Entenda o que é diversidade cultural e sua importância

12/11/2021 às 17:58 Hipnose

Entenda o que é diversidade cultural e sua importância

Vivemos em um país cheio de diversas culturas e costumes. Você sabe o que é diversidade cultural e a importância desse conceito? Então dá só uma olhada!

O que é diversidade cultural?

A diversidade cultural se refere aos diferentes costumes e tradições de um povo, que pode ser representado por sua língua, crenças, comportamentos, valores, culinária, política, arte, música e vários outros elementos.

A diversidade é um elemento presente em todo grupo social e representa a pluralidade e o respeito a tudo o que é diferente aos olhos da sociedade.

O termo diversidade remete, ainda, à variedade e convivência de ideias, características ou elementos diferentes entre si, em determinado assunto, situação ou ambiente. A palavra cultura vem do latim e significa cultivar o solo, cuidar. Assim, a diversidade cultural é um compilado de práticas e ações sociais que têm motivação para preservar os direitos humanos das diferentes culturas.

A cultura em geral

A cultura é a identidade de um povo ou grupo, aquilo que faz dele o único no mundo. Temos muitos povos com costumes e tradições específicas e para convivermos rotineiramente precisamos buscar compreender a importância de aceitar a diversidade cultural.

Além disso, uma cultura é composta do que se costuma chamar de símbolos materiais (por exemplo, museus, obras de arte, construções patrimoniais, praças) e imateriais (tais como festas, danças, lendas, músicas, culinária e muito mais).

O senso de pertencimento

A diversidade cultural está atrelada ao sentimento de pertencimento e aceitação da identidade de cada indivíduo que compõe o grupo. Assim, a UNESCO lançou uma declaração universal sobre a diversidade cultural. Nela, estabelece que a diversidade cultural é um imperativo ético, inseparável do respeito pela dignidade humana.

Esta declaração implica o compromisso de respeitar os direitos humanos e as liberdades fundamentais, em particular os direitos das pessoas que pertencem a minorias e os dos povos autóctones (nativos ou indígenas) e proíbe invocar a diversidade cultural para violar os direitos humanos garantidos pelo direito internacional, nem para limitar seu alcance.

Os choques culturais

Estão relatadas ao longo da história, diversas situações onde o contato entre diferentes culturas gerou certo estranhamento de início, mas depois criou novos paradigmas e compreensões acerca do mundo.

Globalização e diversidade

Estudiosos relatam que a globalização interfere positivamente na diversidade cultural, já que proporciona um enriquecimento da civilização, favorece a pluralidade, estimula a liberdade de escolha e, principalmente, incentiva a formação de uma sociedade mais inclusiva, criando condições para um diálogo renovado entre as culturas.

Além disso, diversas pessoas de todos os lugares do planeta se conectam economicamente e, por consequência, culturalmente, permitindo com que se expandam os horizontes do pensamento ao incluir a diversidade.

Por que o Brasil é tão diverso?

O Brasil é um país por si só muito diverso, já que nosso território teve influência de colonizadores europeus, povos indígenas e africanos, uma herança rica que reflete em costumes e tradições específicas das diversas regiões do país, principalmente quando o assunto envolve culinária, festividades, música e religião.

As populações que vivem mais afastadas preservam mais seus conceitos, valores, costumes e crendices, e respeitar isso é oferecer-lhes qualidade de vida.

Veja abaixo cinco grandes eixos culturais divididos por estudiosos brasileiros:

  1. O Brasil crioulo, da área litorânea do extremo norte da região Nordeste ao Rio de Janeiro, com bastante influência da cultura africana (que também é diversa).
  2. O Brasil sertanejo, no interior do Nordeste, onde predomina a Caatinga.
  3. O Brasil caboclo, predominante na região Norte, com forte presença de culturas indígenas.
  4. O Brasil caipira, com predominância nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.
  5. O Brasil sulino, com predominância de miscigenação mameluca e grande influência europeia e indígena.

Assim, falar da diversidade cultural brasileira é mais complexo do que pode parecer. Atualmente, existem 305 etnias indígenas brasileiras que resistiram ao genocídio europeu e ao etnocídio provocado pela cultura branca. Em 2010 cerca de 900 mil brasileiros se declararam como indígenas (estima-se que em 1500 eram cinco milhões).

Os povos africanos

O Brasil também tem bastante influência da cultura africana. No entanto, os povos africanos também eram diversos e muitos foram capturados em seus territórios por africanos de outros reinos ou aldeias. No início, eles não tinham uma língua comum nem falavam a língua de seus senhores, o que dificultava a resistência. Somou-se à diversidade cultural indígena e à diversidade cultural africana.

A diversidade cultural no Brasil é, assim, um resultado da miscigenação, da qual herdamos traços culturais comuns de todos os povos que aqui estiveram ou para cá vieram.

Qual a importância da diversidade cultural?

É importante reconhecer a pluralidade e a diversidade cultural para incluí-la na história e poder lutar por dignidade, respeito e qualidade de vida para estes povos. Além disso, é preciso promover a tolerância cultural, de modo que todos possamos conviver juntos e exercitar a cidadania de forma justa e igualitária. Temos uma cultura tão vasta que é impossível não entrar em contato com o diferente, e precisamos procurar enxergar o diferente como algo que também merece respeito, bem como merece viver e se expressar tanto quanto os que vivem e se expressam como nós.

Dia Mundial da Diversidade Cultural

A diversidade cultural é tão importante que ganhou uma data própria para celebração. No dia 21 de maio comemora-se o Dia Mundial da Diversidade Cultural, inserida no calendário mundial pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

A data representa a oportunidade de buscar a valorização da cultura e das suas diferentes formas de expressão, promovendo a reflexão para a necessidade de valorizar a diversidade e promover uma sociedade inclusiva.

E você, está interessado em se capacitar para levar saúde mental a diversas populações? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK