Alzheimer e hipnose: como a técnica pode auxiliar no tratamento

18/09/2021 às 22:07 Hipnose

Alzheimer e hipnose: como a técnica pode auxiliar no tratamento

Até o ano de 2050, a Organização Mundial da Saúde (OMS), acredita que mais de 152 milhões de pessoas irão sofrer com algum tipo de demência. Esta previsão para o futuro, se concretizada, irá superar em até três vezes o cenário atual, onde estima-se que 50 milhões de pessoas sofram por alguma enfermidade dessa natureza. 

Neste cenário preocupante, nós do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) entendemos que é importante trazer para vocês leitores do blog uma discussão sobre Alzheimer e Hipnose, afinal, dentre os variados tipos de demência, o Alzheimer impera como a mais comum. 

Desta forma, com a tendência do envelhecimento populacional brasileiro e, consequentemente,  o aumento do número de pessoas acometidas por alguma demência, conhecer tratamentos alternativos e eficazes, pode ser primordial para a manutenção da qualidade de vida.

Vamos entender como a Hipnose pode ser de grande auxílio no tratamento de Alzheimer? Sim?  Então continue a sua leitura!

Alzheimer: vamos entender essa doença

O Alzheimer é um transtorno neurodegenerativo que se manifesta pela deterioração cognitiva e de memória e que, de modo progressivo, compromete as capacidades sociais e de trabalho do indivíduo.

Com a evolução da doença, a pessoa sofre alterações de comportamento e personalidade, além, é claro, da perda brusca de memória, podendo em casos mais avançados se esquecer do que aconteceu minutos atrás. 

Por outro lado, pessoas com Alzheimer podem se recordar de acontecimentos antigos e repeti-los, sem saber que estão contando a mesma história diversas vezes. Ademais, esta doença faz com que o indivíduo perca:

  • a capacidade de aprendizado;

  • a atenção;

  • a capacidade de orientação; 

  • a compreensão e desenvolvimento de linguagem, entre outros.

Tais perdas, por sua vez, fazem com que o idoso passe a depender da ajuda dos outros. No início, essa necessidade de dependência pode ser sutil, mas com o tempo, passa a imperar até mesmo nas atividades mais básicas, como cuidar da higiene pessoal ou alimentação, por exemplo.

Os sintomas do Alzheimer. Aprenda a identificar os sinais!

A evolução do Alzheimer no cérebro não ocorre de forma padrão para todos os indivíduos e variam de pessoa para pessoa. Todavia, numa primeira fase desta demência alguns sintomas podem ser observados:

  • perda de memória recente;

  • perda de noção do tempo como, por exemplo, esquecer o dia da semana e até mesmo o ano;

  • dificuldade de localização;

  • dificuldade para realizar escolhas simples como escolher o sabor de uma pizza;

  • períodos de agressiva e intensas mudanças de humor;

  • perda de interesse em atividades que antes realizava e gostava.

Com a evolução da doença. novos sintomas podem ser notados:

  • aumento da perda de memória;

  • maior dependência de um dos membros da família;

  • intensas alterações de comportamento;

  • alguma pessoas podem ter alucinações;

  • dificuldade para se alimentar;

  • incapacidade para se comunicar;

  • falta de memória a ponto de não reconhecer mais as pessoas;

  • incontinência urinária e fecal, dentre outros. 

Como cuidar de uma pessoa com alzheimer

Antes de entrarmos, efetivamente, no tema do Alzheimer e Hipnose, é importante que, se você está lidando com um ente querido que já apresenta sinais da demência, você aprenda algumas estratégias para lidar de maneira eficaz com as alterações cognitivas e comportamentais do indivíduo:

  • Tenha sempre uma atitude afetuosa e busque permanecer calma e falar de maneira gentil e clara;

  • Estabeleça contato visual e ouça atentamente durante a comunicação;

  • Mantenha um ambiente calma e sem ruídos;

  • Recorra a linguagem corporal para facilitar a comunicação;

  • Utilize frases curtas e simples, focando uma ideia de cada vez;

  • Dê tempo para que a pessoa entenda o que lhe foi transmitido;

  • Diga previamente o que pretende fazer antes de a abordar, como nos casos de prestação de cuidados pessoais;

  • Troque frases negativas como “não faça isso”, por “é melhor fazer assim”;

  • E acima de tudo, seja paciente!

A relação entre Alzheimer e Hipnose

Infelizmente, a doença degenerativa que afeta a memória não tem um tratamento específico descoberto pela ciência até o momento atual. Logicamente, existem alguns medicamentos que ajudam a retardar o avanço da doença, mas a cura definitiva não existe. 

Deste modo, algumas alternativas podem auxiliar e deixar a pessoa acometida pela demência numa situação mais confortável. É neste momento que Alzheimer e Hipnose se conectam!

A Hipnose Ericksoniana, um dos muitos tipos de hipnose, pode ser usada como meio de ajudar o sujeito a se sentir mais acolhido nos ambientes em que se encontra. Por meio das sessões, é possível acessar o subconsciente e ajudar o cliente a desenvolver um equilíbrio emocional.

Ademais, a Hipnose também pode auxiliar no controle emocional e trabalhar nas intensas alterações de comportamento, amenizando-as.

Você é um profissional que atua nos cuidados da saúde mental ou que deseja levar esta poderosa ferramenta no atendimento aos seus pacientes? Ou, simplesmente, você quer mergulhar neste incrível universo? Então eu te convido a conhecer o curso de hipnose do IBND!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK