Saúde mental do idoso: condições que impactam a terceira idade

25/03/2022 às 20:31 PNL

Saúde mental do idoso: condições que impactam a terceira idade

Falar da terceira idade é sempre muito importante, ainda mais quando este assunto recai na saúde mental do idoso — um tema que vem ganhando destaque atualmente, uma vez que hoje sabemos que muitos problemas de caráter físicos derivam do emocional.

Infelizmente, o envelhecimento ainda é visto sob uma ótica negativa em nossa sociedade. 

Muito se associa a terceira idade a um ciclo da vida carregado de sofrimentos, perdas funcionais e que impacta diretamente na autonomia do indivíduo. 

Todavia, não podemos esquecer que o fortalecimento do corpo e mente é o ingrediente necessário para viver com qualidade de vida

Além é claro, do cumprimento das normas redigidas no estatuto do idoso que dissertam sobre os direitos fundamentais, medidas de proteção, atendimento, etc., a população idosa. 

Neste post do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) convidamos você a refletir sobre a saúde mental do idoso.

Aceita nosso convite? Se sim, então uma boa leitura!

Melhor idade? O envelhecimento e o impacto para o idoso

Falar sobre saúde mental é complicado, afinal, o termo pode ser interpretado de diferentes maneiras a depender da cultura. Porém, neste artigo, vamos nos apegar a qualidade cognitiva e emocional. 

O processo de envelhecimento, invariavelmente, leva a diminuição das reservas funcionais, podendo causar um desgaste psicológico muito grande. 

Ou seja, envelhecer trará impactos sobre o corpo. Todavia este processo natural não deve ser visto como uma doença. 

Mas, neste contexto, por que podemos afirmar que essa é sim a melhor idade? 

Muito simples: é nesta fase da vida que o indivíduo terá tempo disponível de sobra para cuidar de si mesmo e alimentar o amor próprio — ações que antes eram tidas como luxo na fase adulta em meio a uma rotina atarefada.

Os sinais que podem indicar problemas de saúde mental dos idosos 

Ao contrário do que a maioria das pessoas possa pensar, comportamentos queixosos, indisposição e mau humor constantes, não se encaixam nos padrões de normalidade do envelhecimento. 

Um estudo da UNIFESP mostrou que o idoso contemporâneo apresenta um perfil mais ativo, saudável e autônomo. 

E ainda que o envelhecimento represente algumas restrições, o ideal é buscar medidas preventivas e que promovam um processo mais saudável. 

Mas sabemos que na prática isso pode não ser tão simples. Por isso, identificar os problemas que afetam a saúde mental dos idosos, por meio avaliação médica e atenção dos familiares, é o primeiro passo. 

Alguns sinais que podem alertar para problemas são: 

  • choro constante e tristeza profunda;

  • sinais de depressão;

  • negligência com a higiene pessoal;

  • irritabilidade e queixas sem motivos;

  • mania de doenças sem causa aparente;

  • mau humor e atitudes de grosseria. 

Aprenda a cuidar da saúde mental de idosos 

Identificou um ou mais sinais que listamos acima? A seguir trouxemos algumas atitudes e comportamentos que podem elevar a qualidade de vida na terceira idade e, consequentemente, promover melhorias no aspecto emocional e saúde mental do idoso. 

Veja logo abaixo!

Auxilie na criação de uma rotina saudável

Estabelecer uma rotina saudável e alegre é uma das maneiras mais eficazes de lidar com os impactos do envelhecimento. 

E como isso pode ser feito? Com base nos hobbies do indivíduo!

Assim, é possível proporcionar momentos prazerosos, divertidos, que sirvam de aprendizado e que influenciem positivamente na construção de hábitos saudáveis. 

Seja um bom ouvinte

Procure ser um bom ouvinte e dar atenção ao idoso. Quando possível reúna a família e envolva o seu familiar de mais idade em uma atmosfera mais positiva e aproveite a ocasião para demonstrar amor e atenção. 

Esta simples ação é imprescindível para a melhoria da autoestima na idade avançada.  

A qualidade do sono deve ser prioridade

O idoso precisa dormir por uma quantidade de tempo para que a recuperação do organismo seja favorável.

Ademais, um bom repouso noturno influencia diretamente na saúde mental, além de retardar o surgimento de doenças que comumente surgem nesta fase da vida. 

Hipnose para idosos é uma boa solução! 

Manter a mente positiva e saudável é importante durante o processo de envelhecimento e, neste sentido, a hipnose pode ser de grande contribuição. Afinal, esta ferramenta pode ajudar a preparar o indivíduo para as tensões do cotidiano, além de ajudar a identificar o que está afetando o idoso emocionalmente. 

Durante as sessões de hipnose é possível identificar a causa do sofrimento emocional e fazer com que o cliente ressignifique o trauma, direcionando sua mente para novos caminhos. 

Assim, no curso de hipnose do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento),  é possível: incentivar atitudes positivas, estimular mudanças de postura, promover a autoestima e autoconfiança; encontrar novos sonhos e objetivos, melhorar a interação pessoal, identificar traumas, etc. 

Vale lembrar que a hipnose para idosos é aceita pelo Conselho Federal de Medicina pode ser uma ferramenta eficiente quando associada a tratamentos. 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK