Mindfulness: entenda os benefícios de ligar a ancestralidade com a modernidade

14/11/2021 às 20:13 Hipnose

Mindfulness: entenda os benefícios de ligar a ancestralidade com a modernidade

Uma técnica milenar recentemente adaptada pelas áreas da saúde e até mesmo no mundo dos negócios, o mindfulness pode trazer inúmeros benefícios. Vem entender conosco sobre essa técnica na atualidade!

O que é mindfulness?

Segundo Jon Kabat-Zinn, o mindfulness é uma forma específica de atenção plena, ou seja, concentração no momento atual, de forma intencional e sem julgamento. A concentração no momento atual significa estar em contato com o presente e não se envolver com lembranças ou pensamentos sobre o futuro. Como a maioria das pessoas permanece em estado de piloto automático, o mindfulness tem a proposta justamente de trazer essa atenção para o momento presente, para tornar-se consciente do que se está fazendo, pensando, sentindo de forma intencional, ou seja, escolhendo estar plenamente atento e se esforçando para alcançar essa meta.

Aceitação e o não-julgamento

O mindfulness contradiz a tendência geral das pessoas estarem desatentas ou de se perderem em julgamentos ou reflexões, alienadas do mundo que as cerca. Para estar com atenção concentrada no momento atual, os conteúdos dos pensamentos e dos sentimentos são vivenciados na maneira em que se apresentam, em um movimento de aceitação e de liberação, deixando o que vem fluir e ir naturalmente a partir de uma motivação de presença.

Assim, o não-julgamento significa aceitar todos os sentimentos, pensamentos e sensações como legítimos. O não julgar se contrasta com a tendência automática das pessoas de lutar contra vivências consideradas aversivas, deixando de viver o resto da sua realidade.

O piloto automático

Viver sob o comando do piloto automático não permite à pessoa lidar de maneira flexível com os eventos do momento, pois ele promove modos rígidos e limitados de reagir ao ambiente. Quando ficamos muito emaranhados com os pensamentos e sentimentos sobre o passado ou futuro, ou nas racionalizações sobre a vivência, acabamos perdendo contato com o que está acontecendo no momento atual.

É preciso avaliar se o contato com o momento presente não é, na realidade, uma evitação de uma vivência potencialmente muito dolorosa, ou seja, uma esquiva experiencial ou emocional: a tentativa de não ter determinados sentimentos, pensamentos, memórias ou estados físicos, por estes serem avaliados negativamente.

Mindfulness aplicado na saúde

A prática de mindfulness foi inserida em diversos campos atualmente. No campo da medicina comportamental, ela se deu a partir dos programas de redução de estresse de Jon Kabat-Zinn em 1982. O conceito despertou interesse no início dos anos 90 de vários clínicos fora da área da medicina comportamental, sendo então incorporado pelas terapias comportamentais contextualistas e se estabeleceu como uma característica central destas.

Os programas de redução do estresse

Inicialmente, os treinos de redução do estresse aplicados pela medicina comportamental incluíam grupos de 30 pacientes, com 8 sessões semanais, e com duração de cerca de 2 horas cada. O treino incluía muitas tarefas de casa. Cada participante era solicitado a dedicar até uma hora diária à prática e a planejar um dia intensivo de mindfulness por semana, e ocorria através de exercícios formais e informais.

Dentre os exercícios realizados, a varredura mental do corpo através da atenção concentrada é um dos primeiros, a partir do qual é possível estar atento às diferentes sensações corporais, diferentes a cada posição ocupada. Além disso, meditação, concentração na respiração, práticas de alongamento e técnicas meditativas adaptadas do yoga podem ser utilizadas para vivenciar a respiração, os pensamentos, e os outros conteúdos mentais e sentimentais sem querer mudá-los ou controlá-los, permitindo-se observar conscientemente o que está acontecendo no momento presente.

O mindfulness no dia a dia

Mas o mindfulness também é utilizado fora do contexto clínico ou terapêutico. No dia a dia, exercícios informais que consistem em vivenciar situações do cotidiano de maneira plenamente consciente, com a atenção focada no que está acontecendo, sem julgar ou racionalizar, podem ser aplicados a qualquer contexto, basta voltar o foco para o presente e para a respiração. Pode tratar-se de subir a escada, trabalhar, fazer atividades em casa, estar junto com amigos, ou qualquer outra atividade. São exercícios que enfatizam apenas viver o momento de forma plena, sem preconceito para com as experiências, sem julgá-las positivas ou negativas.

O mindfulness no ambiente de trabalho

A combinação entre a aplicação de mindfulness e comportamentos baseados em valores pelas empresas e ambientes de trabalho tem mudado a cultura do trabalho, visando tornar o ambiente mais humanizado. Incluir pausas no trabalho têm demonstrado ser eficaz, principalmente durante as longas jornadas de trabalho estabelecidas pelo home office durante a pandemia.

Estudos realizados com trabalhadores de um centro de reabilitação em Singapura indicaram que o mindfulness possui influências positivas na aceitação e em comportamentos baseados em valores no desempenho. Após realizarem treinamento combinado, houve a redução dos índices de estresse, exaustão emocional e despersonalização no ambiente de trabalho, melhorando os níveis de funcionamento psicológico, saúde em geral, vitalidade, funcionamento social e funcionamento emocional, resultando em significativa qualidade de vida.

Benefícios do mindfulness

Estudos indicam que o mindfulness é eficaz para a redução de problemas psicossomáticos, dores crônicas, transtornos de ansiedade, psoríase e outros. Tem sido comentada como uma técnica eficaz para reduzir a tensão gerada nas dores crônicas e na redução do estresse. Além disso, o mindfulness tem sido aplicado aplicado no tratamento de indivíduos diagnosticados com câncer, fibromialgia e ansiedade social e está sendo continuamente indicado ao tratamento de várias condições, tais como a depressão, abuso de substância, trauma, comportamento suicida, transtorno de ansiedade generalizada, transtornos alimentares, transtorno de estresse pós-traumático, e outros.

Assim, o mindfulness é uma técnica de saúde biopsicossocial de baixo custo que pode ser aplicada por qualquer pessoa interessada, no momento presente.

E você, ficou interessado em capacitar-se para promover saúde mental? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!

Referências:

CASTRO, F.S. Atentando-se ao mindfulness: uma revisão sistemática para análise dos conceitos, fundamentos, aplicabilidade e efetividade da técnica no contexto da terapia cognitiva. Universidade Federal de Uberlândia. 2014.

VANDENBERGHE, L. & SOUSA, A.C.A. Mindfulness nas terapias cognitivas e comportamentais. Rev. bras. ter. cogn. 2006;2(1).


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK