Principais Lições do livro “As 5 linguagens do Amor”

05/09/2019 às 17:32 Dicas

Principais Lições do livro “As 5 linguagens do Amor”

O best-seller “As 5 linguagens do Amor” foi escrito pelo pastor americano Gary Chapman, que desde a década de 1970 vem buscando ajudar casais a se entenderem e a viverem relacionamentos saudáveis.

Chamado por muitos de “Doutor Casamento”, Chapman compilou em seu livro o que ele chama de linguagens do amor. Para ele, o amor não é algo que apenas se sente, pelo contrário, o amor é traduzido pelo fazemos um pelo outro.

Por isso, Chapman explica que, assim como existem vários idiomas e eles se tornam empecilhos na comunicação entre as pessoas, também existem várias linguagens do amor e por isso tantos relacionamentos vivem sob conflito.

O problema não está somente no conflito, afinal casais brigam e se desentendem, isso é normal. O erro está em não entender a linguagem do outro.

Isso faz com que, mesmo com reconciliações, o convívio diário seja tortuoso e o casal não se sinta verdadeiramente feliz um com o outro.

Para acabar com esses problemas, Gary Chapman escreveu “As 5 linguagens do Amor”, onde expõe cada uma dessas linguagens. O livro é um sucesso e já foi traduzido para mais de 32 idiomas.

Formação: Desenvolvimento de Recursos Sistêmicos Essencial

O autor explica que, para reverter situações adversas e viver em plenitude com parceiro (a), é preciso entender todas as linguagens do amor, então, vamos a elas:

Palavras de Afirmação

As palavras de afirmação são a primeira linguagem do amor. Basicamente, estas são as palavras carinhosas, motivadoras que esposas e maridos valorizam no relacionamento.

Para praticar essa linguagem, é bem simples. Veja alguns exemplos abaixo:

  • Elogie características do seu amado (a)
  • Sempre ressalte o quanto ele/ela está bonito (a)
  • Reconheça as capacidades e habilidades do outro
  • Agradeça por tê-lo (a) em sua vida
  • Motive o seu amor a conquistar um objetivo e a alcançar os seus sonhos

Viu como é simples? Muitas pessoas se sentem especiais e únicas quando são elogiadas por quem amam. E isso faz bastante falta para algumas delas, já que geralmente usamos palavras de afirmação com mais frequência no início do namoro.

A nossa dica é que você converse com o seu parceiro (a), e depois escreva as principais qualidades e os sonhos que ele (a) possui.

Assim, você pode aplicar palavras de afirmação na hora certa e reforçar o seu amor por meio da fala e da positividade de suas palavras.

Qualidade do tempo

Muitos casais passam muito tempo juntos e mesmo assim estão sempre brigando ou se sentindo mutuamente desvalorizados no relacionamento.

Por isso, Chapman descreve a qualidade do tempo como a segunda linguagem do amor. Em outras palavras, não importa a quantidade de tempo que você passa junto com quem ama, mas a qualidade do tempo.

Hoje em dia, tudo pode nos distrair, além de meios tradicionais como a TV, existem também computadores, e principalmente, smartphones que desviam a nossa atenção.

Por isso, não adianta nada tirar um dia de folga para passar com seu amor e ficar enfurnado no celular. Isso tem a ver com a quantidade e não a qualidade do tempo.

Conheça a nossa Formação em Constelação Familiar.

Formação: Desenvolvimento de Recursos Sistêmicos Essencial

Para dar alguns exemplos básicos, digamos que você tire um tempo para ver um filme com o seu amor ou para fazer uma refeição juntos.

Apesar de pouca quantidade, é possível que esses encontros tenham muito mais qualidade de tempo se você evitar distrações, estando ali 100% disponível para o seu amor.

Mais importante do que o que vocês estão fazendo e como estão fazendo, é estarem sempre juntos de verdade, se dedicando um ao outro.

Presentes

Dar presentes para a sua amada (o) é a terceira linguagem do amor. Desde o início dos tempos, presentear alguém é uma forma de demonstrar amor. E o mais importante não é o valor do presente, mas o gesto.

Chapman explica que o que vale não é só o presente em si, apesar de ele poder ser útil e ser um sonho de consumo da outra pessoa, mas o gesto de presentar alguém expressa a sensação de amor, porque a outra pessoa tem uma prova de que lembramos dela.

O autor ainda ressalta que apesar de ser a mais cara linguagem do amor, nunca se deve pensar no presente como um custo, mas como um investimento em seu relacionamento.

Formas de servir

Existem diversas formas de servir o nosso amor. Existem muitos homens que se sentem mais amados quando suas mulheres preparam o seu jantar.

Da mesma forma, existem mulheres que gostam quando seus maridos lavam a louça depois das refeições.

Chapman coloca as formas de servir como a quarta linguagem do amor. Para o autor, existem várias formas de servir outras pessoas.

E estas formas são resumidas em tarefas que o parceiro (a) considera úteis no dia a dia e espera que sejam feitas por nós.

O segredo dessa linguagem do amor é evitar as obrigações. Afinal, nem tudo que nosso parceiro (a) gosta, nós gostamos de fazer, mas existem coisas que podem ser feitas voluntariamente que não tomam muito nosso tempo.

Por isso, faça isso como uma forma de agradar o seu amor.

Formação: Desenvolvimento de Recursos Sistêmicos Essencial

Toque físico

Estar em contato com o seu amor é uma linguagem do amor. E isso não se resume a sexo, é possível tocar a parceira (o) de diversas maneiras.

Você pode dar um abraço, um beijo, fazer um cafuné ou uma massagem, andar de mãos dadas, entre outras coisas.

Estas são excelentes maneiras de demonstrar o amor. Com o tempo de convívio, sempre percebemos o que nossas parceiras (os) gostam, então por que não os agradar com isso?

Tem muita gente que gosta de uma boa massagem ou de um carinho no rosto, basta descobrir os gostos do seu amor e colocar em prática.

Como vimos durante o texto, amor é uma construção real, além do sentimento, ele é representado por meio de ações.

E além de aproveitar as dicas deste best-seller de Gary Chapman, você também pode fazer sessões de Coaching de Relacionamento com o seu amor.

Essa é uma excelente maneira de acabar com certos conflitos e atingir a plenitude, tendo um relacionamento saudável e duradouro com seu parceiro (a).

Gostou do artigo? Veja mais dicas em nosso blog.  Conheça a nossa Formação em Constelação Familiar.

Gostou de nosso post? Compartilhe:

Todos os Direitos Reservados ®