Autoestima baixa: como identificar e superar esse problema

14/01/2021 às 19:26 PNL

Autoestima baixa: como identificar e superar esse problema

Muitas pessoas possuem a baixa autoestima, esse problema é bastante comum e dificulta a convivência social, impõe limitações e alimenta crenças limitantes que acabam impedindo pessoas de seguirem o seu desenvolvimento pessoal.

Em parte dos casos, a autoestima baixa está ligada a insatisfações com o corpo, quando a pessoa não se sente feliz com a sua aparência, mas também pode ser referente a falta de conquistas profissionais.

O que é autoestima?

A autoestima é o sentimento de estima de si, como descreveu Freud. Basicamente, a autoestima está ligada ao ego, a forma como uma pessoa se enxerga no mundo, ou seja, o que ela acha de si mesma.

A percepção que formamos de nós mesmos é que nos faz alimentar sentimentos de superioridade ou de inferioridade, no caso da baixa autoestima. Este misto de sentimentos e emoções influencia diretamente o nosso dia a dia e o bem-estar.

Quais são os sintomas da baixa autoestima?

A autoestima baixa está ligada a problemas para se aceitar, a falta de amor-próprio e de autoconhecimento. Quando uma pessoa não se sente bonita ou não se sente capaz de fazer alguma coisa, ela está com uma péssima autoestima e precisa reconhecer isto.

Para facilitar este entendimento, é preciso identificar os principais sintomas da baixa autoestima, confira abaixo:

  • Se achar culpado de tudo
  • Ser perfeccionista
  • Não ter confiança em si
  • Não aceita ou reconhece as próprias limitações
  • Se acha incapaz de fazer certas atividades
  • Não lida bem com a rejeição
  • Timidez excessiva
  • Tem medo de enfrentar desafios
  • Sempre está se comparando a outras pessoas
  • Não reconhece as próprias conquistas

Outros fatores como a maternidade, a obesidade e o desemprego podem desencadear esse problema. Estes são gatilhos que facilitam o surgimento da autoestima baixa.

Como superar a autoestima baixa?

A baixa autoestima é uma forma de depreciar a si mesmo. Então, é importante encontrar maneiras de superar a falta de autoestima, recomendamos que você leia e siga as dicas abaixo para melhorar a sua autoestima e se tornar uma pessoa mais feliz, confira:

Pare de se culpar

Quando uma pessoa não pratica a autoaceitação, ela se acha culpada de tudo. Esse sentimento constante de culpa é capaz de jogar a autoestima lá embaixo, fazendo com que fiquemos presos a crenças inverídicas e que nos limitam.

Dessa forma, o primeiro passo para superar a autoestima baixa é deixar de se culpar. Lembre-se que tudo o que vivemos é experiência e que não devemos nos martirizar por nossos próprios erros. A melhor forma de responder a isto é buscando fazer melhor.

Conheça o nosso curso de pnl.

Pare de se comparar com outras pessoas

A internet gerou um turbilhão de comparações. No mundo em que vivemos rodeados das notificações de redes sociais, se comparar a outras pessoas ficou bem mais fácil. Isso faz com que pessoas se comparem e se coloquem para baixo, já que se sentem “superados” por outras pessoas.

Isso gera a insatisfação pessoal e profissional. Portanto, é importante deixar as redes sociais de lado, parar de se comparar com amigos, famosos ou familiares e se lembrar que não existe base de comparação, que cada pessoa possui suas próprias experiências e seu próprio tempo para atingir seus objetivos.

Desenvolva a autoconfiança

A autoconfiança é uma habilidade importante no dia a dia, desenvolvê-la é essencial para acreditar em si mesmo. Se você deseja acreditar na sua capacidade, trabalhar essa competência é um fator fundamental.

Com a confiança em alta, será muito mais fácil alcançar seus objetivos, já que você terá mais otimismo sobre suas próprias capacidades. Quando sua mente for autoconfiante, você será muito mais bem-sucedido, o pensamento positivo ajudará no seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Pratique a autoaceitação

Falamos em um tópico acima que é preciso parar de se culpar para melhorar a autoestima. E uma forma de fazer isto é praticar a autoaceitação. Com isso, você aceitará os seus próprios erros e limitações, se perdoará e poderá seguir em frente.

É preciso ter compaixão consigo mesmo, tomando atitudes que relevem erros, que te ajudem a se aceitar e a tomar melhores decisões em sua vida.

Comemore suas pequenas conquistas

Uma maneira de fortalecer sua confiança é comemorar as pequenas conquistas do dia a dia. Quando uma pessoa deixa de reconhecer as pequenas vitórias, de agradecer por estar vivo, ela acaba estimulando a autoestima baixa.

Por isso, é importante se incentivar e comemorar qualquer pequena vitória com um agradecimento ou uma recompensa.

Viva o presente

A autoestima baixa também é alimentada por pensamentos do passado ou pressões em relação ao futuro. Por isso, é importante viver no presente, pensar no agora, se preocupar com o que você pode viver hoje.

Então, é importante que você foque no que você pode fazer neste momento, é preciso que você se alegre hoje, viva hoje e dê o melhor de si.

Venha fazer o nosso curso de Practitioner em PNL!

Temos a melhor Formação em PNL do Rio de Janeiro. Não perca mais tempo e aprenda tudo sobre a programação neurolinguística para transformar a sua vida!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK