História da Ray-Ban: conheça um pouco mais sobre ela

14/01/2021 às 13:42 PNL

História da Ray-Ban: conheça um pouco mais sobre ela

Ter uma visão ampla das necessidades mais urgentes dos consumidores e oferecer uma solução eficaz e viável, é um dos segredos da prosperidade no mundo dos negócios. Munidos de outras características necessárias, muitos empreendedores acabam tendo sucesso e destacam suas marcas no mercado mundial.

E foi exatamente isso que fez a Ray-Ban. Elaboramos esse post que conta a história dessa empresa que é referência em óculos de sol para homens e mulheres. Saiba porque seus produtos são considerados uma verdadeira inovação, que já dura mais de meio século. Senta aí que lá vem mais uma bela história!

Ray-Ban: foco nas necessidades dos clientes

A história da prestigiada marca Ray-Ban começa no final dos anos 1920, nos EUA. Havia uma necessidade urgente de se criar uma proteção que proporcionasse mais conforto visual para pilotos da aviação, durante os voos. A claridade excessiva do céu, muitas vezes, ofuscava esses profissionais, o que poderia ser perigoso.

Dessa forma, o visionário John A. MacCready procurou a Bausch & Lomb, que era uma conceituada ótica, para fazer uma encomenda diferenciada: óculos de sol para pilotos de aviões caça que garantisse boa visibilidade e, ao mesmo tempo, os deixasse com uma bela aparência. Depois de alguns anos fazendo pesquisas na área, em 1937, nasciam os óculos Ray-Ban.

O acessório logo caiu no gosto de boa parte dos pilotos de avião, já que eliminava a incômoda e excessiva claridade nos olhos durante os voos, principalmente em dias ensolarados. Além de proteger os olhos contra os danosos raios UV, o design dos óculos Ray-Ban Aviator era diferenciado e muito chamativo. Grandes personalidades de todas as corporações acabaram se rendendo aos encantos deles.

A marca conquistava cada vez mais adeptos

Na década de 1940, os óculos Ray-Ban se tornavam cada vez mais populares não só entre os militares da força aérea. Homens amantes de esportes, aventureiros natos, policiais e consumidores em geral queriam usar os famosos óculos dessa marca, que só crescia no mercado. Foi um estouro de vendas, pois a marca sabia como lidar com pessoas, até com as mais exigentes. 

Pelo fato dos óculos Ray-Ban terem um belíssimo design e, ao mesmo tempo, serem confortáveis para o rosto e olhos, a procura foi imensa. Isso levou a marca a fazer a sua primeira inovação e lançar os óculos com lentes degrade espelhadas, que também fez um enorme sucesso, pois deixava a aparência ainda mais diferenciada.

Nos anos 1950, os óculos Ray-Ban acabaram se tornando um acessório indispensável para os homens, principalmente os mais maduros. Símbolo de estilo e bom gosto, a marca ia sempre inovando em seus óculos, deixando-os cada vez mais únicos e marcantes. Em 1952, o modelo Wayfarer chegou ao mercado, fazendo as vendas aumentarem ainda mais.

Anos 60 e 70: a Ray-Ban inova e lança outros modelos

Nos anos 1960, com a fama cada vez maior dos óculos Ray-Ban, chegava a vez das estrelas do Rock aderirem ao acessório. A marca focou no público mais jovem que tinha um estilo de vida radical, que também se rendeu aos encantos dos icônicos óculos.

A Ray-Ban se tornou líder mundial em vendas, justamente pela extrema qualidade, durabilidade e variedade da sua linha de óculos. Prova disso é que, em 1969, a moderna marca, que já fabricava óculos com lentes altamente resistentes a impactos e estojos de proteção personalizados, oferecia um portfólio com mais de 50 modelos diferentes, para todos os gostos e bolsos.

Os anos 1970 foram marcados pelo início da produção de óculos Ray-Ban de receituário e pela consolidação dessa poderosa marca na mente de milhares de pessoas em todo o mundo. Modernos óculos para alpinistas foram desenvolvidos sob medida, para melhor proteção dos raios solares e do brilho intenso emitido pela neve.

Anos 80 e 90: presença em Hollywood

Os óculos Ray-Ban conquistavam os consumidores ainda mais. Na década de 1980, a marca é apresentada a Hollywood, aparecendo em diversos filmes com atores famosos. Um dos mais marcantes foi em 1986, onde o galã Tom Cruise aparece usando o modelo Aviator no filme Top Gun. Nos meses seguintes, as vendas do modelo aumentaram 40%.

Em 1999, a renomada marca Ray-Ban foi vendida por 640 milhões de dólares para uma empresa italiana, a Luxottica. Mais inovação estava prevista para os anos seguintes. A Ray-Ban iria começar o novo século com os negócios indo de vento em polpa. Diversas novidades ainda estavam por vir, pois a Ray-Ban sabia como vender seus produtos.

Anos 2000: a Ray-Ban se reinventa

Essa década foi marcada por diversos lançamentos da Ray-Ban, que sempre agradavam o público cada vez mais fiel. Em 2003, chegaram os óculos com armações feitas exclusivamente para lentes de grau. Já em 2004, a coleção Ray-Ban Júnior, para crianças de 8 a 12 anos, chega ao mercado e cai no gosto dos pequenos mais vaidosos.

A marca norte-americana sempre teve famosos slogans ao longo do tempo, o que a permitiu ter mais visibilidade, além de reforça-la na mente das pessoas. As suas tecnológicas e protetivas lentes polarizadas eram um dos diferenciais da Ray-Ban. Usar óculos de sol dessa marca se tornava sinônimo de status, proteção e conforto.

Em 2010, a Ray-Ban, cujo carro-chefe sempre foi modelo Aviator, lançou mais seis recriações baseadas nele. Cada qual com suas características marcantes, o fato é que as vendas dos mais variados modelos dos óculos Ray-Ban não paravam de aumentar. Sempre inovadores e com belas linhas, esses modernos acessórios nunca saem de moda.

A Ray-Ban é a prova de que inovação costuma dar muito certo no complexo mundo do empreendedorismo. Afinal, para uma marca estar presente em cerca de 130 países e ter um lucro estimado de 1,5 bilhões de dólares, ela precisa se reinventar.

Venha para o IBND

O curso de PNL do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

O IBND oferece soluções personalizadas que podem contribuir para o seu sucesso profissional e pessoal. Em nossa instituição, cobramos um preço justo e priorizamos o seu aprendizado. Estamos te esperando!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK