Anamese para Hipnose: o guia completo para um atendimento eficaz e de qualidade!

20/05/2021 às 14:47 Hipnose

Anamese para Hipnose: o guia completo para um atendimento eficaz e de qualidade!

A Anamnese para Hipnose é o momento onde o profissional responsável por comandar a sessão de hipnose passa a conhecer seu cliente, desde informações básicas como seu nome, a informações mais profundas como lembranças da infância.

Ou seja, a anamnese é um termo utilizado por profissionais da hipnoterapia, psicologia, medicina e demais áreas da saúde para se referir à entrevista que deve ser feita antes da consulta propriamente dita.

A ficha de anamnese para hipnose: o que deve conter?

A ficha de Anamnese para Hipnose deve ser realizada logo na primeira sessão pelo profissional de hipnoterapia, independente se o cliente irá fazer apenas uma sessão ou dez sessões. E para que você possa preencher esta ficha de anamnese de forma mais completa possível, algumas informações são de vital importância.

A seguir, nós do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) preparamos um guia completo do que NÃO deve ser esquecido no momento de preencher a Anamnese para Hipnose do seu cliente. Vamos lá? Muita atenção!

  1. Qual o nome do cliente?

Sei que esta pergunta pode parecer muito simples. Mas vamos supor que o nome do seu cliente é Rafael e que o apelido dele é Rafa. Será que o apelido deste cliente será mais eficaz no processo de hipnotização ou é melhor chamá-lo pelo nome inteiro?

Às vezes, este cliente tem um amigo ou familiar muito próximo que é chamado de Rafa e se você não tiver acesso a esta informação no momento de preencher a ficha de Anamnese todo o resto do processo de hipnose pode ocorrer de forma errada!

  1. Informações básicas

Além de tomar nota do nome e apelido do cliente – se ele tiver –  anote algumas informações básicas como data de nascimento, idade, estado civil, sexo, orientação sexual, religião, etc.

E por que estas informações básicas podem ser de extrema importância? Num caso de Regressão hipnótica, por exemplo, se você pergunta ao cliente em que ano ele está, você será capaz de saber quantos anos ele tem naquele momento do transe, ou seja, você não precisa perguntar a ele quantos anos ele tem naquele momento.

E por que isso é importante? Quando perguntamos ao cliente quantos anos ele tem naquela lembrança estaremos lidando com a mente consciente que é a responsável por calcular datas e lidar com números, e não queremos isso. Queremos manter a pessoa na mente inconsciente!

Ou seja, todas estas informações básicas são importantes para que façamos as perguntas certas no momento da sessão de hipnose!

  1. Cidade e Local de Nascimento

Além de serem informações úteis, saber a cidade e o local de nascimento da pessoa são essências. Pois, pode acontecer do seu cliente ter nascido numa cidade bem pequena do interior, mas hoje ela morar num grande centro comercial como São Paulo, por exemplo.

E de repente, durante a sessão de hipnose, este cliente pode passar informações para você sobre o local em que ele esta e você será capaz de identificar instantaneamente que ele, por exemplo, está na cidade em que nasceu ou que morou quando ainda era criança.

E você pode explorar mais afundo esta jornada de migração do seu cliente indo além da cidade de nascimento e atual moradia dela. Será que este cliente morou durante um curto período de tempo numa cidade intermediária para fazer faculdade ou por conta do trabalho? Esta pode ser uma informação crucial em alguns casos!

  1. Nomes dos familiares, amigos e conhecidos

Estas informações são crucias. Pois, pode acontecer do Rafael (o nosso cliente fictício) estar falando da Laura. Você como hipnotizador, vai saber quem é esta pessoa? Será que é a irmã? Mãe? Amiga? Não tem como adivinhar!

Por isso, colher o nome de todas as pessoas que são importantes na vida do seu cliente é essencial na fase de Anamnese para Hipnose!

  1. O seu cliente tem algum vício?

Saber se o seu cliente tem problemas com bebidas alcoólicas, drogas licitas ou ilícitas é muito importante. Será que o seu cliente fuma cigarro? É um ex alcoólatra? Esta compreensão é vital para que você como profissional de hipnose possa guiar a sessão de modo a combater traumas e vícios decorrentes desta questão.

  1. A experiência do seu cliente com a hipnose

Seu cliente já foi hipnotizado ou não? Como foi a experiência de hipnotização se o seu cliente já passou por uma sessão de hipnose? O que ele pensa sobre a hipnose?

E o mais importante: o que ele busca com a hipnoterapia?

Se ele relatar que está buscando acabar com um determinado problema, pergunte para ele quando esse problema começou? Provavelmente ele não saberá responder a esta pergunta ou se responder não saberá exatamente quando de fato começou, por que o que ele pode achar que é não obrigatoriamente é o que deu “start” ao trauma.

Quer conferir outras dicas importantes sobre hipnose?

Se a hipnose e, sobretudo, a hipnoterapia é um assunto que te interessa e chama a sua atenção, conheça outros artigos no blog do IBND. Todos os dias postamos conteúdos novos e atualizados com o universo da hipnose para que você fique por dentro de tudo que está rolando dia após dia.

E se você quer se tornar um hipnólogo e garantir seu certificado como profissional nesta técnica em ascensão no Brasil, eu te convido a conhecer o curso de hipnose 100% online do  nosso instituto.

Desenvolvido para profissionais como terapeutas, psicólogos, psiquiatras, médicos, dentistas, pedagogos, etc., a formação em hipnose do IBND é um curso completo com conteúdo extenso e sempre atualizado para formar profissionais preparados para sessões de hipnoterapia e hipnose regressiva com PNL. Conheça!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK