Validação emocional: o que é, como e por que usá-la?

01/01/2022 às 20:20 Hipnose

Validação emocional: o que é, como e por que usá-la?

Você já ouviu falar ou leu em algum lugar o termo “validação emocional”, mas não conseguiu compreender do que se trata?

Popularizada ao passo em que a preocupação com a saúde mental ganhou novas proporções nos últimos anos, a validação emocional trata-se de um processo de aprendizagem, compreensão e empatia para com a experiência emocional de outro indivíduo. 

E para que você possa compreender o que de fato ela é, trouxemos uma situação hipotética para abrir a nossa discussão sobre o tema:

Suponhamos que você está passeando na orla da praia e, de repente, é assaltado por um jovem que leva sua bolsa com pertences de bastante valor para você. Após o ocorrido, você vai para casa e relata ao seu cônjuge o ocorrido, e ele a cobre de repreensões quanto a sua falta de cuidado e de reação. 

Obviamente, ele expressa sua preocupação, mas a partir deles mesmos e apenas com a situação, sem se atentar para o seu lado emocional. Tudo que você precisava era de um abraço e ombro amigo. 

Frente a uma atitude como esta que invalida o nosso emocional, podemos vivenciar uma experiência de não merecimento do direito de sentir. E neste contexto, cabe a importância de falarmos sobre a validação emocional.

Mas, afinal de contas, o que significa validar uma emoção?

Validar uma emoção ou o relato de outra pessoa é um ato de muito valor que constitui um dos pilares fundamentais dentro do campo das intervenções psicológicas. 

Mas o que é validação? Validação é tomar perspectiva e enxergar uma situação a partir da experiência do outro, deixando de lado o seu ponto de vista. É se desapegar de qualquer julgamento que você tenha em mente. É perceber a expressão emocional do outro (pelo tom de voz, linguagem corporal e facial) e comunicar, de modo gentil. 

E o que podemos validar? É possível validar emoções, pensamentos, posicionamentos e opiniões, fatos de uma situação, sofrimentos, dificuldades e experiências. 

A validação emocional é extremamente importante para melhorar as relações interpessoais, aproximar pessoas e facilitar a construção de confiança e respeito mútuo. 

Cabe lembrar que esta validação deve ser uma via de mão dupla: tanto quem valida quanto quem é validado podem sentir os benefícios dessa atitude.

As faces da invalidação emocional

Em contrapartida, a invalidação emocional ocorre quando pessoas rejeitam, ignoram, minimizam ou até mesmo julgam nossos estados emocionais.

Infelizmente, às vezes podemos estar atuando no papel de invalidador sem nem mesmo percebermos. Estamos cometendo esse erro sempre que:

  • Não prestamos atenção aos sentimentos dos outros e tiramos conclusões precipitadas que nos impede de fornecer o apoio necessário.

  • Assumimos que o outro deve sentir o mesmo que nós e reagir da mesma maneira.

  • Tentamos “consertar” o sentimento do outro, assumindo que o estado no qual ela se encontra pode ser abandonado.

  • Minimizamos os sentimentos dos outros dizendo frases como “não é tã ruim” ou “tem gente muito pior do que você”.

  • Julgamos emoções e culpamos a pessoa por reagir de uma certa maneira. 

A partir de hoje comece a presta mais atenção as suas atitudes frente as emoções dos outros. Não seja um invalidador emocional!

Os níveis de validação que podemos e devemos praticar

  1. Esteja presente 

Tomar consciência do momento presente é o primeiro passo para a validação emocional. Para conseguir isso é muito simples: pratique a escuta ativa e treine a sua atenção plena para aprender a focar no momento presente sem que a sua mente se disperse. 

  1. Ouça e reflita

A reflexão é importante para realizar uma síntese objetiva do que a outra pessoa lhe disse. Após a escuta ativa, busque refletir e entender mais profundamente a situação por óticas diferentes e livre de imposições pessoais e culturais. 

  1. Entenda a reação do outro 

Muitas vezes, não paramos para pensar na causa da reação do outro. E embora não possamos ler mentes, podemos tentar descobrir o que levou a outra pessoa a agir ou sentir de determinada maneira. 

Para entender a reação do outro, você pode incentivá-lo a uma conversa que lhe permita entender como ele se sente. Lembre-se de se mostrar disposto a ouvir!

  1. Entenda a situação

Ter conhecimento sobre o contexto do outro é de extrema importância para a Validação emocional. Validar as emoções do outro implica em formular hipóteses. E essas hipóteses devem ser comunicadas à outra pessoa para que ela possa se expressar. 

Por exemplo, com uma pessoa que foi mordida por um cachorro na infância, poderíamos dizer: ‘’por causa do que aconteceu com você na infância, eu entendo que você não quer meu cachorro próximo de você”. 

  1. Normalize emoções

Compreender as reações emocionais como normais ajuda a todos . Para uma pessoa emocionalmente sensível, saber que a maioria das pessoas pode sentir o mesmo na mesma situação é benéfico. 

Gostou deste conteúdo? Então não deixe de conferir outros artigos aqui no blog do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) sobre assunto como desenvolvimento pessoal e profissional, hipnose, coaching, etc. 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK