Unspoil Me: esqueça as séries que você assistiu usando hipnose. Será que funciona?

17/12/2021 às 10:36 Hipnose

Unspoil Me: esqueça as séries que você assistiu usando hipnose. Será que funciona?

Quem de nós nunca desejou assistir a sua série ou filme favorito com o mesmo entusiasmo da primeira vez, não é mesmo? Pois é exatamente essa a proposta que do aplicativo Unspoil Me, criado pela Samsung em parceria com o canal televiso norte-americano HBO. 

O objetivo, segundo afirmaram os criadores, é fazer com que as pessoas esqueçam de determinada série de TV a partir de uma sessão online de hipnose.

Deste modo, você poderia assistir àquela série que tanto ama evitando o auto-spoiler e conseguiria experimentar novamente o mesmo sentimento que teve na primeira vez que assistiu à produção. 

A proposta de fato é bastante interessante, mas será que o Unspoil Me realmente cumpre com o que promete? E mais: será que esse método é seguro?

Vamos verificar a resposta a essas perguntas a seguir nesse conteúdo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento). Boa leitura!

Como funciona o Unspoil Me?

Em resumo, o Unspoil Me trata-se de uma sessão de “terapia online” com duração de 23 minutos desenvolvido por dois especialistas suecos em hipnose — Ulf Sandstrom e Fredik Praesto — que garantem que o vídeo pode apagar momentos chaves das séries de sua memória.

Par ter acesso a essa proposta é preciso confirmar que você é maior de idade e assinar um termo aceitando os efeitos que a hipnose poderá causar. 

Feita essa primeira etapa, você será levado a um vídeo que irá pedir para que você pense no momento que viu a série e que te conduzirá por diversos exercícios de relaxamento mental e físico. 

Depois de alguns exercícios, o áudio pede que você se lembre do lugar onde estava assistindo o primeiro e último episódio, ou o filme que escolheu “deletar” da sua memória. 

Para que a técnica funcione, segundo o site, o individuo não pode ser interrompido. Além disso, recomenda-se o uso de fones de ouvido e que você pense em apenas uma série durante todo o processo.

Terminada a hipnose, será preciso uma boa noite de sono antes de verificar se a técnica deu certo ou não. 

O que nós achamos sobre isso…

Primeiramente, precisamos lembrar que a hipnose é uma ferramenta terapêutica que ajuda pessoas a acessarem informações “engavetadas” no inconsciente e que podem estar trazendo consequências negativas a sua vida. 

Assim como qualquer método de terapia, a hipnose clínica deve ser usada com cautela. Afinal, seu uso irresponsável pode ser perigoso. 

Todo cuidado é pouco e todo profissionalismo é indispensável para evitar os perigos da hipnose

Por isso, é sempre de extrema importância que o interessado em ser hipnotizado busque o tratamento com profissionais especializados e que tenham ética de trabalho e onde preferencialmente ocorra uma etapa de anamnese e pré-talk para que nada saia dos planos e para que a vontade do indivíduo seja sempre respeitado.

A hipnose é muito mais do que uma ferramenta para entretenimento. Hoje, essa técnica é indicada para tratar condições psicossomáticas, liberação de memórias reprimidas, tratamento de fobias, controle de hábitos e para amenizar a ansiedade e depressão, por exemplo. 

Querer repetir o êxtase de assistir algo que amamos pela primeira vez é natural. Contudo, que tal aproveitar o seu conhecimento para buscar perceber coisas que você não viu das outras vezes que assistiu a sua série ou filme favorito? 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK