Zumbido no ouvido (tinnitus): quais as causas e como se livrar com a hipnose

02/06/2022 às 14:04 Hipnose

Zumbido no ouvido (tinnitus): quais as causas e como se livrar com a hipnose

Imagine o quão incômodo deve ser passar às 24 horas do seu dia com um chiado nos ouvidos. O zumbido no ouvido, ou tinnitus como é menos comumente chamado, atinge cerca de 15% da população geral, com especial atenção para os 33% dos idosos, segundo um estudo da Revista Brasileira de Otorrinolaringologista. 

Além de afetar a concentração do indivíduo, o tinnitus pode prejudicar o sono provocando insônia e até mesmo afetando a saúde mental

A boa notícia é que tal problema tem tratamento na grande maioria dos casos. No entanto, por ter causas variadas, é preciso antes de tudo descobrir a origem do zumbido no ouvido para receber a indicação correta de como proceder.

Neste post do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) você vai acompanhar as causas mais comuns do incômodo zumbido e as possibilidades de tratamento, inclusive até mesmo com o uso da Hipnose Clínica.

O que é Tinnitus?

Também conhecido como tinido, acufeno ou, simplesmente, zumbido no ouvido, o Tinnitus trata-se de uma ilusão auditiva, onde o indivíduo ouve um barulho, mas o som não é de nenhuma fonte externa.

Este acontecimento se deve a uma alteração nas atividades dos núcleos cerebrais da audição que enviam estímulos interpretados como sons, mesmo sem a existência de um ruído concreto.

Zumbido no ouvido: quais as causas para o seu surgimento?

Inúmeros fatores podem provocar o zumbido no ouvido. Para identificar a causa, portanto, é preciso realizar uma consulta com um otorrinolaringologista ou um fonoaudiólogo para que ele faça testes e solicite exames quando necessário. 

Dentre as principais causas do Tinnitus, podemos citar as seguintes:

  1. Envelhecimento: normalmente, o zumbido no ouvido é o primeiro sintoma que indica a perda de audição na terceira idade. 

  2. Excesso de barulho: após se exporem a barulhos de volume alto, muitas pessoas percebem um zumbido, o que é bastante comum, desde que o sintoma dure um ou dois dias no máximo.

  3. Medicamentos: algumas formulações medicamentosas como antibióticos e antidepressivos também podem provocar o tinnitus.

  4. Lesões no ouvido: neste caso específico, além do zumbido, sintomas como dor, sangramento ou perda auditiva também podem ser observados.

  5. Alimentação: determinados alimentos contêm substâncias que estimulam o sistema nervoso central influenciando na audição. Por exemplo, a cafeína presente no café, energético, refrigerantes, etc.

Nem sempre um problema no ouvido é a causa do zumbido

Como é possível notar avaliando as causas do zumbido no ouvido, fica bastante claro que nem sempre esse incômodo tem sua origem no ouvido em questão. 

Dietas alimentares incorretas, estresse, dores musculares, alterações na tireoide, no sistema digestivo e neurológico, são somente alguns dos fatores que podem gerar o Tinnitus. 

Atualmente, o zumbido no ouvido é mais comum que a asma, diabete ou a própria perda de audição. Portanto, está longe de ser um problema raro, sendo que o tratamento é complicado visto que se trata de algo invisível e, muitas vezes, difícil de identificar. 

Ademais, as dores que se originam num lugar, mas refletem em outro é outra possível causa do zumbido.

Uma pessoa com histórico de trauma na cabeça ou no pescoço, manipulação dentária e até aquelas que realizam exercícios físicos de forma indevida, podem relatar o incômodo com zumbidos frequentes nos ouvidos.

Em outros indivíduos, pontos gatilhos de dor quando pressionados irradiam a dor para outras partes do corpo, incluindo o ouvido. A este fenômeno chamamos síndrome dolorosa miofascial e, em casos como esse, a fisioterapia é a melhor indicação para aliviar a intensidade do zumbido e da dor. 

Atenção! O zumbido auditivo pode ter causa emocional

As emoções estão diretamente ligadas a nossa saúde e nosso bem estar. E reprimi-las pode causar consequências negativas para a nossa saúde. 

Muitas pessoas adquirem o zumbido no ouvido em decorrência de problemas físicos. Outras por sua vez, que já enfrentam problemas emocionais como a depressão e a ansiedade notam o zumbido surgir gradualmente, piorando seu quadro emocional.

Qual a relação entre depressão e zumbido no ouvido?

Sabemos que a depressão, assim como a ansiedade, podem causar alterações profundas nos neurotransmissores, atrapalhando o funcionamento e ajuste das atividades do sistema nervoso central, tais como os ajustes por perdas auditivas, por exemplo. 

Além disso, situações de estresse podem causar apertos exagerados da musculatura mastigatória. E a compressão das áreas vascularizadas próximas da região do ouvido atrapalham a passagem sanguínea, diminuindo a oferta de oxigênio às células e causando o envio de sinais ao cérebro que podem se juntar a informações já existentes, como o zumbido.

O zumbido no ouvido pode ser tratado com hipnose?

Para além dos zumbidos por causas físicas, é plenamente possível afirmar que a hipnose é uma ferramenta bastante eficiente para tratar causas de Tinnitus de origem emocional. 

Logicamente, o trabalho hipnótico para tratar zumbidos auditivos não substitui o acompanhamento médico, mas serve como potencializador do tratamento ao qual o paciente está submetido.

Entendendo isso, vamos explicar os dois métodos através dos quais a hipnoterapia pode se valer para tratar o zumbido no ouvido. 

O primeiro método envolve condicionar o cliente a simplesmente ignorar a experiência incômoda. Essa forma de terapia usa da ideia de que os seres humanos tendem a evitar certas experiências sem importância de sua mente consciente. Dessa forma, o trabalho é feito a partir de uma sugestão hipnótica, onde o paciente é levado a acreditar que o zumbido é algo insignificante e que, portanto, deve ser ignorado.

Por sua vez, o segundo método baseia-se na ideia de que o zumbido no ouvido é gerado por algum estresse emocional;

Nesta forma de hipnose para tratar o Tinnitus, o hipnólogo pede ao paciente que ele volte a um ponto do seu passado antes de suas primeiras memórias com o zumbido. Descoberto o Evento Causador Inicial (E.C.I) é possível trabalhar em cima daquela lembrança/experiência para diminuir e até mesmo extinguir o zumbido. 

Bastante interessante, não é mesmo? Se você quer descobrir muito mais sobre o trabalho da hipnose clínica na promoção do bem estar, qualidade de vida e tratamento de pacientes, não deixe de conhecer a Formação em Hipnose oferecida pelo IBND e ministrada pelo pedagogo e hipnólogo, Rodrigo Huback. 

Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK