Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

3 tipos de mentiras e como elas impactam negativamente as nossas vidas

23/03/2020 às 19:10 PNL

3 tipos de mentiras e como elas impactam negativamente as nossas vidas

O ser humano gosta de mentir? O que você acha? Você mente muito? Por que você mente? Neste artigo, vamos falar sobre os principais tipos de mentiras e mostrar como elas tem um efeito negativo em nossas vidas.

Mentir se tornou algo natural em nossa sociedade. Desde mentiras simples, quando dizemos que gostamos de algo, que na realidade não gostamos, por exemplo, até a enganar pessoas com frases e ações mentirosas. Ao contrário do que muitos pensam, a mentira não afeta a quem atinge, afeta também o mentiroso.

Relação da mentira com a confiança e a necessidade de ser agradável

A mentira está ligada dois pontos importantes. O primeiro é a confiança, geralmente a perdemos quando alguém que gostamos, mente para nós. Podemos até perdoar, mas a relação nunca mais será a mesma.

O segundo ponto é a necessidade de ser agradável. Sim! O ser humano não sabe rejeitar, não sabe dizer NÃO aquilo que não o agrada. Na maioria das vezes, é assim que pessoas começam a mentir rotineiramente. Esse fato faz com que contemos mentiras ao sermos questionados sobre certas coisas.

Esses fatores e muitos outros mais fazem o ser humano ser propenso a mentira. Para se ter uma ideia, um estudo da Universidade de Massachussetts concluiu que 60% das pessoas não é capaz de manter uma conversa por mais de 10 minutos, sem contar pelo menos uma mentira. Inacreditável, não é?

O estudo também mostra que ao conversar com pessoas estranhas ou colegas distantes, o número de mentiras triplica em um diálogo. Muitas pessoas mentem porque acreditam que estão fazendo o bem, e que isso não lhes causa nenhum impacto negativo.

Procastinação, falta de foco e produtividade é um problema para você? A PNL é uma ferramenta de desenvolvimento humano, que vai te auxiliar a resolver essas questões e aumentar o seu desempenho profissional e pessoal!

Quais são os principais tipos de mentira?

Existem três principais tipos de mentiras, que englobam tanto as mentiras triviais, a compulsão por contar mentiras e as mentiras má intencionadas. Confira quais são elas abaixo:

Mentira “Branca”

A mentira branca começa por um dos pontos que falamos acima: a necessidade de ser agradável. Muitas pessoas querem ser aceitas pela sociedade, e para isso começam a contar as chamadas “mentiras brancas”, que de início são mentiras triviais para que sejamos agradáveis com as outras pessoas.

E esse geralmente é o primeiro tipo de mentira que crianças contam, é onde tudo começa. Aliás, crianças são grandes mestres das mentiras, desde as mais simples as mais elaboradas. Afinal, os adultos ensinam as crianças a mentir, incentivando a contar mentiras brancas para não magoar os amiguinhos ou os parentes.

Mentir passar a ser uma coisa natural na sociedade. A mentira branca é considerada uma mentira bondosa, contada somente para garantir a interação com outras pessoas ou para não desapontar alguém. Estas são as mentiras mais brandas, que podem levar pessoas a contarem mentiras mais elaboradas e com o intuito de enganar as pessoas.

Com o tempo, o praticante da mentira branca pode ficar tão envolvido nessa prática, que ela se tornará parte da sua rotina. Isso é muito perigoso, já que se acostumar a mentir pode levar a uma compulsão difícil de ser contornada.

 

Mentira compulsiva

A mentira compulsiva tem como base a necessidade do ser humano em se sentir superior aos demais. Quem nunca disse que era amigo de uma pessoa famosa ou que tinha feito um curso que nunca fez na vida? Acho que todos já fizemos isto!

Quando uma pessoa precisa contar esse tipo de mentiras, é sinal de que elas são viciadas em contar e criar histórias em suas capazes, ou seja, elaborar mentiras para se “destacar” aos demais na sociedade.

Uma característica em comum de mentirosos compulsivos é a falta de autoestima e a dificuldade no convívio social. Essas pessoas costumam inventar mentiras para encobrir suas falhas ou para alimentar suas ilusões.

A compulsão em falar mentiras podem pôr pessoas em descrédito. Com o tempo, pessoas que mentem muito ficam marcadas pelas demais. Assim, quando elas contam uma verdade, praticamente ninguém acredita, não há como saber se um mentiroso compulsivo está ou não falando a verdade.

Mentira patológica

Este é o pior tipo de mentira, a mentira patológica é aquela mentira que visa enganar as pessoas. O mentiroso patológico é uma pessoa que conta mentiras para tirar vantagens sobre os outros.

Geralmente, essas pessoas são egoístas, orgulhosas e estão sempre tentando manipular os demais. Dizemos no parágrafo acima que este é o pior tipo de mentira porque ele afeta o mentiroso e a sua vítima.

Diferente dos mentirosos compulsivos, o mentiroso patológico sabe orquestrar a sua mentira. Ele consegue produzir mentiras convincentes, contando histórias falsas de uma forma tão complexa que a vítima não descobre que está sendo enganada.

No curso de PNL, nós aprendemos um técnica de movimento provável dos olhos, que pode ajudar identificar onde a informação está sendo pesquisada nas memórias de quem responde as perguntas.

Como saber qual tipo de mentiroso eu sou?

Acho que ficou bem claro no texto, as características de cada tipo de mentira. Bom, se você é uma pessoa que mente muito, é essencial que você tenha uma noção do quanto isso lhe prejudica.

Uma boa maneira de fazer isso é fazer um processo de coaching, as ferramentas e técnicas da metodologia podem ajudar na identificação das mentiras, e na implementação de novos hábitos que diminuam a sua necessidade de contar inverdades a outras pessoas.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso Curso de PNL.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®