Turnover: porque ele é prejudicial para uma empresa que deseja prosperar?

15/06/2021 às 14:00 Coaching

Turnover: porque ele é prejudicial para uma empresa que deseja prosperar?

Quem atua na gestão empresarial, sabe muito bem que existem diversos problemas no dia a dia que podem ser prejudiciais para qualquer negócio, se não forem solucionados ou amenizados. E um deles é o turnover. Por isso, elaboramos esse post que vai te mostrar o que é isso, os principais tipos existentes, as causas e como o turnover pode ser altamente prejudicial para uma empresa, independente do seu segmento de atuação. Preparado para mais uma boa dose de conhecimento? Então, vamos lá! 

O que é turnover? 

No mundo dos negócios, a expressão turnover se refere a rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa. Ele é o principal indicativo da frequência em que o quadro de funcionários se renova. Quanto maior for o turnover, pior será para a empresa. Não podemos negar que toda organização privada tem um certo turnover, principalmente se ela tiver centenas de colaboradores. 

Um alto índice de turnover pode indicar que existem diversas falhas na gestão empresarial, o que leva a uma rotatividade exagerada de funcionários. E podemos convir que nenhum talento que se preze gostaria de trabalhar em uma empresa com um turnover alto, que pode ser provocado por diversos fatores, inclusive a falta de sinergia

Tipos de turnover

Agora que você sabe o que é turnover, conheça os principais tipos mais conhecidos dentro do mundo organizacional: 

Turnover voluntário

Como o próprio nome diz, esse tipo de turnover faz menção a vontade do funcionário em não fazer mais parte da empresa, por qualquer motivo. Trata-se do famoso pedido de demissão que conhecemos bem. Muitas vezes, o colaborador não está satisfeito com a sua função, salário ou não concorda com os valores da empresa. Sendo assim, ele resolve se desligar voluntariamente da organização. 

Turnover involuntário

Já esse tipo de turnover é de responsabilidade da organização. É aquela velha e conhecida situação em que a diretoria resolve demitir um ou mais colaboradores. Esse tipo de turnover costuma ser mais oneroso para o caixa da empresa, já que ela terá que arcar com todas as despesas que envolvem o processo demissional do seu funcionário.  É considerado o mais comum no mercado de trabalho. 

Turnover funcional

Esse tipo de turnover faz menção ao funcionário de baixa produtividade que pede para ser desligado da empresa. Como o colaborador não está alcançando os resultados esperados, a sua saída é vista como um bom negócio para a organização, que pode contratar um talento que possa contribuir de maneira mais eficiente com o seu trabalho. Afinal de contas, toda empresa precisa de funcionários capacitados e empenhados. 

Turnover disfuncional

Esse turnover é exatamente o oposto do anterior. É quando uma organização se depara com a saída inesperada de um colaborador que é essencial para todo o negócio. Além de ser uma situação delicada, a empresa sabe que pode perder muito, caso o talento se desligue dela. Mas esse tipo de turnover também costuma acontecer em grandes organizações. 

Causas do turnover

São diversos os motivos que levam a uma alta rotatividade de colaboradores dentro das empresas. Conheça as principais causas do turnover: 

Insatisfação com o salário

Essa talvez seja a principal causa do turnover em uma empresa. Muitas vezes, o salário pago pela organização não corresponde às expectativas dos funcionários, que acabam pedindo demissão, mesmo com muito tempo de casa. Salários abaixo da média de mercado são os grandes responsáveis pelo aumento dos índices de turnover voluntário, no mundo organizacional. Conheça mais sobre a Pirâmide de Maslow, que explica sobre as necessidades do ser humano. 

Falta de um plano de benefícios

Muitas empresas não oferecem uma política de benefícios para os seus colaboradores, o que pode desmotivá-los no dia a dia. Plano de saúde, plano odontológico, vale refeição ou ticket alimentação, fazem parte dos benefícios oferecidos por muitas organizações e são um chamariz para atrair bons talentos. Quando um negócio não oferece nenhum deles para seus colaboradores, a insatisfação pode levar ao desligamento. 

Ambiente de trabalho pouco favorável

Mais uma das principais causas do turnover. Podemos convir que, trabalhar em uma empresa que oferece um ambiente de trabalho hostil, pode ser extremamente desagradável, o que prejudica a produtividade e o bem-estar dos funcionários, que acabam pedindo demissão por se sentirem desconfortáveis no dia a dia. 

Ausência de um plano de carreira

Muitos profissionais sonham em crescer na carreira dentro da empresa em que trabalham. O problema é que nem todas as organizações oferecem um plano de carreira, o que é um fator desmotivador para quem almeja algo a mais para si. E quando o funcionário não tem suas expectativas correspondidas, no que diz respeito a política de cargos e salários, certamente ele vai contribuir para o aumento do turnover. 

Porque o turnover pode prejudicar uma empresa?

Saiba porque um alto índice de turnover pode ser prejudicial para qualquer organização que deseja prosperar:

 

  • Prejudica a solidez de uma equipe;

  • Compromete os resultados esperados;

  • Atrapalha o bom andamentos das atividades diárias;

  • Pode manchar a imagem da organização;

  • A reputação e a credibilidade da empresa podem ser seriamente afetadas;

  • O negócio se torna menos competitivo;

  • Altos gastos constantes com desligamentos;

  • Despesas com treinamentos e processos seletivos para a contratação de novos colaboradores;

  • Baixa produtividade, o que diminui a margem de lucro. 

 

Viu como o turnover alto não é bem-vindo para nenhuma empresa que deseja se manter competitiva? Agora é realizar uma gestão eficiente do seu negócio e dos seus colaboradores para decolar rumo ao sucesso. 

Venha para o IBND

O curso de coaching do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

O IBND oferece soluções personalizadas que podem contribuir para o seu sucesso profissional e pessoal. Em nossa instituição, cobramos um preço justo e priorizamos o seu aprendizado. Estamos te esperando!

 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK