Dia das bruxas: entenda como esta data foi criada

21/11/2021 às 20:21 Hipnose

Dia das bruxas: entenda como esta data foi criada

Diversas datas comemorativas possuem origem mais antiga do que sabemos, como é o caso do dia das bruxas. Você sabe como foi criada esta data? Então vem dar uma olhada!

O que é o dia das bruxas?

O halloween ou dia das bruxas é um feriado celebrado anualmente no dia 31 de outubro, e em 2021, o dia das bruxas será no domingo.

A origem da tradição vem do antigo festival celta de Samhain, quando as pessoas acendiam fogueiras e usavam fantasias para afastar fantasmas. No século VIII o Papa Gregório III designou 1º de novembro como uma época para homenagear todos os santos. Logo, o Dia de Todos os Santos incorporou algumas das tradições do Samhain. Com o tempo, o Halloween evoluiu para um dia de atividades como doces ou travessuras, entalhar lanternas de abóbora, reuniões festivas, vestir fantasias e comer guloseimas.

Antigas origens do dia das bruxas

As origens do dia das bruxas remontam ao antigo festival celta de Samhain, um povo que vivia há 2.000 anos na área que hoje é conhecida como Irlanda, o Reino Unido e o norte da França, os quais comemoravam seu ano novo no dia primeiro de novembro.

O dia foi escolhido pois marcava o fim do verão e a colheita e o início do inverno frio e escuro, época do ano frequentemente associada à morte humana. Os celtas acreditavam que, na noite anterior ao ano novo, a fronteira entre os mundos dos vivos e dos mortos se tornava obscura. Na noite de 31 de outubro eles celebravam o Samhain, quando se acreditou que os fantasmas dos mortos voltaram à terra.

A presença dos espíritos

Além de causar problemas e danificar as plantações, os celtas pensavam que a presença dos espíritos do outro mundo tornava mais fácil para os druidas, ou sacerdotes celtas, fazer previsões sobre o futuro. Para um povo totalmente dependente do volátil mundo natural, essas profecias foram uma importante fonte de conforto durante o longo e escuro inverno.

A comemoração

Para comemorar o evento, os druidas construíram enormes fogueiras sagradas, onde as pessoas se reuniam para queimar colheitas e animais como sacrifícios às divindades celtas. Durante a celebração, os celtas usavam costumes, normalmente consistindo em cabeças e peles de animais, e tentavam dizer a sorte uns dos outros. Quando a celebração acaba, eles acendem as fogueiras da lareira, que haviam apagado mais cedo naquela noite, na fogueira sagrada para ajudar a protegê-los durante o inverno que se aproximava.

A conquista o Império Romano

Em 43 d.C., o Império Romano conquistou a maior parte do território celta. Durante os 400 anos em que governaram as terras celtas, dois festivais de origem romana foram combinados com a tradicional celebração celta de Samhain. No entanto, por volta do século 9, a influência do Cristianismo se espalhou pelas terras celtas, onde gradualmente se misturou e suplantou os ritos celtas mais antigos. Em 1000 d.C., a igreja fez de 2 de novembro o Dia de Finados, um dia para homenagear os mortos. É amplamente aceito hoje que a igreja estava tentando substituir o festival celta dos mortos por um feriado sancionado pela igreja.

A evangelização

No final do século II houve a evangelização dos territórios Celtas, modo como sua religião chamada druidismo desapareceu da maioria das comunidades. Quase nada permaneceu de sua cultura, pois tudo era transmitido oralmente. Embora saiba-se hoje em dia que o feriado é uma comemoração pagã, pouco se fala sobre a apropriação cultural da igreja católica para com diversas culturas.

O dia das bruxas chega à América

À medida que as crenças e os costumes de diferentes grupos étnicos europeus e dos índios americanos se mesclavam, uma versão distintamente americana do Halloween começou a surgir. As primeiras celebrações incluíram “festas de brincadeira”, que eram eventos públicos realizados para celebrar a colheita. Os vizinhos compartilhavam histórias de mortos, contavam a sorte uns dos outros, dançavam e cantavam. Na segunda metade do século 19, a América foi inundada com novos imigrantes. Esses novos imigrantes, especialmente os milhões de irlandeses que fugiam da fome irlandesa da batata, ajudaram a popularizar a celebração do Halloween em nível nacional.

Como é comemorado o dia das bruxas hoje?

Atualmente o halloween ou dia das bruxas é comemorado com pessoas se fantasiando para participar de festas, dentre elas crianças e adultos, o que se tornou a forma mais popular de comemorar o dia. Festas voltadas para jogos, comidas de época e fantasias festivas estão presentes no calendário, um evento que é tido como promotor de qualidade de vida e lazer para famílias e indivíduos. Pesquisas indicam que os americanos gastam cerca de US $6 bilhões anualmente com motivação para o Halloween, tornando-o o segundo maior feriado comercial do país depois do Natal.

As atividades mais comuns

Dentre as atividades mais comuns do dia as bruxas, estão praticar o “doce ou travessura”, decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos de adivinhação, ir em atrações "assombradas", contar histórias assustadoras e assistir filmes de terror. Em muitas partes do mundo, as vigílias religiosas cristãs de Halloween, como frequentar os cultos da igreja e acender velas nos túmulos dos mortos, permanecem populares, embora em outros lugares seja uma celebração mais comercial e secular. Alguns cristãos historicamente se abstém de carne no Dia das Bruxas.

A importância de datas comemorativas

O ser humano é um ser social que promove diversas formas de encontro para socializar. Uma delas é o calendário de feriados nacionais e locais, muitos advindos de tradições atualmente desconhecidas, como é o dia das bruxas. O lazer promove qualidade de vida e a interação entre as pessoas durante o halloween parece promover aceitação pessoal e sensação de liberdade, pois a pessoa é aceita do modo como escolhe se vestir. Além disso, o dia das bruxas envolve adultos e crianças de diversas nacionalidades e culturas diferentes, que comemoram o dia das bruxas com diversas intencionalidades.

E você, busca se capacitar para promover saúde mental e bem estar? Aprenda Hipnose Clínica sem sair de casa!

Terapeuta e hipnólogo, você busca uma ferramenta para potencializar os resultados com seus pacientes e, assim, gerar mais satisfação? Deseja ressignificar fobias e traumas? Quer utilizar os recursos da mente a seu favor? Faça nosso curso de hipnose online!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK