Aprenda a reconhecer os sinais de um trauma não curado

25/10/2021 às 16:04 Hipnose

Aprenda a reconhecer os sinais de um trauma não curado

Será que você carrega algum trauma não curado com você? Quase todas as pessoas vivenciam traumas de uma forma ou de outra ao longo da vida. Esses traumas resultam de diversos fatores, tais como ausência dos pais, relacionamentos abusivos ou mesmo a perda de uma pessoa querida. 

A angústia profunda do trauma pode acontecer em qualquer idade e durar muitos anos, afetando gravemente a saúde mental, especialmente se esta experiência traumática foi vivenciada durante a infância ou adolescência. 

Mesmo que estejam cientes que certos eventos em nossas vidas foram traumatizantes, nós raramente fazemos o trabalho de tentar se curar desses eventos. Mas porquê isso acontece? 

Emoções dolorosas como culpa, tristeza e raiva, são demais para a nossa mente suportar. E ao invés de processarmos e buscarmos entender nossas emoções e pensamentos, os enterramos em nossa mente subconsciente onde, ao longo do tempo, eles tendem a causar estragos. 

Negligenciar nossas traumas de infância é permitir que eles, furtivamente, comecem a impactar nossa vida seja a nível pessoal, social e até mesmo profissional. Um trauma jamais será curado de uma hora para outra, nossa mente só pode ser restaurada por meio de ações e pensamentos intencionais.

Portanto, se você pensa que se curou de um trauma ou que aquela experiência não foi tão traumatizante assim, você poderá ficar surpreso com alguns sinais de trauma não curado que nossos profissionais do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) separaram para apresentar para você.

  1. Lembranças recorrentes da situação vivida

Assim como os pesadelos, muitas pessoas traumatizadas também sofrem com flashbacks do evento traumático. Estes flashbacks costumam ser desencadeados por situações ou locais que lembrar o acontecido, e muitas vezes fazem com que as emoções vivenciadas venham à tona. 

  1. Dor física não diagnosticável

O estresse afeta o nosso corpo físico de muitas formas diferentes. Mesmo que não consigamos nos lembrar do evento traumático, nosso corpo físico responde ao estresse daquele trauma para liberar a dor de uma forma ou de outra. Este sintoma de um trauma não curado pode se manifestar, por exemplo, por meio de dores no peito, dores de cabeça, problemas digestivos, etc. 

  1. Depressão e ansiedade

O trauma não curado pode desencadear sintomas de depressão e ansiedade na pessoa, mesmo que este trauma tenha acontecido há muito tempo. Uma pessoa que sempre se sente nervosa, por exemplo, pode sofrer de ansiedade de crônica — um transtorno que se manifesta como um sentimento intenso e excessiva preocupação. 

  1. Machucar a si mesmo ou aos outros

O trauma deixa nossas emoções e comportamentos descontrolados. Podemos agir de forma triste quando estamos felizes, com raiva quando estamos desapontados. E quando as emoções ficam intensas, nosso comportamento também se intensifica e, deste maneira, podemos acabar machucando a nós mesmos ou aos outros, mesmo que de forma não intencional. 

  1. Dificuldade para se concentrar

O trauma muda a nossa psicologia, consequentemente, afetando a fisiologia do nosso cérebro. A dificuldade de concentração e a perda de memória são efeitos colaterais típicos de experiências traumáticas, esta pode ser a maneira que a sua mente encontra para dizer que precisa de ajuda. 

  1. Medo do fracasso

O medo do fracasso é comum mesmo em quem não passou por um trauma intenso. Porém, quando este medo se torna muito forte e impede que a pessoa tente coisas novas, pode ser um sinal doentio de um trauma não curado. O sucesso é arte de tentar e falhar, e se você tem tanto medo do fracasso que perde oportunidades sua situação não irá melhor num passe de mágicas. Traumas não resolvidos nos levam a acreditar na nossa incapacidade.

  1. Dificuldade em pedir ajuda

Você acha difícil falar com outras pessoas sobre seus sentimentos? Este pode ser um sinal de que você dificuldade em pedir ajuda, mesmo com as pequenas tarefas da sua vida. Essa recusa em confiar nos outros pode ter origem de seus maus tratos do passado. 

  1. Autoimagem negativa

Existem muitos tipos diferentes de trauma e, mesmo assim, cada experiência será diferente. No entanto, na maioria das vezes, o trauma diminui nossa autoestima. Especialmente quando o trauma está enraizado nos primeiros anos de vida, a vítima pode questionar sua autovalorização. 

Traumas: é possível se curar através da hipnose?

Sim, a hipnose é uma ferramenta poderosa para curar trauma do passado. Através das sessões de hipnoterapia, o profissional conduz a pessoa para um estado de transe profundo, e isso permite que o hipnólogo consiga fazer uma ressignificação dos eventos traumáticos, diminuindo ou até mesmo eliminando-os da sua mente. 

A hipnose localiza a origem de um trauma e faz com que a pessoa consiga sentir todos os acontecimentos de uma maneira diferentes, menos dolorosa e mais positiva. 

Quer aprender as técnicas da hipnose em uma instituição de renome em todo o Brasil? O IBND oferece soluções personalizadas para que você se cure de traumas não curados e viva uma vida mais feliz consigo mesmo e com os outros. 

Com uma didática única e aprovada por nossos alunos, o curso de hipnose online, ajudam a formar profissionais preparados para o mercado. Saiba mais e escolha a sua evolução pessoal e profissional!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK