Arteterapia e desenvolvimento humano

13/08/2021 às 19:57 Hipnose

Arteterapia e desenvolvimento humano

Diversas técnicas podem ser utilizadas para facilitar e acelerar o processo de desenvolvimento humano, dentre elas a arteterapia. Você conhece essa abordagem? Então dá uma olhada!

O que é arteterapia?

Arteterapia é uma área de atuação profissional que utiliza recursos artísticos com finalidade terapêutica. Na definição da Associação Brasileira de Arteterapia, é um modo de trabalhar utilizando a linguagem artística como base da comunicação cliente profissional. Sua essência é a criação estética e a elaboração artística em prol da saúde. Conforme delimita a Associação, a arteterapia é uma especialização destinada a profissionais com graduação na área da saúde, como Psicologia, Enfermagem e Fisioterapia, embora se reconheça sua utilização por pessoas formadas nas áreas das artes e da educação, desde que sem o enfoque clínico. A arteterapia usa a atividade artística como instrumento de intervenção profissional para a promoção da saúde e a qualidade de vida, abrangendo hoje as mais diversas linguagens: plástica, sonora, literária, dramática e corporal, a partir de técnicas expressivas como desenho, pintura, modelagem, música, poesia, dramatização e dança.

É um método baseado no uso de várias formas de expressão artística com uma finalidade terapêutica, ou seja, não é mero entretenimento, mas, sim, uma forma de linguagem que permite à pessoa comunicar-se com os outros.

Características da arteterapia

As características ou pressupostos fundamentais da arteterapia são:

  1. A expressão artística revela a interioridade do homem, fala do modo de ser e visão de cada um e seu mundo.
  2. Por intermédio desse ‘fazer arte', expressar-se, o terapeuta pode estabelecer um contato com o cliente possibilitando a este último o autoconhecimento, a resolução de conflitos pessoais e de relacionamento e o desenvolvimento geral da personalidade.
  3. A atividade expressiva se torna um instrumento à expressão e à reflexão dos sujeitos.

Vantagens da arteterapia

Dentre as vantagens da arteterapia, ela pode ser utilizada como recurso no contexto da clínica, da educação, da comunidade, da saúde pública, das empresas, em intervenções na área de dificuldades físicas, cognitivas, emocionais e sociais junto a indivíduos, famílias, grupos sociais e equipes de trabalho. Uma característica comum às terapias com arte é que, por meio da vivência expressiva, o sujeito pode dar-se conta do que de fato sente e, durante esse processo, pode verdadeiramente fazer algo que assim o represente e a ele faça sentido.

Expressão não-verbal

No contexto da arteterapia, as modalidades de expressão não-verbais assumem importância maior, principalmente na relação terapeuta-criança, uma vez que o comportamento revela alguns sinais da comunicação não-vertal da criança expressos pelo corpo, tais como: postura, olhar, orientação dos gestos e movimentos corporais, expressão emocional, expressão facial, aproximação ou distanciamento do espaço pessoal e conduta tátil. Elementos expressos pela entonação da voz e pela velocidade da pronúncia, entre outros, são importantes de serem analisados como expressão do pensamento ao lado da comunicação verbal.

Dessa forma, o conteúdo não-verbal favorece a capacidade do profissional de saúde de perceber com maior nitidez sentimentos do cliente, suas dúvidas e dificuldades de verbalização, ademais, auxilia potencializar sua própria comunicação, enquanto elemento transmissor de mensagens.

A expressão não-verbal é predominante na arteterapia, e as formas de intervenção destinam-se ao confronto com conteúdos inerentes a processos psíquicos primários e pré-verbais.

Como o arteterapeuta atua?

O arteterapeuta intervém através da utilização da palavra durante o desenrolar dos processos expressivos, não de forma abusiva, pois ela poderá dificultar o aprofundar na psique. Após o término das atividades plásticas, a palavra poderá ser mais produtiva, com o objetivo de melhor expor as experiências subjetivas, de maneira às vezes mais profunda. De qualquer forma, antes ou depois da palavra, com ou sem ela, o indivíduo já terá experimentado dentro de si, algo que efetivamente a arteterapia tem de maior eficácia terapêutica, como: expressar, configurar e materializar conflitos e afetos.

Arteterapia e desenvolvimento humano

A atividade criadora é compreendida como um processo no qual o sujeito reorganiza diversos elementos da sua experiência, combinando-os de modo diferenciado e, com isso, produzindo o novo, gerando um autoconhecimento singular. O indivíduo em desenvolvimento parte do que está dado, do que é conhecido, e reconfigura a partir da imaginação, o que culmina na materialização na realidade, trazendo consigo uma nova forma, que se distingue em seu poder transformador frente à realidade da qual partiu.

Alguns autores trazem a arteterapia como tendo o propósito fundamental de resgatar a criatividade na vida, ou seja, contribuir para que o sujeito aprenda a lidar criativamente com os limites que a vida lhe impõe, transformando-se em artista da própria vida. Isso porque a arteterapia abre realidades alternativas na qual o indivíduo pode perceber, figurar a reconfigurar suas relações consigo, com os outros e com o mundo.

A arteterapia hoje

Hoje a arteterapia não está mais restrita aos consultórios, sendo um valioso instrumento para intervenções também nas áreas da Psicologia social, escolar, organizacional, da saúde e hospitalar.

Muito utilizada por abordagens psicanalíticas, a arteterapia entra como um espelho, que reflete diversas informações, estabelecendo uma ponte no diálogo entre consciente e inconsciente. As imagens produzidas no fazer artístico são abordadas como em um procedimento psicanalítico, podendo ser ligadas a conteúdos de sonhos, fantasias, medos, memórias infantis e conflitos atuais vividos pelo sujeito. Assim, a psicanálise atual vê a arteterapia como uma forma de reconhecimento do indivíduo, independentemente de ter ou não um treinamento artístico, possuindo a capacidade de projetar seus conflitos interiores em formas visuais. Dessa forma, a arteterapia tem sido uma eficaz ferramenta para comunicação entre o consciente e o inconsciente.

E você, ficou interessado em novas abordagens em saúde? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!

Referências:

REIS, A.C. Arteterapia: a arte como instrumento no trabalho do psicólogo. Psicol. cienc. prof. 2014;34(1).

VALLADARES, A.C.A. & CARVALHO, A.M.P. A arteterapia e o desenvolvimento do comportamento no contexto da hospitalização. Rev. esc. enferm. 2006;40(3).


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK