Empoderamento feminino

10/07/2021 às 18:32 Hipnose

Empoderamento feminino

As mulheres são maioria, no entanto, há uma desvalorização da mulher e uma supervalorização de seu corpo. O que a mulher pode fazer a respeito?

Direitos Humanos

A Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948 define que homens e mulheres são iguais em direitos, documento que serve como norteador das regras da igualdade. Os direitos humanos são direitos básicos de todos os seres humanos, por exemplo, direitos civis e políticos como direito à vida, à propriedade privada, à língua materna, liberdade de pensamento, de expressão, de crença, igualdade formal, direito à nacionalidade, de participar do governo do seu Estado, o direito de votar, direitos econômicos, à saúde, à educação, ao trabalho, à distribuição de renda, entre outros. Além de direitos coletivos como o direito à paz, direito ambiental e do consumidor. Mas nem sempre as mulheres fizeram parte ou lhes foi permitido participar e usufruir desses direitos, que por muitos séculos ficou atrelado ao masculino. Veja porquê.

Breve história do feminismo

O movimento feminista é um movimento social, político e econômico que tem por objetivo apoiar, debater e lutar pelos direitos das mulheres. É uma luta por construir uma sociedade igualitária em que as mulheres deixem de ser vítimas da opressão social para levar a sociedade a estruturas mais justas.

Cerca de 200 anos foram necessários para que as mulheres conquistassem direitos que permitem a livre expressão e o exercício da cidadania, tais como votar, usar anticoncepcionais, divorciar-se e ocupar cargos de alto escalão em empresas. O direito de participar em sociedade trouxe mudanças na qualidade de vida das mulheres, que agora podem participar em cargos justos e com remuneração igualitária.

Ainda hoje as mulheres buscam seus direitos, entrando cada vez mais no mercado de trabalho e tendo sua competência validada. No entanto, o gap salarial ainda é grande, muitas mulheres são remuneradas a menos somente por serem mulher, mesmo quando sua competência técnica é maior do que o profissional homem que trabalha ao seu lado. É importante que as mulheres continuem seguindo na luta por seus direitos, para que, como nós usufruímos dos direitos conquistados hoje, outras mulheres possam usufruir também amanhã.

Submissão feminina

A submissão é uma característica historicamente construída, destrutiva para a consciência feminina, que é considerada pela igreja como pecadora, pela sociedade como alguém que deve obediência ao marido ou pai, que é frágil, não dona do seu corpo e proibida de ter prazer no ato sexual. É um sistema totalmente opressor e limitador da consciência e do direito à liberdade que procura moldar o comportamento feminino. As mulheres são mantidas em posições subordinadas e a feminilidade deveria limitar-se à obediência do lar e à maternidade.

Dessa forma, as mulheres foram ensinadas a desconfiar de si mesmas, de suas emoções e de seus próprios corpos, e o desafio é quebrar esse estereótipo antigo.

Empoderamento feminino

O empoderamento feminino é um movimento de consciência coletiva por parte das mulheres constituído de ações para não se deixar ser inferiorizadas pelo seu gênero e atitudes que vão contra o machismo imposto pela sociedade. O empoderamento perpassa por vários caminhos: na sociedade, pelo conhecimento dos direitos da mulher, por sua inclusão social, instrução, profissionalização, consciência de cidadania e por uma transformação no seu próprio autoconceito e autoestima.

A Organização Mundial da Saúde elencou princípios para o empoderamento das mulheres no contexto empresarial, sabendo de sua importância para o crescimento das economias e para o desenvolvimento humano. São um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios, valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres. São eles:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing.
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Ações de empoderamento

Basicamente, o empoderamento feminino é feito por mulheres e para mulheres, além de impactar positivamente a sociedade em um rumo mais igualitário. Desse modo, são ações para promover a autoestima, a habilidade de fazer as próprias escolhas e o direito de influenciar mudanças sociais em si e nos demais.

Movimentos feministas são as principais ações de empoderamento feminino, pois apoiam políticas públicas que impactam essa população. Mas apoiar as mulheres também significa priorizar seus pontos de vista, ouvir e levar em consideração suas opiniões, confiar em sua capacidade técnica e experiência, que são ações no dia a dia fáceis de ser implementadas, já que as mudanças ocorrem tanto vindas do Estado, quanto da própria população.

Esses movimentos visam ressignificar a imagem discriminatória que se tem da mulher em sociedade, saindo da imagem de submissa para assumir seu papel de cidadã ativa e participante.

Um outro ponto extremamente fundamental é o ensino de meninas a respeito de suas capacidades, de sua posição na sociedade enquanto cidadãs participativas da vida social e econômica, para que já possam aprender a como se comportar e não ser discriminada em sociedade. Infelizmente o ensino ainda deixa muito a desejar em termos de educação de gênero e sexual, o que acaba prejudicando o enfrentamento futuro do preconceito e da subjugação.

E você, quer aprender novas abordagens para atender a diversos públicos diferentes? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!

Referências:

AZEVEDO, M.A. & SOUSA, L.D. Empoderamento feminino: conquistas e desafios. SAPIENS. 2019;1(2).

HEFFEL, C.K.M. et al. A construção da autonomia feminina. CONAGES. sem data.

Organização das Nações Unidas. Princípio de Empoderamento das mulheres. 2016.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK