O que é o eterno retorno?

05/07/2021 às 17:05 Coaching

O que é o eterno retorno?

Algumas ideias filosóficas, por mais que impactem a vida da sociedade em massa, nem sempre chegam ao conhecimento da maioria das pessoas, para que elas possam aplicar em suas vidas. Você sabe o que é o eterno retorno?

Quem foi Friedrich Nietzsche?

Friedrich Nietzsche foi um filósofo nascido na Prússia em 1844, que também desempenhou funções como filólogo, crítico cultural, poeta e compositor. Seus escritos se relacionam com a crítica da religião, a moral, a cultura contemporânea, a filosofia e a ciência.

Tendo crescido em uma família luterana, Nietzsche pensou em seguir carreira como pastor, no entanto, afastou-se da carreira teológica e deu início aos estudos de filologia clássica e teologia. Durante dez anos se dedicou ao pensamento grego antigo, especialmente os pré-socráticos como Heráclito e Empédocles. Em 1870 voluntariou-se como médico na guerra entre a França e a Prússia. Nietzsche ocupou uma cadeira acadêmica como professor universitário filólogo. Em 1879 foi obrigado a abandonar o cargo por conta de problemas de saúde.

Nietzsche já sabia que suas obras eram muito avançadas para a época e salientava o insucesso da literatura em expor a negação à vida que o pensamento ocidental está exposto. O filósofo teve um colapso mental em 1889 e veio a morrer em 25 de agosto de 1900 na Alemanha.

O que é o eterno retorno?

Traços da doutrina do eterno retorno são encontrados em Heráclito e no estoicismo. Em Nietzsche essa doutrina serve como uma condição para a superação do mais estranho e mais ameaçador de todos os hóspedes: o niilismo.

Dessa forma, o eterno retorno coloca-se como nova referência suprema, uma espécie de novo peso de medidas, dada a morte de Deus afirmada pelo autor em outras obras. O eterno retorno é a condição necessária para a transvaloração de todos os valores, ou seja, a avaliação dos valores de acordo com a perspectiva do eterno retorno, de que o que está acontecendo agora continuaria a se repetir infinitamente, ao menos que se reavalie esse valor, criando novos valores. Aquilo que tende a eternamente retornar, na mesma ordem e sequência.

O conceito do eterno retorno foi desenvolvido por Nietzsche em momentos singulares de sua vida. Sua construção teve sua primeira publicação em A Gaia Ciência, através do aforismo “o maior dos pesos”. Neste aforismo há um encontro com um demônio que questiona: será que seríamos capazes de viver e suportar uma vida em que cada experiência de prazer, de dor, dos próprios pensamentos e de todas as escolhas feitas se repetirão eternamente. Esse eterno retornar impõe o desafio de desejarmos vivê-lo como a mais sublime afirmação ou de amaldiçoá-los como a força mais destrutiva de nossas vidas. Como seria viver a vida em forma de looping? E se isso retornasse eternamente? São perguntas que colaboram com a reflexão a respeito dos valores atuais.

Origem do conceito

Segundo Nietzsche, o conceito veio do nada, enquanto ele parara sobre um grande rocha enquanto caminhava em um lago na Suíça. Para o autor, o conceito é uma verdade alegre, que seria bem acolhida por alguém que ama a vida ao máximo. No entanto, o autor jamais insiste na sua verdade como forma literal. É uma forma de experimentar os pensamentos, para testar a sua atitude perante a vida, que foi se construindo ao longo dos escritos do autor.

É um dos pensamentos mais conflituosos do autor, pois é uma espécie de mecanismo de valor, uma forma de operar uma seleção, uma triagem dos instantes da vida que merecem ser vividos.

Transvaloração dos valores

A transvaloração dos valores significa desprender-se de todos os valores morais e confiar e dizer sim a tudo o ue foi proibido, desprezado, maldito. Dada a impossibilidade de confiar nos conceitos recebidos da moral (que são impostos e desenvolvidos a partir de premissas que negam a vida), a transvaloração entra como o questionamento dos valores transmitidos como absolutos. É preciso suspeitar do valor da moral e desvalorizar valores prevalentes até então mas que não são benéficos à vida. A transvaloração é um rompimento do homem ideal pela tradição para que se tenha o homem real, que não segue e nem sofre as consequências de não aderir aos valores impostos, ou seja, não tem medo de ser tachado como imoral por não segui-los e sem questionar sua integridade, visto que o bem e o mal variam de pessoa para pessoa.

Como aplicar o eterno retorno na vida?

O eterno retorno é uma ferramenta desenvolvida por Nietzsche para enfrentar o niilismo, ou seja, a negação da vida, que o autor considera que se espalha como uma sombra pelo corpo da humanidade, toma de assalto o homem e o leva à decadência. Depois da proposta de que Deus não existe e, portanto, somos nós humanos que definimos os contratos sociais, a ética e a moral, e dessa forma, precisamos combater o cansaço e a desvalorização de todos os valores.

O eterno retorno pode ser uma forma de ampliar o autoconhecimento e reavaliar seus valores, verificar o que está retornando continuamente na sua vida como um ciclo infinito, para poder superar o que não quer mais vivenciar.

E você, quer o que está acontecendo com você infinitamente? Busca ajuda para definir novas metas de vida e soluções para você? Venha para o IBND!

O curso de coaching do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

Referências:

BARBÉ, M.B.N. O eterno retorno de Nietzsche: as múltiplas análises de um conceito. Rev. Eletrônica de Filosofia. UESB. 2015;3(1).

NEVES, J. O eterno retorno hoje. Cadernos de Nietzsche. 2013;32.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK