Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

O que fazer com um coachee que muda sempre de meta?

14/11/2020 às 09:04 Dicas

O que fazer com um coachee que muda sempre de meta?

O coaching é um processo que nos ajuda a mergulhar fundo dentro de nós mesmos e a reconhecer nossos anseios, pontos fortes e pontos de melhoria. Essa metodologia busca auxiliar pessoas a conquistarem objetivos específicos.

E isso depende de foco, comprometimento e entrega do coachee. Se você trabalha como coach, provavelmente você já teve algum cliente que definiu uma meta na primeira sessão e na sessão seguinte quis mudar a meta por um objetivo completamente diferente do inicial. Isso acontece!

Aqui neste artigo, vamos dar diversas dicas para que você possa contornar este tipo de situação e ajude o coachee a desfazer a confusão de sua mente e a definir uma meta que realmente lhe atenda.

A importância de ter uma meta

Antes de darmos dicas de como o coach pode ajudar o coachee a definir suas metas corretamente, precisamos falar sobre a importância de ter uma meta. As metas, os objetivos são necessidades simples do ser humano e podemos notar isto no dia a dia.

Se você vai ao supermercado fazer compras e não tem uma lista de itens definida, geralmente acontece de esquecer algum produto ou de comprar algum outro que não estava na lista e não era tão necessário. Assim, você deixa de comprar algo importante e pode adquirir algo que não lhe serve.

Essa analogia é excelente para entender como as metas são importantes na vida. Se você tem uma meta profissional de assumir um cargo de liderança, as metas são importantes para traçar esse caminho e facilitar a obtenção desse objetivo.

Pegando esse exemplo, você pode definir diversas metas que lhe auxiliem a chegar ao cargo de liderança tão desejado. O primeiro ponto é definir em quanto tempo você irá fazer isto, como por exemplo, ocupar um cargo de liderança em até cinco anos, essa é uma meta.

Você também pode definir outras metas para este objetivo, como por exemplo, fazer X cursos, ter X resultados, entre outros. Acho que ficou bem claro como as metas são importantes para guiar o nosso caminho em prol da conquista do nosso objetivo.

Conheça a nossa Formação em Coaching.

Mudar de ideia é ruim?

Mudar de ideia não é algo ruim, pelo contrário, estar aberto a mudanças é uma excelente de obter melhores resultados ao longo da vida. Não há nada de errado com um coachee que trace uma meta inicial na primeira sessão de coaching e no decorrer do processo mude de ideia por entender que o objetivo real dele é outro.

Isso só indica que o processo do coaching está dando certo. O coachee mergulhou em seus próprios anseios e descobriu o que de fato deseja. Você pode, por exemplo, começar um processo pensando em abrir um negócio no ramo X e notar no decorrer que apostar no ramo Y é o que você realmente deseja.

Mudar também faz parte do processo de coaching e é uma forma de tornar o processo ainda mais proveitoso para o coachee.

O que o coach pode fazer quando uma mudança constante de ideias acontece?

Como deu para perceber, não estamos falando aqui que mudanças são ruins, mas mudar de ideia constantemente a cada sessão indica uma confusão mental do coachee, o que pode ser prejudicial para o processo e indicar alguns problemas.

Se o coachee mudar de objetivo a cada sessão, o coach pode ter dificuldades em identificar o que realmente é necessário fazer durante o processo. Essa mudança constante pode acontecer por alguns motivos como:

  • O coachee quer ter muitas opções em aberto e não consegue focar em um único objetivo.
  • O coachee está definindo seus objetivos com base nos padrões da sociedade.
  • O coachee pode estar sendo influenciado por outras pessoas e estar sendo convencido a mudar de ideia.

Para ajudar o coachee, o coach pode aplicar a ferramenta Perdas e Ganhos. Essa é uma excelente técnica de validação e que pode ajudar o coachee a entender se ele realmente deseja ou não trocar de objetivo.

A ferramenta perdas e ganhos é semelhante a análise SWOT, nele o coachee é levado a refletir sobre o que ganhará e o que perderá caso não alcance o seu objetivo.

Se esta confusão de definir metas e mudá-las na sessão seguinte começar em uma fase mais avançada do processo, coach deve focar em lembrar o coachee todo o processo que já está em curso, falando sobre todas as etapas já concluídas. Isso pode ajudar o coachee a entender se ele realmente quer mudar o seu objetivo.

Se este for o caso, o coach precisa explicar para o coachee que um novo objetivo traz a necessidade de um novo processo. É importante explicar claramente que não dá para transformar um processo em outro, mudar um objetivo pode outro completamente diferente não é algo que possa se fazer assim.

Deixe claro que para conquistar seus objetivos, o coachee deve abandonar o processo atual e o começar um novo do zero com um determinado número de sessões e focado nesse novo objetivo traçado pelo coachee.

Faça a nossa Formação em Coaching!

No IBND, temos um curso de coaching completo com certificação internacional. Aprenda os recursos da metodologia e transforme a sua vida e a vida de outras pessoas. Conheça a nossa Formação em Coaching.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®