Olimpíadas e motivação nacional: saiba mais

29/08/2021 às 21:34 Hipnose

Olimpíadas e motivação nacional: saiba mais

As Olimpíadas representam grande avanço e desenvolvimento em diversas áreas para a qualidade de vida do ser humano. Você conhece os jogos olímpicos? Dá só uma olhada!

O que são as Olimpíadas?

As Olimpíadas ou jogos olímpicos surgiram na Grécia Antiga, a partir do desdobramento da preparação para as guerras. Algumas modalidades como corridas, arremesso de peso, saltos, entre outras, eram praticadas para simularem as condições dos campos de batalha. Nos tempos modernos, o esporte perdeu essa característica para associar-se à melhoria da saúde e do físico, socialização, diversão e, evidentemente, ao jogo e à competição. Atualmente é esse o aspecto mais marcante: as competições nos jogos, nas disputas de tempo, pontuação, força e velocidade.

As Olimpíadas contam hoje com equipamentos e treinamentos avançados, usando tecnologias e a ciência do corpo humano, buscando alcançar o auge da performance física. Os atletas são preparados para desafiar as restrições da gravidade, do tempo e da distância. Áreas como a fisiologia, psicologia e medicina do esporte, através do avanço tecnológico, “constroem” um atleta para ser recordista olímpico, aumentando suas potencialidades físicas por meio do profundo conhecimento da fisiologia do movimento.

Frequência das olimpíadas

Os jogos olímpicos atuais ocorrem a cada quatro anos e reúnem os melhores atletas de diversas modalidades esportivas de todo o mundo. Sua primeira edição ocorreu em 1986 na cidade de Atenas, Grécia, e sua última edição foi este ano, em Tóquio, no Japão.

O Comitê Olímpico Internacional é a entidade máxima representativa do movimento olímpico no mundo. Cada país possui sua representação, sendo o Brasil representado pelo Comitê Olímpico Brasileiro.

Aumento na atividade física

Existem inúmeros benefícios para a saúde na prática de exercícios físicos, tanto em nível local, na cidade-sede do evento, quanto em nível regional e nacional. Esse também é um legado olímpico e pode ser avaliado por meio do sistema de vigilância de fatores de risco e proteção contra doenças crônicas não transmissíveis. Além disso, o legado olímpico das Olimpíadas Rio-2016 trouxe quatro eixos principais, tais como:

  1. A transformação da cidade (incluindo a melhoria na qualidade de ar por meio do controle mais rigoroso das emissões industriais e do transporte urbano, aprimoramento do transporte público por meio do desenvolvimento do anel de transporte de alta capacidade, melhora na segurança pública, preservação da maior floresta urbana do planeta, entre outros projetos de regeneração da cidade, como a transformação da área portuária;
  2. Inserção social: habitação, treinamento e emprego – inclui o desenvolvimento de habilidades entre jovens (treinamento de voluntários) e o suporte ao desenvolvimento de produtos locais, ecológica e socialmente sustentáveis; juventude e educação – inclui a expansão do Programa Segundo Tempo, apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que incentiva o esporte nas escolas públicas, além de investimentos extras no programa Mais Educação, um programa federal que financia a infraestrutura esportiva também nas escolas públicas;
  3. Juventude e educação – inclui a expansão do Programa Segundo Tempo, apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que incentiva o esporte nas escolas públicas, além de investimentos extras no programa Mais Educação, um programa federal que financia a infraestrutura esportiva também nas escolas públicas;
  4. Esportes – inclui o apoio financeiro à formação de jovens atletas, o aumento dos investimentos federais em esportes e a ampliação da infraestrutura para a prática esportiva dentro e fora da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas próximas às escolas públicas.

Olimpíadas e saúde

As Olimpíadas podem ser vistas como uma forma de intervenção complexa na saúde da população, sendo seus resultados formulados a partir de uma ação multifacetada. Acredita-se que os jogos olímpicos estimulem o desenvolvimento de estudos de custo-efetividade que meçam os interesses em saúde pública e coletiva, buscando efeitos adicionais atribuídos a ações e intervenções vinculadas ao Dossiê Olímpico. Tais repercussões podem ser vistas a nível local, regional e nacional.

Olimpíadas e ciência

As Olimpíadas também podem ser meios para avaliar os avanços científicos que acabam por significar progresso para a sociedade em geral. No intervalo de cada quatro anos, uma série de novidades tecnológicas surgem na área esportiva para melhorar o desempenho do atleta e dos materiais que poderão auxiliá-lo. Análises bioquímicas específicas são realizadas no sangue de atletas, permitindo ajustes momentâneos na intensidade do treinamento, objetivando impedir a ocorrência de lesões mais graves induzidas pela superação dos limites individuais de esforço. Atualmente os atletas de alto nível, em geral, possuem bons patrocinadores e estão fisicamente muito bem preparados, sendo a ciência e a tecnologia um fator decisivo no desempenho e qualidade de vida do competidor.

Olimpíadas de Tóquio e motivação nacional

Recentemente o Brasil ganhou 150 medalhas nos jogos olímpicos de Tóquio, Japão. Sua participação gerou comoção nacional, resgatando a sensação de orgulho nacional e pertencimento em inúmeros brasileiros. A motivação trazida pelos atletas altamente dedicados pode ser observada na admiração aumentada pelo esporte, ondas de jovens aderindo aos esportes representados pelas Olimpíadas e um senso de orgulho pelo esporte.

Dentre os atletas que se destacaram, Rayssa Leal com apenas 13 anos levou a medalha de prata na modalidade street, representando o Brasil pela primeira vez disputando o skate. A atleta representou o esporte com leveza e alegria, e conquistou os corações de inúmeros brasileiros, dentre eles muitas crianças, que hoje podem ser observadas andando de skate como forma de brincar. Esses podem ser futuros atletas, ou mesmo se beneficiar das consequências positivas do esporte.

E você, ficou interessado em se qualificar para promover mais saúde e bem estar? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!

Referências:

CAMARGO, V.T. Ciência e tecnologia nos jogos olímpicos. Cienc. Cult. 2004;56(2).

DEMARZO, M.M.P. et al. Legado olímpico para o Brasil: questão de saúde pública? Cad. Saúde Pública. 2014;30(1).

TEIXEIRA, M.R. et al. O esporte olímpico no Brasil: recursos financeiros disponibilizados para Olimpíadas Londres 2012. Rev. Bras. Ciênc. Esporte. 2017;39(3).


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK