sabia que bullying no trabalho também pode causar fobias e depressão em suas vítimas? É verdade! Ser bombardeado o tempo todo com calúnias, ofensas e intimidações, pode deixar até o colaborador mais competente da empresa, cheio de fobias e traumas. O bullying, dependendo do tempo que é praticado, também pode causar depressão severa em suas vítimas. 

Como evitar o bullying no trabalho? 

Agora que você está por dentro das consequências negativas do bullying no trabalho na vida do funcionário que é vítima dele, saiba como você pode evitar que essa prática aconteça em sua empresa: 

Implantar uma política de intolerância ao bullying 

O gestor deve sempre estar atento quanto a prática de bullying no trabalho. Uma boa medida para evitá-lo é implantar uma política de intolerância a qualquer tipo de atitude que seja identificada como bullying. Nesse caso, deve-se aplicar penalidades severas e que inibam essa prática. 

Inovação tecnológica para denúncias

Também é possível contar com a ajuda da tecnologia para se evitar o bullying no trabalho. O gestor pode implantar canais de comunicação para que as vítimas relatem o que está acontecendo, detalhadamente. Ficar sofrendo bullying sem saber o que fazer ou a quem recorrer, pode ser angustiante.  

Treinamentos constantes

Por fim, o gestor também pode investir em treinamentos constantes ou em um curso de coaching, para reforçar a necessidade de não praticar o bullying no trabalho. O ideal é que todos os colaboradores participem, para que reconheçam a importância de excluir essa prática de uma vez por todas das suas vidas. 

Viu como o bullying no trabalho é coisa séria, traz consequências negativas e deve ser evitado? Por isso, cada colaborador deve contribuir para que o ambiente de trabalho seja o mais saudável possível. 

Venha para o IBND

Os cursos do IBND são ministrados por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

O IBND oferece soluções personalizadas que podem contribuir para o seu sucesso profissional e pessoal. Em nossa instituição, cobramos um preço justo e priorizamos o seu aprendizado. Estamos te esperando!

 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK