O que é e como implementar a autogestão?

06/01/2021 às 10:54 PNL

O que é e como implementar a autogestão?

Novos modelos de negócios estão surgindo no mercado. Um deles é a autogestão que tem como principal objetivo dar mais autonomia para os colaboradores. Ao contrário do que muitos pensam, a autogestão é uma forma democrática, mas responsável de ampliar a atuação de profissionais dentro da empresa.

Os modelos engessados que consistem na figura do chefe dando ordens e subordinados obedecendo sem pensar ou questionar está totalmente ultrapassado. O estímulo da autogestão, por exemplo, é algo novo, menos burocrático que descentraliza o poder e envolve toda a equipe. Um modelo de negócios que se adapta aos tempos atuais.

O que é a autogestão?

A autogestão é um modelo de negócios com base na criação de uma cultura organizacional que flexibiliza a tomada de decisões na empresa. O modelo visa dar o máximo de autonomia possível para os colaboradores, sem deixar de cobrar por responsabilidade e respeito à hierarquia.

A diferença crucial da autogestão em comparação com modelos tradicionais de gestão é a relação entre superiores e subordinados. Na autogestão, um colaborador não precisa reportar todos os seus feitos para o seu superior.

Por conta disso, muitos pensam que não há respeito dentro da organização, mas estão redondamente errados. Na autogestão são feitos acordos e definidas regras que formam a estrutura organizacional da empresa e devem ser cumpridas por todos.

Dessa maneira, a autogestão não gera a igualdade de autoridade entre todos, ela se fortalece por meio de acordos coletivos que define as responsabilidades e funções de cada integrante da equipe para trazer mais autonomia ao trabalho de cada um.

Como implementar a autogestão na empresa?

Para implementar a autogestão em uma empresa é preciso iniciar um processo de transformação na cultura organizacional do negócio. Esse processo não é rápido, ele não acontece de um dia para o outro. A mudança é gradual e contínua.

Dentro do processo, são necessárias diversas etapas de treinamento, onde os colaboradores possam entender os princípios da autonomia e a responsabilidade que tomar as próprias decisões no trabalho atrai para si.

Também é importante ter uma estrutura bem definida para distribuir a autoridade com a finalidade de agilizar a tomada de decisões dentro da empresa.

Aos poucos, os profissionais da empresa assimilam as mudanças na prática durante a rotina diária de trabalho. Com o tempo, a colaboração e a autonomia ficam cada vez mais evidentes dentro da estrutura organizacional, até que isso acontece de maneira efetiva e passe a fazer parte da cultura da empresa.

Conheça a nossa Formação Practitioner em PNL.

Quais são as principais vantagens de implantar a autogestão em uma empresa?

Esse modelo de gestão visa romper com as características engessadas dos modelos tradicionais. É importante que as empresas entendam que os profissionais dessa geração são diferentes de outras épocas, eles são mais exigentes, buscam novos desafios e querem liberdade.

E autogestão é um modelo que traz isto para as empresas, o que resulta em diversas vantagens, como veremos abaixo:

Autonomia

A autogestão dá autonomia e liberdade para o trabalho de todos os colaboradores. Isso faz com que as decisões sejam tomadas mais rápido e todos os processos se agilizem. Não há necessidade de perguntar tudo ao superior, apenas seguir as regras pré-definidas.

Engajamento

As regras e funções dentro da autogestão são definidas por acordos coletivos. Isso resulta numa participação de todos os profissionais e serve como potencializador do engajamento dentro da empresa. Assim, todos entendem a função que eles e os demais desempenham, delegando as tarefas e realizando as ações da forma certa.

Humaniza as relações entre os profissionais

Em modelos tradicionais de gestão vemos a hierarquia como uma figura de poder. A relação entre os profissionais se torna menos humanizada quando há uma relação de chefe e subordinado. Na autogestão esse relacionamento se torna mais humano, há um respeito maior entre ambos.

Desenvolvimento de profissionais

A autonomia mostra aos profissionais onde eles precisam melhorar. Quando desempenhamos as nossas obrigações por completo, identificamos pontos de melhoria mais facilmente.

Isso é fundamental para trabalhar com mais ênfase no desenvolvimento dos profissionais da empresa. Afinal, apenas profissionais bastante capacitados conseguiram desempenhar suas funções plenamente, utilizando da autonomia que possuem para agilizar os processos da empresa.

Alinhamento de expectativas

Na autogestão também fica muito mais fácil entender quais são os objetivos buscados pela empresa. Alinhar expectativas entre os setores do negócio é fundamental e isso acontece por meio dos acordos coletivos. Todos sabem suas metas e o que devem fazer para alcançar os objetivos da empresa. E isso se renova e se fortalece a cada objetivo conquistado. 

Faça a nossa Formação Practitioner em PNL.

No IBND, possuímos uma Formação Practitioner em PNL completa. Aqui, você pode aprender todos os recursos da programação neurolinguística para transformar a sua vida para melhor. Conheça a nossa Formação Practitioner em PNL.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK